Fundação Maitreya
 
O Antakarana - Símbolo de Cura e Meditação

de Lubélia Travassos

em 18 Out 2021

  O Antakarana pode ser descrito como o Caminho, a Ponte, o Fio Condutor, através do qual a nossa mente inteligente nos leva a níveis mais altos de consciência e de percepção. É a Ponte entre o cérebro e a mente, e a nossa natureza interna, que muitos chamam de Alma. O Antakarana pode ser descrito como o Caminho, a Ponte, o Fio Condutor, através do qual a nossa mente inteligente nos leva a níveis mais altos de consciência e de percepção. É a Ponte entre o cérebro e a mente, e a nossa natureza interna, que muitos chamam de Alma. Em Sânscrito, Antakarana divide-se em “Antar”, que significa meio ou interior, e “Karana”, que significa a causa, instrumento. É, tecnicamente, usado para representar a ponte entre a mente superior e a inferior, sendo o instrumento que opera entre elas. Alice Bailey e muitos outros autores da filosofia Tibetana têm algum conhecimento de Antakarana, que poderemos encontrar em muitos livros.Eles descrevem o Antakarana, como fazendo parte da anatomia espiritual. Como sendo a ligação entre o cérebro físico e o Eu Superior. É, também, a ligação para os que desejam obter uma elevação espiritual. O símbolo de Antakarana, aqui descrito, representa esta ligação, e a activa na sua presença, onde quer que estejamos.

O Antakarana é um símbolo de meditação e cura, que tem sido usado na China e no Tibete, por milhares de anos. É um símbolo poderoso, e a sua presença poderá criar um efeito positivo na Aura e nos Chakras. Além disso, é um símbolo especial que possui a sua própria consciência. Ao ser dirigido pelo Eu Superior, terá sempre um efeito benéfico e nunca poderá ser “mal usado” ou usado para “causar o mal”.

O símbolo cria, o que os Tauístas chamam de “a grande órbita microcósmica”, no ponto em que as energias psíquicas entram, normalmente, no Chakra coronário, vindo dos pés, e sobem, por detrás do corpo até ao topo da cabeça, e daí descem pela frente, de novo, até aos pés, ligando assim, a pessoa à Terra, e criando um fluxo contínuo de energia através dos Chakras.

O Antakarana poderá intensificar todos os trabalhos de cura, incluindo o Reiki, Mahika, Johrei, o Jin Shin, a Terapia de Polaridade, a Quiroprática, a Hipnoseterapia, a Regressão às Vidas Passadas, etc...

Este símbolo é multidimensional, e pode actuar em planos diferentes, sendo feito de três “7” numa superfície plana. Os três “7” representam os sete Chacras, as sete cores do arco-íris e os sete tons da escala musical. Estes três “7” são mencionados no livro de Revelações (Apocalipse) como as sete velas, trombetas e os sete selos.

A sua energia move-se, e sobe através das dimensões invisíveis, até à dimensão do Eu Superior. Existem informações de que este símbolo foi criado pelo Conselho dos Mestres Superiores, que cuidam da evolução da galáxia. Foi trazido para a Terra no período Lemuriano, há cerca de 100.000 anos, juntamente com o Reiki, devido aos problemas existentes na civilização terrena, nessa época, que precisou de ajuda para restabelecer a sua ligação com o Eu Superior, por isso, não pode ser usado para o mal. O Antakarana tem estado guardado por milhares de anos, e é conhecido e usado por poucos. Chegou, então, a hora de todos terem acesso a este símbolo de cura antigo e sagrado. Por conseguinte, qualquer um que o usar obterá a ligação entre o cérebro físico e o Eu Superior reforçado.

Os símbolos de Antakarana são utilizados para a limpeza de energias negativas, ao colocarmos o Yang debaixo do objeto e o Yin por cima. Convém utilizar nas meditações, sempre, o Antakarana Yang.

A Cruz Cósmica contém sete símbolos intercalados. Representa os sete chakras e purifica, também, a nossa energia, podendo ser usada para abrir o chakra do coração.

O Antakarana múltiplo é o símbolo que gera um efeito global de bem-estar, em todas as dimensões do corpo, pelo seu efeito harmonizador. Se meditarmos com este símbolo, podemos ligar o nosso cérebro “físico”, com o nosso Eu Superior. Não exige nenhuma sintonização, e é, normalmente, utilizado na sua forma impressa, embora algumas pessoas prefiram desenhá-lo ou esculpi-lo, em três dimensões

Ao tê-lo, simplesmente, na nossa presença, poderá potenciar os efeitos de qualquer outro método de cura, além de influenciar, positivamente, a nossa prática da meditação ou qualquer exercício para melhorar a saúde, bem-estar ou de ligação com o poder superior.

Sugestões de Uso: Não é um símbolo secreto. Podem dependurá-lo na parede do vosso quarto ou do vosso gabinete de trabalho, se for terapeuta, por exemplo. Coloquem a imagem acima ou na mesa do vosso altar (caso o tenham) e não precisa ser visto pelo paciente, para que o símbolo funcione. Podem laminar/plastificar o símbolo, para o tornar mais durável, imprimir em vários tamanhos para usar convosco na carteira ou coloca-lo sobre alguma parte do corpo ou chacra que precise de tratamento. Podem usar o símbolo em vários materiais, papel, tecido, entre outros. As cores escuras, tal como o roxo escuro ou o preto funcionam melhor, pois, o poder do símbolo parece vir do contraste.

Coloquem a imagem de frente para a pessoa ou área a ser curada. Depois, coloquem as mãos em cima e aplique Reiki., isto irá reduzir o tempo necessário da aplicação e permitir entrar em níveis mais profundos.

Tipos de Antakaranas: - O Antakarana simples – masculino e feminino, é usado para se focar e alinhar com o Poder Superior. Devemos usar o masculino, quando precisamos de uma energia mais assertiva. E usar o feminino, se precisarmos de energia mais compassiva. O Antakarana, em cruz, também tem a mesma finalidade, mas, contem um maior sentimento de sacralidade e de elevação espiritual. Também pode ser utilizado, para trabalhar na cura do chacra do coração.

O Antakarana Múltiplo é usado para trabalhar e eliminar os bloqueios e os congestionamentos. Depois de se utilizar o múltiplo, devemos usar o símbolo único (masculino ou feminino) para voltar a centrar a nossa energia, pois, pode ocorrer alguma desorientação decorrente da utilização do Antakarana Múltiplo, no entanto, nenhum mal poderá vir do seu uso.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 17/5/2022 às 4:34

© 2004-2022, Todos os direitos reservados