Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 2 de 4
O mundo em mudança

de Maria

em 26 Dez 2019

   Porém, a mudança é de tal forma avassaladora, que abrange e arrasta todos na corrente; seres de todas as idades, padrões de viver e, portanto, difícil de manter a equanimidade devido ao caos generalizado.
Segundo a filosofia do Veda, há várias épocas que marcam as civilizações ao longo de milhares de anos desta manifestação de vida e, esta será a era do Kali Yuga*, que prima pelo caos e instabilidade.

Não sou saudosista ou conservadora de costumes agarrada ao passado, ainda mais, que assumi um propósito de caminho espiritual, a par da minha humanidade, na qual vou sempre integrando mudanças internas, como aceitando e acompanhando as externas e, portanto, nunca estou no mesmo “lugar”. Mas ao longo dos séculos a humanidade foi adquirindo valores, no qual me incluo, que de geração em geração enriqueceram toda a civilização mundial e, especificamente, os últimos dois mil anos na Europa, que nos deu um avanço na estruturação social, cultural e religiosa que, vemos actualmente, serem abaladas pela deturpação, onde cada um usa a liberdade outrora conquistada, de forma aleatória e egoísta. Também a avalanche de outras culturas devido às migrações vão diluindo a cultura ocidental, amalgamando-a.

No entanto, há que saber integrar-se nos novos valores que também os há, mas discernir com muita clareza o que se quer aceitar ou renegar. Sem dúvida que houve a vantagem da comunicação entre povos, nações e pessoas pelo avanço da tecnologia que beneficiou a humanidade e, obviamente, que as mentes estando ligadas para o impulso colectivo, cultural e espiritual, permite a todos beneficiar das ideias e das acções daqueles que trazem novas visões do mundo, ao mundo. Porém, é preciso saber filtrar o que vem agregado numa tentativa de perturbar e, de desviar as atenções sobre o modo de agir mais correcto para todos.

Na transmutação do planeta são necessárias certas extinções, quer vegetais, animais ou humanas em que se há espécies que se englobam nas existentes, outras são na realidade para acabar, visto já não serem uteis à evolução actual. Assim, é contraproducente clonar espécies. Quanto à questão actual de preocupação com o ambiente é na maioria dos defensores uma grande hipocrisia, que aproveitam a ocasião para se destacarem, mas também, uma forma de fugirem daquilo que de facto é importante em cada ser humano e que muitos esquecem, que é o trabalho interior de elevação de consciência; essa sim, leva os seres à acção correcta e modos de viver harmoniosos, onde se convive melhor e atentamente à natureza do planeta.

Assim, esta suposta preocupação vem desviar do verdadeiro propósito de vida dos seres humanos, que é conhecer inteligentemente a Unidade ou Deus através do seu labor interno. A hipocrisia está bem escondida no interior de muitos e, assim emergem da sombra os alarmistas assumindo causas inúteis, onde empregam a energia e o tempo que devem usar numa caminhada espiritual mais consciente. Temos que, a característica distinta do ser humano é a autoconsciência e, ela vai sendo adquirida, gradualmente, obtendo-se cada vez mais consciência pela vontade e, não na linha da menor resistência, que produz o mal ou o negativo visto contrariar a linha vertical de aperfeiçoamento. Ao deixar-se levar pelas circunstâncias pode, facilmente, enveredar pela linha de menor resistência ou falta de reacção e domínio mental, descurando o esforço consciente para obter o equilíbrio ou o positivo.

A distância (diferença) ou conciliação entre os seres depende dos níveis de entendimento intelectual e só depois então vem a compreensão, já que esta abrange um patamar de evolução mais avançado mental e espiritual. As castas na Índia e as diferenças de classes no Ocidente, por exemplo, deve-se a um acontecimento cíclico de vida de reencarnação na Atlântida com a 4ª raça raiz, onde certos Seres (Espíritos) se recusaram a submeter-se aos corpos existentes na terra, por serem inadequados (atrasados) em relação às suas condições avançadas de espiritualidade e inteligência.
   (... continua)  
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2020, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®