Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Agenda
Ano anteriorMês anterior   Mês seguinteAno seguinte
S T Q Q S S D
             
             
             
             
             
             

 18 de Outubro de 2020 


Protagonistas da História de Portugal

Protagonistas da História de Portugal
Nuno Gonçalo Monteiro, Bernardo Vasconcelos e Sousa e Rui Ramos
Das 12h às 13h

Na sequência do esforço nacional de contenção do novo coronavírus (COVID 19) e em consonância com as orientações da Direção Geral de Saúde, o Centro Cultural de Belém decidiu adiar sessão de dia 19 setembro, para o dia 20 de setembro 2020.
Agradecemos a sua compreensão.

Consulte Política de reembolsos
Neste novo ciclo de palestras, vamos estudar alguns dos atores, individuais e coletivos, da História de Portugal. Uns têm nomes famosos, outros permaneceram anónimos. De alguns conhecemos iconografia, outros temos de os imaginar. Qual a importância que lhes devemos dar na compreensão do passado? Que noção tinham de quem eram e do que estavam a fazer? Nesta primeira série, falaremos sobre D. Afonso Henriques, Inês de Castro, Fernão Lopes e o seu «povo miúdo», as gentes da expansão portuguesa, a rainha D. Maria Francisca de Sabóia, Marquês de Pombal, D. Maria II, os revolucionários da I República e Salazar.

Programa
Primeira Parte – Época Medieval
Bernardo Vasconcelos e Sousa
Instituto de Estudos Medievais
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – UNL
Primeira Sessão – 11 de Janeiro de 2020
Afonso Henriques, “Rei dos Portugueses”
1. Henrique da Borgonha e Teresa de Leão
2. São Mamede, 1128 – o Condado Portucalense face ao Reino de Leão e à Galiza
3. Do Entre-Douro-e-Minho para Coimbra
4. De Ourique (1139) a Badajoz (1169)
5. Um rei e a sua dinastia (1179-1185)
Segunda Sessão – 18 de Janeiro de 2020
Inês, a Castro
1. Inês de Castro no imaginário colectivo dos Portugueses
2. A dama galega e a sua linhagem
3. Sopram “ventos” de Castela
4. Afonso IV, nobreza de corte e guerra civil
5. Soube Inês por que morreu?
Terceira Sessão – 25 de Janeiro de 2020
Fernão Lopes e o seu “povo miúdo”
1. A vida conhecida de Fernão Lopes
2. Ao serviço da nova Dinastia de Avis
3. O cronista-mor do reino e a construção do passado
4. O Rei, o Condestável e o “povo miúdo”
5. A Crónica de D. João I de Fernão Lopes, um “documento-monumento”
Terceira Parte – Época Contemporânea
Rui Ramos
Instituto de Ciências Sociais
Universidade de Lisboa
Sétima Sessão – 29 de fevereiro de 2020
D. Maria II, a primeira rainha constitucional
1. A conquista do trono através de uma revolução (1826-1834)
2. A rainha na política e na sociedade liberais: o «poder moderador» e a mãe de família
3. D. Maria II entre «setembristas» e «cabralistas»: uma rainha partidária, ou apenas uma rainha corajosa?
Oitava Sessão, 7 de março de 2020
Os Revolucionários Republicanos de 1910
1. Quem eram os republicanos?
2. O poder dos republicanos era democrático?
3. O espírito revolucionário
Nona Sessão, 19 de setembro de 2020 - ADIADO PARA DIA 20 DE SETEMBRO / 12:00
Salazar e a ditadura salazarista
1. Salazar antes do salazarismo
2. Porque é que a ditadura salazarista durou tanto tempo?
3. Porque é que o salazarismo não teve herdeiros?


Legenda da Imagem
Louis-Miguel van Loo (1707-1771) e Joseph Vernet (1714-1789)
Retrato de Sebastião José de Carvalho e Melo, 1.º Marquês de Pombal, 1766
Óleo sobre tela
Museu de Lisboa


________________________________________
1ª sessão - 11 de janeiro 2020
2ª sessão - 18 de janeiro 2020
3ª sessão - 25 de janeiro 2020
4ª sessão - 01 de fevereiro 2021
5ª sessão - 8 de fevereiro 2021 + Cronologia


Local: Centro Cultural de Belém

De 20 Set 2020  a  08 Fev 2021

Horário: 12h às 13h

sugerir imprimir


Três Embaixadas Europeias à China

Inauguração | 8 Novembro | 18.30

Até 21 Abril ‘19

Comissário Jorge dos Santos Alves

A exposição Três Embaixadas Europeias à China possui como tema central a história dos contactos político-diplomáticos entre a Europa e a China ao longo de cinco séculos (de meados do século XIII a medos do século XVIII). Essa história teve múltiplos ciclos, avanços e recuos, entendimentos e rupturas, mas teve como constante o protagonismo de vários portugueses. Protagonistas que representavam o Estado português, outros estados europeus, o Papado, ou a cidade de Macau. São três destes protagonistas, Frei Lourenço de Portugal, Tomé Pires e Francisco Pacheco de Sampaio, que escolhemos para ilustrar a temática central da exposição. É em torno destes três protagonistas que se estrutura a exposição, por isso dividida em três núcleos.

Teremos assim o primeiro núcleo dedicado a Frei Lourenço de Portugal, nomeado embaixador ao Império Mongol pelo Papa Inocêncio IV, em 1245; o segundo núcleo dedicado a Tomé Pires e à sua embaixada à China Ming, (em 1515); o terceiro núcleo centrado na embaixada de Francisco Pacheco de Sampaio ao imperador Qianlong, da dinastia Qing, em 1752.
Em cada um dos três núcleos, o percurso biográfico de cada um dos três diplomatas portugueses é entendido no seu tempo e contexto, no quadro nacional, mas também europeu. O quadro europeu sempre entendido na sua articulação com a mundividência e os desígnios expansionistas iniciados pelas Cruzadas e continuados e fortemente amplificados depois do século XVI e com fortes marcas de continuidade até ao século XVIII. Num outro plano, procura-se contextualizar o desenvolvimento destas três missões diplomáticas, tanto do ponto de vista da história política interna da China, quanto do ponto de vista da política externa chinesa para o Mar da China, a Ásia do Sueste e mesmo o Oceano Índico na sua globalidade.


Local: Museu do oriente

De 08 Nov 2018  a  21 Abr 2021

Horário:

sugerir imprimir
topo
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2020, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®