Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
  Ordenar por:  
Artigos 1 - 5 de 60
  [1]  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  [Seguinte]
Existem doze sinais fundamentais que permitem reconhecer aqueles que estão realmente ligados à Hierarquia: 1º - O primeiro sinal é a Nobreza. Quem serve à Hierarquia é nobre nos seus pensamentos, palavras e acções; é nobre em todos os seus relacionamentos. A nobreza é alcançada quando se vive segundo as regras e os princípios da Hierarquia, quando se vive na presença do "Olho Vigilante". Uma pessoa nobre é solene, serena, autocontrolada, precisa, sábia e educada. Quando se encontra uma pessoa nobre, sabe-se que está aqui na Terra, para irradiar - beleza, bondade, verdade, alegria e liberdade.
Data: 02 Jan 2018
Ler  Ler
Abadias de São Miguel de Gelsomino Del Guercio
Uma impressionante e misteriosa linha reta, da Irlanda até Israel, une sete mosteiros e santuários relacionados com o Arcanjo São Miguel. Mera coincidência? Os sete santuários distam grandes distâncias uns dos outros, mas estão alinhados de modo perfeito e assombroso. A “Linha Sacra de São Miguel Arcanjo” simboliza, de acordo com a tradição, o golpe de espada que o Arcanjo infligiu ao diabo para enviá-lo ao inferno depois da batalha nos céus entre os anjos fiéis e os anjos rebeldes que, liderados por Lúcifer, se tinham revoltado contra Deus. Seja como for, para além da superstição, é surpreendente a disposição de todos esses santuários ao longo de uma linha recta, que também fica perfeitamente alinhada com o poente no dia do solstício de verão no hemisfério Norte.
Data: 23 Ago 2017
Ler  Ler
Demanda dos Anjos de Pedro Teixeira da Mota
Os Anjos e demais Espíritos Celestiais, têm uma percepção muito maior, melhor ou mais perfeita da Divindade do que os seres humanos e conseguem portanto receber e conservar um influxo, uma comunhão e presença grandes e portanto não se desviarem da Harmonia, Providência, ou Vontade Divinas, servindo-as, passando-as e partilhando-as em termos energéticos e psíquicos. O mesmo não se passa com os seres humanos, bastante menos abertos aos mundos espirituais e ao Ser Divino, demasiado identificados em geral ao corpo físico, demasiados pressionados ou stressados pela vida moderna e só intermitentemente e em certos casos tendo mais consciência ou percepção de tais níveis e seres.
Data: 31 Mar 2017
Ler  Ler
As Iniciações tanto maiores quanto menores acontecem quando o Ser humano tem a capacidade de emitir a vibração adequada e necessário ao plano que corresponde a uma nova Iniciação. As iniciações fazem parte da evolução cósmica e começa para o ser humano com a individualização. Esta estabelece-se quando o Espírito faz o contacto com a matéria e o resultado desse contacto é o Ego o aspecto Consciência. Nesta ligação do Espírito com a matéria acendeu a “chispa do fogo”, que é a mente ou o despertar da Consciência. Quando vibram em uníssono e em plenitude (matéria e Espírito) permite um avanço na continuidade da expansão da Consciência que vai desenvolvendo e transmutando o Ser, gradualmente, até que desperte plenamente no plano búdico. A partir desse estado e plano, fica então, habilitado a actuar conscientemente no EU SOU em correspondência com os Planos Cósmicos.
Data: 28 Jan 2017
Ler  Ler
A escolha arbitrária de Oliveira Martins de finalizar os Sonetos com um que não é dos finais, antes escrito bastante antes, teve um intuito provavelmente moralizador e talvez mesmo catolicizante, fazendo terminar, aparentemente, a bem ou na entrega a Deus o percurso filosófico, poético e anímico de Antero, uns anos antes de morrer, e que o livro dos Sonetos manifesta, o qual foi mesmo dividido e ordenado cronologicamente. Com efeito neste poema, profundo e complexo, certamente algo autobiográfico, vemos o autor a depor os seus movimentos anímicos antigos, considerados agora como infantis, ilusivos, passionais e a entregar-se definitivamente a Deus, sob a forma do coração a quem "ordena" ou sugere que vá dormir na mão direita, a benéfica ou misericordiosa, de Deus, numa simbologia tradicional associada a uma visão humana ou antropomórfica da Divindade.
Data: 04 Set 2016
Ler  Ler
registos por página
  [1]  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  [Seguinte]
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2018, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®