Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
pág. 2 de 3
Festival de Wesak

de Teosofia

em 03 Mai 2015

  (...anterior) Estão presentes os Chohans da energia dos 7 Raios de Luz: os Mestres Morya, Koot Humi, Paulo, o Veneziano, Serapis, Hilarion, Saint Germain, Jesus, e Iniciados, discípulos e aspirantes espirituais, além de Seres Dévicos (Anjos).

O Senhor Buda possui a sua modalidade especial de energia, que Ele derrama sobre nós, ao abençoar o mundo. Esta bênção é maravilhosa e excepcional, por sua autoridade e categoria, pois Buda tem acesso a planos da natureza, que não estão ao alcance da humanidade; e portanto, pode transmutar e transferir ao nosso plano a energia de planos superiores. Sem a mediação de Buda, esta energia não seria aproveitável, pois a sua vibração é muito elevada e nos é impossível percebê-la nos planos físico, emocional e mental. Assim, a energia que Buda difunde, através da sua bênção, encontra canais por onde circular, levando alento e paz àqueles que são capazes de recebê-la.

Ano após ano, Buda regressa para distribuir a Sua bênção e a mesma cerimónia se repete. Cada ano, Ele e o Seu Irmão, o Cristo, trabalham em íntima colaboração para benefício espiritual da humanidade. Nestes dois Grandes Filhos de Deus concentraram-se dois aspectos da Vida Divina. Através do Buda, flui a Sabedoria de Deus; através do Cristo, o Amor de Deus se manifesta à humanidade, derramando-se sobre ela na Lua Cheia de Touro.
Nesse momento são possíveis grandes expansões de consciência. Os discípulos e iniciados de todas as partes podem ser ajudados e estimulados espiritualmente, a fim de que possam penetrar conscientemente nos mistérios do Reino de Deus.

Nesta data, abre-se no Deserto de Gobi um imenso Portal Inter-dimensional e, segundo a tradição, Buda se materializa para expandir a Sua Luz para todo o planeta.

Meditação da Lua Cheia
Na Lua Cheia, o corpo etérico do planeta fica mais sensível a um trabalho de LUZ – a uma mentalização, a uma visualização, a uma irradiação de Cura e de Paz. Assim, se uma pessoa, no plenilúnio, se colocar à disposição da Grande Fraternidade Branca, oferecendo-se para participar da Obra de Redenção Planetária – muito mais prontamente receberá uma resposta porque, a própria comunicação está facilitada. Através da Meditação, durante o período antes e depois da Lua Cheia, o ser humano pode entrar mais facilmente em contacto com Deus e com a Hierarquia da Luz Planetária. Trata-se de uma meditação que tem por objetivo nos colocar em contacto com a nossa própria alma, com a alma da humanidade, com a alma do mundo, com o nosso Mestre, com os Anjos (§) Solares, com os Elohim, enfim, com todo o Espírito da Hierarquia Espiritual.

Esta é uma época de Ressurreição, de Transfiguração e Libertação, na medida em que se dá o domínio do Espírito sobre a matéria e, assim, permite ao discípulo avançar mais um passo em direcção ao Reino de Deus. Ressurreição é a passagem da morte, da auto absorção para a vida do Amor altruísta, a transição das trevas do individualismo egoísta para a Luz do Espírito Universal, do irreal da falsidade para o Real, da Verdade. Procuremos, prepararmo-nos com o mental aberto, iluminado e o coração puro e amoroso. (Ver em anexo: A Maior Bênção do Senhor Buda)
Em humilde homenagem ao Senhor Buda, lembramos aquilo que, pensamos, resumir o mais elevado e belo do seu ensinamento. As quatro Nobre Verdades, o caminho que conduz à libertação do sofrimento humano e o Caminho do Meio, a harmonização dos pares de opostos.
Quando o Senhor Buda, o mais elevado Ser nascido na nossa humanidade, recebeu a iluminação, “deixou entrar” uma onda de Luz sobre a vida humana e sobre os nossos problemas mundiais, e a inteligente compreensão das causas da angústia do mundo. Ele procurou formular as

Quatro Nobres Verdades:

1. Que a existência no universo fenomenal é inseparável do sofrimento e da tristeza.
2. Que a causa do sofrimento é o desejo de viver no mundo dos fenómenos.
3. Que o cessar do sofrimento se alcança, anulando todo o desejo da existência nesse Universo dos fenómenos.
4.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®