Fundação Maitreya
 
Alinhamento

de Maria Ferreira da Silva

em 08 Jun 2023

  A razão pela qual as pessoas não conseguem materializar os seus conceitos, deve-se à incapacidade de aplicar de forma ordenada o pensamento, para pôr em movimento substâncias ou energias dos planos espirituais. Até ao plano mental ainda conseguem levar os seus intentos, mas a partir dos planos etéricos mais subtis falham, por desconhecer como empregar certas forças e a energia se esgota.

Coordenação e estabilização e conhecimento dos planos superiores, são necessárias para levar a cabo qualquer objectivo que se pretenda mediante três aspectos;

concentração ou vontade sustentada (força mental); alinhamento com o Ego ou Eu (energia espiritual); forte concentração entre os aspectos físicos, psíquicos e mentais (alinhamento).

De facto, não se chega à concretização de objectivos, quando o ser humano não se aplica no esforço da vontade e fracassam as ideias por muito nobres e idealistas que sejam. Portanto, primeiro que seja intentado qualquer tipo de querer, deve-se alinhar os corpos, físico e mental ao contacto directo com o seu Eu, através de algum trabalho de aperfeiçoamento ou autoconhecimento. Esforçar-se por estabilizar e dominar o corpo astral e mental (corpo psíquico), com o fim de estabelecer o equilíbrio consciente emocional ou o domínio de forças.

É com a prática da meditação que sobressaem os benefícios do domínio mental. A mente educada a par do aperfeiçoamento interno causado pela meditação, concede a capacidade de clarificar o pensamento para os obejctivos mais elevados, relegando os inúteis, ajudando assim, ao seu próprio sistema interno, como também influência astral e mentalmente o ambiente ao seu redor.

Os resultados desta prática são vastos e a todos os níveis pessoais, bem como ao nível social e universal. Primeiro, começa por ser um acto religioso pois meditar sem o propósito divino não tem sentido, nem qualquer meta elevada, portanto, neste aspecto se encontra o foco principal desta modalidade que transforma a atitude de viver, quer interior, quer exteriormente. Segundo, o domínio mental que direciona o pensamento para o que é necessário e útil na concentração, é que com o tempo educa a mente para o que verdadeiramente é importante. Terceiro, as emoções são gradualmente dominadas e sublimadas.

Para além das transformações internas ocasionadas pela prática da meditação, há outros aspectos importantes, tais como limpar o seu próprio ambiente pessoal e à sua volta, e colaborar com as forças espirituais mais elevadas na limpeza do Planeta. As condições actuais de caos ou de desorientação, deve-se a vibrações inferiores de desejos e ambições, sendo preciso grande esforço para romper e transmutar tantas formas mentais indesejáveis para limpar a densa bruma de pensamentos no ambiente mental do Planeta. É um trabalho que se efectua aos níveis mentais e, portanto, meditar é trabalhar com matéria mental. Deste modo se purificam e refinam os pensamentos e desejos inferiores dos homens, ajudando a transformar ideias perversas e violentas que constantemente se vão criando, devido à ignorância e onde a manipulação mental leva à insanidade da humanidade.

A meditação vitaliza a mente, clarifica-a dando maior responsabilidade pessoal para dirigir as correntes de energia do seu próprio plano mental e espiritual e criar o que se deseje aos níveis superiores. Este processo de criatividade superior leva a que se colabore com o ideal espiritual, e assim a promover os melhores interesses ao serviço da humanidade. À medida que se contribui para o melhoramento da Vida do Planeta, o ambiente torna-se mais radioso e provoca respostas dos níveis espirituais mais elevados que ajudam a dissipar os pensamentos mais densos.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 19/5/2024 às 12:55

© 2004-2024, Todos os direitos reservados