Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Actividades
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Apresentação do projecto de criação do Mosteiro Budista Theravada da Tradição da Floresta da Tailândia em Portugal.

pág. 1 de 1
Mosteiro Budista Theravada da Tradição da Floresta

de Spiritus Site

em 30 Ago 2010

  A entidade (Comunidade) instituidora do Mosteiro Budista Theravada em Portugal foi oficialmente reconhecida como Pessoa Colectiva Religiosa com a designação de “Budismo Theravada da Floresta – Comunidade Religiosa”. O “Mosteiro Budista Theravada da Tradição da Floresta” é uma Comunidade Religiosa (Sangha) sem fins lucrativos instituída, a convite de leigos portugueses, pelo Conselho Geral dos Monges Séniores das Comunidade Monásticas Reconhecidas da Tradição da Floresta da Tailândia da Linha de Ajahn Chah, o qual deu o seu aval ao estabelecimento do Mosteiro em Portugal, tendo, para esse efeito, indigitado os dois monges subscritores dos Estatutos da Comunidade.
A Comunidade Religiosa, que se regerá pelos referidos Estatutos e pela Lei da Liberdade Religiosa, adquiriu, portanto, personalidade jurídica como pessoa colectiva religiosa ao abrigo desta Lei, passando a beneficiar das vantagens deste novo estatuto legal.


Segundo os Estatutos, a Comunidade tem por objecto:
Promover os ensinamentos do Buddha (§) (Buddha Sasana);
Promover e sustentar o culto e o serviço dos templos e dos mosteiros;
Praticar a beneficência.
O objectivo fundamental consiste em promover os ensinamentos do Buddha (Buddha Sasana).
Para esse efeito, a Comunidade Religiosa deve proporcionar, manter e apoiar, de acordo com os princípios da Disciplina (Vinaya) Theravada, estabelecimentos residenciais para uma Comunidade Monástica (Sangha) de pessoas que tenham assumido as Regras de Instrução (Sikkhapada), deve apoiar pessoas leigas na prática e nos ensinamentos do Buddha, e deve, ainda, utilizar quaisquer outros meios que oportunamente venham a ser considerados convenientes para realizar esse fim e tudo o mais previsto nos estatutos.

DECLARAÇÃO DE FÉ

Princípio essencial da Doutrina Fé e Filosofia do Budismo Theravada da Tradição da Floresta da Tailândia

I.  O Senhor Buddha era totalmente livre de toda a Confusão, Cobiça ou Ódio. Totalmente livre de toda a Ignorância.
II.  O Senhor Buddha ensinou o modo pelo qual os seres humanos se podem libertar de toda a Ignorância. Os seres humanos podem treinar-se para serem completamente livres de toda a Confusão, Cobiça ou Ódio. Os seres humanos podem treinar-se para serem mais perfeitos.
III.  O Senhor Buddha fundamentou a sua Doutrina nas “Quatro Verdades Nobres”, a partir das quais desenvolveu o extensivo Ensinamento sobre o caminho da libertação e salvação espiritual humana, nomeadamente:
    1.  A Verdade sobre o sofrimento.
    2.  A origem do sofrimento.
    3.  A extinção do sofrimento.
    4.  O caminho que conduz à extinção do sofrimento e realizar a "salvação" espiritual, nomeadamente através de "O Nobre Óctuplo Caminho" (Virtude e Código Moral) composto por oito factores:

      Entendimento Correcto
      Pensamento Correcto
      Palavra Correcta
      Acção Correcta
      Sustento Correcto
      Empenho Correcto
      Consciência Correcta
      Concentração Correcta

IV. Os Budistas mantêm como seu Sagrado Refúgio a "JÓIA TRIPLA", nomeadamente:
    1. O Buddha (O Desperto, o Iluminado)
    2. O Dhamma (A Verdade e o Ensinamento da Libertação)
    3. O Sangha (a Comunidade Monástica) (Dentro dos princípios monásticos corresponde aos três votos: Pobreza, Castidade e Obediência).

V. O Senhor Buddha não definiu a existência de Deus, não a negou, nem encorajou qualquer especulação sobre essa Realidade, mas inspirou cada um a descobri-la pela prática e conhecimento directo. Apenas recusou definir essa Realidade.

VI. Existe um Não-nascido, Não-originado, Não-creado, Não-formado. Se não existisse esse Não-nascido, Não-originado, Não-creado, Não-formado, então, a saída para fora do mundo do nascido, do originado, do creado e do formado, não seria possível. Mas, uma vez que existe esse Não-nascido, Não-originado, Não-creado, Não-formado, é possível sair para fora do mundo do nascido, do originado, do creado e do formado.

VII. O objectivo máximo da prática Budista é alcançar o que o Buddha realizou, que é a Iluminação, a Verdade e o Nirvana, a Libertação do Ciclo de Reencarnações Terrestres e de todo o sofrimento afim, em direcção ao Incondicionado - Não-nascido, Não-originado, Não-creado, Não-formado.

PRÁTICA INTRODUZIDA EM PORTUGAL


A prática de cerimónias e rituais do Budismo Monástico Theravada da Tradição da Floresta só é possível com a presença dos monges.
A Meditação, uma das regras religiosas principais consiste numa prática diária orientada pelo monge. Os métodos de Meditação budista dados pelos monges, também podem ser praticados pelos leigos de forma pessoal.

Para além disso, são realizados Retiros de Meditação com frequência desde períodos de fim-de-semana a dez dias, nos quais são oficiadas as cerimónias adequadas.


Retiros de Meditação realizados em Portugal.

    2007, Retiro de Meditação, orientado pelo Conselheiro Espiritual e fundador dos Mosteiros em Inglaterra, o Venerável Ajahn Sumedho.
    2007, Retiro orientado por Ajahn Sundara.
    2009, por Ajahn Sumedho
    2009, por Ajahn Jayanto
    2010, por Ajahn Candasiri
    2010, por Ajahn Khemasiri

Palestra e conferências:
    2007, Ajahn Sumedho
    2007, Ajahn Sundara
    2008, Ajahn Vajiro
    2009, Ajahn Kongrit
    2010, Ajahn Khemasiri
   


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®