Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
pág. 3 de 5
Como reconhecer os que servem à Hierarquia

de Torkom Saraydarian

em 02 Jan 2018

  (...anterior) No trabalho mais insignificante, quem serve à Hierarquia evidencia espírito abnegado, e em época de crise irradia espírito heróico. Evidencia coragem, intrepidez e audácia. Sacrifica o seu tempo, dinheiro, propriedades e até sua vida se for necessário. Vive uma vida perigosa, mas não é imprudente, temerário ou descuidado. É cauto e extremamente cumpridor das normas. Sabe que a vida é perigosa, e também sabe que a senda mais curta e rápida é também a mais perigosa.

12º - O décimo segundo sinal de quem serve à Hierarquia é a bondade ou a boa vontade. Um servidor da Hierarquia deseja o bem para todos, até para aqueles que não sabem ou conseguem viver segundo as suas normas. Pensa bem, fala bem e actua em favor do bem, sem discriminação, porque sabe que, tendo completa boa vontade, transmite a vontade de quem governa o universo.
Todo o discípulo verdadeiro é um servidor da Hierarquia.
A Hierarquia é uma fonte de bondade. Tudo o que nos tenta ensinar é que sejamos bons, que expressemos boa-vontade e jamais quebrantemos esse princípio com nossos pensamentos, palavras e acções.
É dito que aqueles que chegaram a ser Mestres são os que, durante milhares de anos, não caíram nas armadilhas da má intenção, da difamação e da traição. A existência de tais vícios em qualquer ser humano revela de imediato que não é um trabalhador da Hierarquia, não importando com que roupagem ou posição se apresente.
A bondade é a base da vida de um trabalhador da Hierarquia. Quando encontramos tal pessoa, sentimo-nos seguros, protegidos e abençoados.
Treze sinais adicionais

Também existem treze sinais adicionais pelos quais se poderá reconhecer de imediato os "denominados" trabalhadores da Hierarquia:

1º - Um trabalhador da Hierarquia não é arrogante. Não diz que é um Mestre ou um Iniciado. Deixa simplesmente que outros descubram o que ele é.
Qualquer arrogância demonstra que essa pessoa ainda não foi admitida nas fileiras da Hierarquia ou que é um mercador da vaidade e do interesse pessoal.
Quem é arrogante tenta impor a sua imagem para dar a impressão de que é “Grande”. Tais pessoas são muito pobres nos seus corações. "Pelos frutos os reconhecereis".

2º - Um trabalhador da Hierarquia nunca fala sobre os detalhes de suas vidas passadas e não se interessa pelas vidas passadas dos demais. Estando mais perto da Hierarquia, sabe que o que interessa é o futuro, não o passado. O futuro é o que chama a Alma para que ascenda em direcção da perfeição e da beleza.
As pessoas avançadas não gostam de olhar para trás, porque não querem reestimular recordações do passado ainda que sejam inofensivas. Os trabalhadores da Hierarquia não querem ser influenciados pelo passado nem por aqueles que estiveram com eles em diferentes relacionamentos. Querem avançar para situações novas, pôr a prova a sua intuição e avançar continuamente para o triunfo.
É possível que um Mestre ou um Grande Ser nos revele uma parte de uma vida passada por algum motivo específico. Mas mesmo neste caso, ninguém tem o direito de contar as suas vidas passadas aos demais.
É dito que nem aos grandes Chohans é permitido interessar-se pelas vidas passadas das pessoas, excepto quando, por motivos especiais, estudam, com autorização, algumas dessas vidas para ver se realmente estão preparadas para assumir grandes responsabilidades ou para suportar uma alta voltagem energética.

3º - Os trabalhadores da Hierarquia não falam sobre seus relacionamentos com os Grandes Seres. Os trabalhadores avançados são modestos e não sentem qualquer necessidade de se aproveitar da sua relação com as Forças Superiores.

4º - Um trabalhador da Hierarquia nunca fala sobre as suas funções (se as tiver) em relação aos outros. Escutamos muitas pessoas dizerem coisas como estas: "Sou o comandante do povo do espaço... Sou o governante dos anjos (§)... Acabo de receber a Quinta Iniciação... Estive no Ashram Sagrado..." Todas essas afirmações criam barreiras na senda da humanidade e as pessoas inteligentes sentem por elas uma profunda repugnância. Não esqueçam - pelos frutos se conhecerão as pessoas.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2018, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®