Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 3 de 4
O mundo em mudança

de Maria

em 26 Dez 2019

   Quando estes Seres finalmente aceitaram reencarnar foi nos corpos mais evoluídos existentes na Atlântida e, daí nasceu a discriminação entre os mais adiantados, perante os que progrediam numa evolução terrestre.

Assim, há de facto, circunstâncias que nos ultrapassam pelo desconhecimento que temos da nossa evolução anterior, como também da pouca evolução cognitiva, mas outras são nitidamente, fruto de preguiça mental e física em melhorar pelo esforço as capacidades de inteligência e derrubar as barreiras ao torpor mental, preferindo adoptar a acomodação. Eis a razão, porque muitas vezes são necessários fortes embates físicos e emocionais para que uma pessoa reaja e desperte e, assim buscar as suas capacidades de inteligência e superar-se, opondo-se ao torpor ou marasmo mental.
Quanto à controversa questão de comer ou não carne, deve passar por uma opção muito consciente de cada um, o qual, precisa necessariamente, de estar na posse de esclarecimento e informação que permita tal decisão, considerando várias razões e, não apenas aquela, de ter pena do sofrimento dos animais, muitas vezes debaixo de uma grande hipocrisia. Ser vegetariano comporta razões de ordem mais interna que deve vir de convicções bem fundamentadas, senão passará o tempo a desejar a carne e não transmuta o interior no que verdadeiramente interessa, que é a purificação energética psicofísica e, que abrange então a espiritual. Só com um apelo interior consciente se deve optar por uma dieta vegetariana para que a decisão tenha valor, força e consistência.

O grande problema é a falta de informação sincera ao nível do sistema nutricional, pois ser vegetariano requer um grande cuidado em fornecer os necessários nutrientes, mais do que quando se ingerem produtos animais. As proteínas de origem vegetal não comportam todos os aminoácidos essenciais, os quais não podem ser sintetizados pelo organismo e, eles são, portanto, indispensáveis para um bom desempenho orgânico.
Contudo, os nutrientes básicos também para vegetarianos estão nas leguminosas, nos frutos secos e frescos, algas, tofu, seitam e cereais. Deste modo, há um conjunto de razões que quando devidamente ponderadas, podem contribuir para que o vegetarianismo seja a opção certa, levando em conta que o valor desta dieta, contribui para prever e amenizar ou mesmo curar uma boa parte das doenças, tais, hipertensão, colesterol ou diabetes, etc.

No entanto, a campanha comercial feita à base dos suplementos alimentares, contribui para uma deficiência nutricional, ao contrariar a ingestão de uma refeição completa de alimentos frescos. O lucro comercial de alguns, opõe-se ao bem-estar de muitos. Os suplementos contrariam a alimentação saudável.

Dentro do que consideramos vegetarianismo há variantes, mas na essência a concordância é, não comer carne e peixe. O vegetarianismo, hoje está no auge e há cada vez mais seguidores, porém são poucos os que acompanham a filosofia subjacente, pois comporta também uma atitude de vida. Na Índia pratica-se o vegetarianismo há milhares de anos (dentro do Hinduísmo, com milhões de vegetarianos). Há uma cidade no Norte, Rishikseh que prima por esta dieta.

O mais preocupante são as crianças a quem os pais impõem uma dieta vegetariana, quando nem eles próprios se sabem alimentar convenientemente nesta versão. A dieta vegetariana eficaz e saudável deve conter todos os alimentos fundamentais; apenas não se consomem animais: carne e peixe. O idealismo de comer só vegetais ou sopas e saladas, sementes e suplementos, leva necessariamente à baixa de imunidade, sobressaindo depois graves carências, que no caso da criança, afecta o seu crescimento físico e mental ou cognitivo. Ao nível físico ficam com certo raquitismo, pois o corpo não se desenvolve na sua plenitude e ao nível mental, as ligações cognitivas ou neuronais ficam deficientes e, retarda, portanto, os níveis de inteligência e crescimento.
   (... continua)  
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2020, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®