Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Reflexão
Os obstáculos que te impedem de avançar não são definitivos. Olha para eles de modo diferente e hás-de vê-los mudar.      Dugpa Rimpoché

Peregrinação de Maria

Peregrinação por terras altas. O Gerês na sua imponência de cordilheiras e vales oferece imagens de sublime contemplação e de absorção de puro prāna (oxigénio purificado), que por si só, confere saúde. Vasto território florestal de rara e impressionante beleza paisagística tem um valor ecológico e etnográfico único. É a segunda maior elevação de Portugal, cuja altitude atinge 1.545 metros.
Ler mais  Ler

Shakuntala (Śakuntalā) de Abanindranath Tāgore

De todas as línguas do mundo o sânscrito foi sem dúvida a que produziu a mais abundante literatura. Dos poemas líricos, dois se destacam pela perfeição o Meghaduta e Śakuntalā ambos de Kālidāsa, que alcançou a maior popularidade tanto na literatura indiana, como na do ocidente. Kālidāsa, é assim considerado uma luz no firmamento literário do mundo. A riqueza da sua visão criadora, a sua percepção das belezas da natureza, aliada a uma melodiosa cadência métrica, é a combinação perfeita que colocam Śakuntalā, na vanguarda das obras líricas, pela suprema criatividade. Segundo a tradição indiana, Kālidāsa era um brâmane contemporâneo do rei Vikrama – Ādtya de Ujjayini por volta de 57 A.C. o qual teria protegido alguns literatos na sua corte. Embora seja incerta a data ou mesmo a era deste poderoso monarca protector das letras, situa no entanto a vida de Kālidāsa, havendo por isso limites entre 150 A.C. a 634 D.C.. É portanto, no século I A.C., que a tradição coloca Kālidāsa. Śakuntalā, a jóia indiana, em peça de teatro, começa por uma evocação à Divindade. Śakuntalā é o nome de uma jovem de 18 anos que foi criada na floresta, feliz no meio da natureza, educada por um sábio. Aqui, o saber é expresso nos diversos estados de alma de cada personagem, em diálogos que demonstram a espontaneidade não só dos sentimentos, como de uma fraternidade que comove pela pureza, que ainda hoje grande parte da humanidade não atingiu. A mística e espiritualidade fluindo pela boca dos participantes revela a grandiosidade do pensamento e da vivência quotidiana, assente na profunda filosofia e religiosidade da Índia. É de uma magia transcendente este excelente conto, que atinge delicadas nuances de universalidade. Ler mais  Ler
Ver video
Ver video
Ver video
Ver video
Ver video
Local: Centro Cultural de Belém

Em: 29 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Local: Fundação Gulbenkian

Em: 22 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Local: Fundação Gulbenkian

Em: 14 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Local: Belém - Restelo

Em: 14 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Local: Fundação Gulbenkian

Em: 06 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Local: Lisboa

De 09 Ago 2018  a  14 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Local: Sintra

De 02 Abr 2018  a  29 Set 2018

Ver mais  Saiba mais
Inauguração do Novo MosteiroLer mais
Eclipse total da LuaLer mais
Burne-Jones no Museu GulbenkianLer mais
Homenagem a Francisco VaratojoLer mais
Vesak 2017Ler mais
Acordo OrtográficoLer mais
Túmulo de CristoLer mais
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2018, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®