Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
O alerta

de Maria

em 12 Jul 2015

   Existe, actualmente, uma utopia tecnológica ou científica a qual propõe; não envelhecer, não adoecer, ter mais faculdades mentais e ser mais inteligente, ou ainda, obter o que se deseja pela força do pensamento, mas tudo isto de forma artificial através de fármacos e cirurgias que são, portanto, invasivas. O perigo e há já cientistas a alertar a humanidade, reside nesta tecnologia e engenharia genética que afectará lenta e gradualmente, até ao ponto em que a massa humana pense toda da mesma maneira e achar que é este o progresso humano e espiritual.

Se, por um lado, as propostas referidas acima são para o poder pessoal, por outro, a mesma tecnologia avançada, pode ser usada para fins bélicos, em grupos de indivíduos ainda poucos evoluídos ou não aperfeiçoados em carácter, como hoje acontece, que leva à violência mortífera e ao poder de manipular os outros, através das redes sociais onde captam milhares de seguidores. É o que acontece no apelo ao terrorismo disfarçado de fé religiosa. O que vemos neste radicalismo (nem se pode chamar religioso porque Deus não manda matar) são armas sofisticadas e comunicação manipuladora.

Infelizmente, também há outra forma manipuladora encapuçada, quer científico, quer político, quer social de forma subliminar, bastante perigoso em muitas formas de controlar a sociedade.
Contudo, usar a religião como motivo para matar, para além de contraditório é uma blasfémia, e encobre a violência animalesca de muitos seres que ainda não se sublimaram pelo amor a si e aos outros. O ódio prevalece numa grande parte da humanidade onde a identificação com o crime (matar) é facilmente assumido. É preciso desmascarar esta hipocrisia psicopata dita religiosa dos fanáticos. Quando a religião serve para conflitos entre os povos é de desconfiar das intenções, porque o que está em jogo é o controlo de poder disfarçado de moralista; como se alguém ou alguma religião tivesse autoridade de proclamar a sua (religião) como única fonte de verdade. Só pode ser pura ignorância!

A tecnologia excede já a humanidade, onde se pode aplicar o ditado: o feitiço virou-se contra o feiticeiro. Quanto mais mortífera for a arma, mais perigosa se torna nas mãos de gente ignorante ou pouco evoluída, impulsionando os potenciais criminosos.

Cabe acrescentar que, se não houver um progresso mental e espiritual real pelo esforço no aperfeiçoamento interno, para obter de forma natural a clareza e a inteligência pessoal, pode-se ficar inserido nesta lavagem cerebral das massas e tornar-se incapaz de ter pensamento e compreensão própria e até condescender com os hipócritas que evocam o nome de Deus em vão.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®