Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sistemas Religiosos e Filosóficos
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
pág. 2 de 3
A Sabedoria de Deus - 2

de Swāmi Prabhavānanda

em 10 Abr 2017

  (...anterior)
"Quando a fé sobrevêm, surge o desejo de ouvir a Palavra de Deus. Quando surge o desejo de ouvir a Palavra de Deus, encontra-se prazer na sua Palavra. Quando se encontra prazer na sua Palavra, todos os males desvanecem. Pois então, o Senhor, o amigo dos piedosos, revela-Se e limpa todos os males e impurezas.
"Quando todas as impurezas são lavadas, surge então o verdadeiro amor inabalável de Deus. Em mentes assim purificadas, é impossível surgirem quaisquer pensamentos de luxúria ou ganância; e sua alegria é plena.

"Quando a alegria de devoção ao Senhor toma posse da mente, o homem se liberta da escravidão do mundo. Ele compreende a Verdade e conhece a Essência. O seu ego dissolveu-se. As suas dúvidas desaparecem. Para esse homem, a escravidão ao Karma cessa.
"Portanto, o sábio deve sempre amar o Senhor e encontrar alegria Nele.
"O ideal para onde todos os Vedas apontam, o alvo de todos os sacrifícios e Yogas (§), de todo o trabalho, conhecimento, e austeridade, a própria verdade de todas as religiões, é o Senhor do Amor. Não há outro objectivo senão Ele.
"O Senhor, embora sem forma nem atributos, e além de todos os Guṇas, projectou este universo a partir de sua Māyā divina. Tendo dado à luz este universo, Ele habita dentro de todos os seres e em todas as coisas. No entanto, Ele permanece imperturbável, pois Ele é pura consciência.
"Tal como a água, que apesar de uma e sem forma, quando derramada em vasos diferentes acaba por assumir muitas formas de acordo com as formas dos vasos, também assim o Senhor, a alma do universo, assume a aparência de vários objectos. O Senhor do Amor, por seu prazer e recreação, assumiu a miríade de formas de deuses, homens, animais, pássaros e de todas as outras coisas animadas e inanimadas. O Senhor é Infinito e infinitas são Suas expressões.
"Mas Śrī Kriṣṇa, a corporalização do amor e da divindade, é a Sua manifestação especial.
"Sempre que a Verdade é esquecida no mundo, e a maldade prevalece, o Senhor torna-se carne para mostrar o caminho, a Verdade, e a vida para a humanidade. Uma tal encarnação é um Avatāra, uma corporalização de Deus na Terra.

"O homem é divino. Ele, na realidade, é a Verdade impessoal. A sua natureza essencial é consciência pura. Condicionado por Māyā, ele pensa de si ignorantemente como seja forma humana grosseira. "Assim como as nuvens, suspensas no ar, são atribuídas ao céu pelos ignorantes, bem como a poeira da terra quando levantada pelo vento é atribuída ao ar pelo ignorante, assim também são o corpo e a mente atribuídos à Essência impessoal pelo Ignorante.
"Existe o corpo físico grosseiro. Há também o corpo subtil, que consiste da mente, intelecto e ego. Estes corpos juntos são chamados de adjuntos do espírito, da Essência impessoal. Quando, pela ignorância, o homem pensa que o espírito é idêntico a estes adjuntos, ele está condicionado por suas acções, boas e más.
"Quando ele adquire conhecimento e percebe que estes corpos grosseiros e subtis são adjuntos, separados da verdadeira Essência, ele compreende Brahman e é livre. Ele torna-se Brahman e brilha com felicidade na sua própria glória.

"O Senhor omnisciente, embora além do nascimento e da escravidão do Karma, assume o nascimento humano por escolha, e manifesta-se como Kriṣṇa ou Rāma. Há uma grande diferença entre uma tal encarnação divina e um homem comum. No caso da primeira, apesar de nascido como homem, nasce livre e com conhecimento. Apesar de aparentemente limitado pela personalidade, Ele conhece-se como espírito impessoal e habitante em todos os seres. Tal como um actor no palco, Ele permanece imperturbado pelo papel que desempenha.
"É difícil para os ignorantes entender Sua glória e poder. Só aqueles que com amor e devoção adoram e meditam aos Pés abençoados de uma encarnação divina conseguem realizar a Verdade.
"Ó vós sábios, bem-aventurados sois, porque amais o Senhor. Quem assim o ama é livre na realidade.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®