Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
Planeta sem fronteiras

de Maria

em 27 Nov 2016

   Estamos numa viragem de civilização. Não num confronto de civilizações, como alguns têm aventado, mas numa mudança que abrange todos os povos da humanidade, a qual vem sendo processada há séculos e que agora atinge certo apogeu. Os dramáticos acontecimentos actuais, em que particularmente o ano 2016 foi “pródigo”, não nos deixam fugir da realidade. Se antigamente se poderia classificar, pela diferença entre os povos nas suas culturas, religiões e tradições, de civilizações, hoje o cruzamento de raças diminui bastante o núcleo de qualquer tradição mais ancestral, que lentamente elas foram sendo absorvidas e encontramo-nos sob novo paradigma civilizacional sem precedentes.

As migrações de povos para as quais os portugueses contribuíram largamente aquando a era de Quinhentos, e que lentamente ao longo de séculos foi caldeando o movimento de seres, este ano tiveram a sua grande expressão com milhões de deslocados “invadindo” principalmente a Europa e, daí é fácil antever a mudança que está em curso e que gerará situações imprevisíveis e incontroláveis em todo o mundo.

As catástrofes, quer sejam ao nível de terramotos, cheias e incêndios, quer sejam os degelos polares devido ao aquecimento global, vão redesenhando geograficamente o planeta, movimentando mares e terras e que como num ciclo vicioso, contribuem ainda mais para as alterações climáticas, onde ambientes naturais sofrem nitidamente transformações. A fome que afecta milhões de pessoas e, toda a sorte de violência exercida nas crianças e nas mulheres, não nos deixam muito tranquilos.

Nas políticas mundiais geram-se grandes incertezas, onde não governa quem tem mais votos, mas os que habilmente se aliam ora, com a esquerda ora, com a direita para a todo o custo exercerem o poder. Contudo, ainda muito vai mudar daqui em diante, que concordo com Stephen Hawking quando diz: “Para além das alterações climáticas, pandemias à escala global, problemas de resistência aos antibióticos ou a ameaça das armas nucleares, poderão ainda surgir outro tipo de “inimigos” que actualmente nem imaginamos”.

Por outro lado, também descreve 2016, como “um tempo glorioso para estar vivo e a fazer investigação em física teórica”, e eu direi, em qualquer área, pois observar atentamente os acontecimentos mundiais é a forma mais inteligente para acompanharmos a mudança, que ao contrário da convicção de alguns, não vem no futuro, mas ela já é agora! Sim, há uma mudança quase radical na ordem mundial, que naturalmente deriva desta grande amálgama de culturas gerando novos valores e comportamentos nos seres que compõem a humanidade actualmente.

Nunca tive a ideia de que a Terra seria um paraíso algures no tempo. A Terra é um local de passagem de evolução, de aprendizagem e, sobretudo é onde se adquire a autoconsciência, que leva neste ciclo de vida à autorealização humana e espiritual. Portanto, não sendo pessimista tanto quanto o cientista, que já fala numa extinção humana, sou, no entanto realista, quanto ao futuro das raças que levará a grandes desafios pela sobrevivência. Por outro lado, temos a oportunidade dessa realização espiritual aqui e agora e, portanto, serem até benéficas as mudanças actuais, onde se desenha um caos civilizacional - mas saber estar nesse caos - depende da transmutação interior que cada um vai fazendo para o aperfeiçoamento, revelando-se então, o propósito para o qual reencarnou. Encontrar o equilíbrio perante a mudança interna e externa, eis a mestria que se exige em novos tempos.

Aproveitando o momento ficam os votos de feliz Natal e que todos possam comungar harmoniosamente nesta celebração religiosa, já que a grande peregrinação humana cruza cada vez mais qualquer canto do Planeta. Que todos possam usufruir da Paz, da Fé e da Esperança num nível global.

Preparemo-nos para 2017. Que a Paz reine no interior de cada Coração.

Feliz Natal e Bom Ano!


     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®