Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Actividades
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
  Ordenar por:  
Artigos 1 - 5 de 54
  [1]  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  [Seguinte]
Yellow pages de Ajahn Jayasaro
Quando era um jovem monge, por vezes, era difícil arranjar velas. Lembro-me de em certas ocasiões sair para uma clareira iluminada na floresta e ler os suttas à luz da lua. Era difícil de acreditar que alguma dessa incrível luz resplandecente viesse da própria lua, mas, na verdade, refletia o sol oculto. Este é o meu 40º Retiro das Chuvas como monge. Com o passar do tempo, os monges ocidentais tornaram-se mais bem conhecidos na Tailândia e até mesmo vêm a ter reconhecimento oficial. Como isto me aconteceu agora, lembro-me que o meu professor Ajahn Chah foi como um sol a iluminar a minha vida adulta. Se há algo na minha vida de meritório, está naquelas poucas ocasiões em que fui capaz de refletir a luz da sabedoria e de compaixão do meu professor, para benefício de outrem.
Data: 28 Dez 2020
Ler  Ler
Estou a utilizar esta oportunidade em particular pois estou de quarentena em Wat Pah Ratanawan, na Tailândia. Acabo de regressar de Banguecoque e todos temos de observar estas novas regras de ficar duas semanas de quarentena após nos termos deslocado de uma área para a outra e é claro que isto é uma oportunidade de meditar, de reflectir nos ensinamentos do Buddha, de praticar e reconhecer a situação na qual todo o planeta se encontra nesta altura, na qual toda a sociedade se vê rodeada pelo medo da morte, medo da doença; tornamo-nos muito conscientes da realidade do envelhecimento, da doença e da morte. Quando a sociedade está no seu normal funcionamento, quando as coisas não estão a tomar esta viragem tão drástica como tem acontecido nos últimos meses, não temos a tendência para contemplar e reconhecer que esta é a natureza da nossa existência: tudo o que nasce, terá de morrer, tudo o que nasce terá de crescer, envelhecer, adoecer e morrer. Estas são as condições normais estabelecidas na natureza, não impostas por qualquer divindade em particular, por Deus ou por outro ser em particular, é simplesmente a forma como as coisas são.
Data: 23 Nov 2020
Ler  Ler
Dhammapada19 - O Homem Santo de Acharya Buddharakkhita
O ensinamento do Buddha pode apenas dar-nos uma compreensão inicial do Dhamma, mas não pode fazer com que o Dhamma fique nos nossos corações. E porque não? Porque ainda não praticámos, ainda não ensinámos a nós mesmos. O Dhamma emerge com a prática. Conhecem-no através da prática. Se duvidarem do Dhamma, duvidam da prática. Os ensinamentos dos mestres podem ser verdade, mas somente ouvir o Dhamma não é, por si só, suficiente para sermos capazes de o realizar. O ensinamento apenas indica qual o caminho. Para realizar o Dhamma temos de agarrar no ensinamento e trazê-lo para os nossos corações. A parte que é para o corpo, aplicamos ao corpo, a parte que é para a fala aplicamos à fala e a parte que é para a mente, aplicamos à mente. Isto significa que depois de ouvirmos o ensinamento devemos ensinar a nós mesmos.
Data: 05 Jun 2018
Ler  Ler
O Monge- Dhammapada 18 de Acharya Buddharakkhita
O ensinamento do Buddha pode apenas dar-nos uma compreensão inicial do Dhamma, mas não pode fazer com que o Dhamma fique nos nossos corações. E porque não? Porque ainda não praticámos, ainda não ensinámos a nós mesmos. O Dhamma emerge com a prática. Conhecem-no através da prática. Se duvidarem do Dhamma, duvidam da prática. Os ensinamentos dos mestres podem ser verdade, mas somente ouvir o Dhamma não é, por si só, suficiente para sermos capazes de o realizar. O ensinamento apenas indica qual o caminho. Para realizar o Dhamma temos de agarrar no ensinamento e trazê-lo para os nossos corações. A parte que é para o corpo, aplicamos ao corpo, a parte que é para a fala aplicamos à fala e a parte que é para a mente, aplicamos à mente. Isto significa que depois de ouvirmos o ensinamento devemos ensinar a nós mesmos.
Data: 03 Abr 2018
Ler  Ler
Dhammapada - 17 - O Anseio de Acharya Buddharakkhita
O ensinamento do Buddha pode apenas dar-nos uma compreensão inicial do Dhamma, mas não pode fazer com que o Dhamma fique nos nossos corações. E porque não? Porque ainda não praticámos, ainda não ensinámos a nós mesmos. O Dhamma emerge com a prática. Conhecem-no através da prática. Se duvidarem do Dhamma, duvidam da prática. Os ensinamentos dos mestres podem ser verdade, mas somente ouvir o Dhamma não é, por si só, suficiente para sermos capazes de o realizar. O ensinamento apenas indica qual o caminho. Para realizar o Dhamma temos de agarrar no ensinamento e trazê-lo para os nossos corações. A parte que é para o corpo, aplicamos ao corpo, a parte que é para a fala aplicamos à fala e a parte que é para a mente, aplicamos à mente. Isto significa que depois de ouvirmos o ensinamento devemos ensinar a nós mesmos.
Data: 02 Out 2017
Ler  Ler
registos por página
  [1]  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  [Seguinte]
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2021, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®