Fundação Maitreya
 
Energia Divina

de Maria Ferreira da Silva

em 17 Ago 2023

  Tendo como ponto de partida para o começo deste texto, ainda a visita do Papa a Portugal vou tentar elucidar um pouco sobre o que aconteceu aos níveis espirituais, mas também as razões da falta de responsabilidade ou até de espiritualidade da maioria da massa humana actual, onde o nosso País não foge à regra. É evidente que a evolução humana e espiritual vem sendo feita sistematicamente de geração em geração, e pode haver em certas ocasiões, um acelerar dessa evolução de uma forma colectiva ou mais abarcante, por um conjunto de razões e circunstâncias que abrange então milhões de pessoas ao mesmo tempo, tratando-se assim de uma Iniciação Colectiva.

Esta progressão na mentalidade humana, que conduz a mais inteligência-consciência tem múltiplos factores, pois implica a expansão da mente, e como a maioria das pessoas ainda não sabe fazer o seu trabalho espiritual de forma individual e consciente, a Divina Providência se encarrega de forma até inesperada, de dar as devidas lições a multidões, para que se religue a Deus. Este facto é desconhecido pela maioria das pessoas, que ignora o que a Alma vive aos níveis espirituais, noutros planos mais elevados da Existência.

Uma Iniciação Colectiva constitui um impulso espiritual dado a muitas Almas ao mesmo tempo “espargindo” energias vindas de planos superiores espirituais, que despoletam determinadas qualidades nos seres humanos. As Iniciações Maiores são dadas individualmente.

No livro, A Célula Divina escrevi: «O conhecimento de Deus resulta deste progresso humano e espiritual inteligente e, é óbvio, que ao viver-se numa esfera superior ficam ultrapassados os valores anteriores, bem como, todos os obstáculos que impediam a expansão do amor e da claridade mental a essa união, capacitando a outra dimensão de viver».

Por todas as razões e mais algumas que me possam escapar, eis o valor extraordinariamente importante, neste caso foi com o Cristianismo (noutras religiões pode passar-se o mesmo), este evento da Jornada Mundial da Juventude em Portugal, que contribuiu para a evolução do cérebro, da mente e da Consciência, criando assim impulsos de inteligência. São estes aspectos devocionais ou de fé que levam os seres humanos à evolução, conjuntamente com o altruísmo e a bondade. O aspecto religioso sempre existiu em civilizações sucessivas e vai evoluindo de mitos e lendas para uma compreensão mais espiritual e directa com o Divino, Absoluto ou Deus conforme queiram chamar. Naturalmente, que cada um “recebe” a Graça ou luz de acordo com a dimensão da sua “taça”.

Livro A Célula Divina: «Existe uma célula no cérebro humano que tem a lembrança de Deus, à qual chamo “Célula Divina”. Para que imerja essa memória sempre aconselhei a prática da meditação, que na sua essência tem um objectivo: limpar a mente para se obter a lembrança de Deus».
Naturalmente que houve uma grande divulgação por todo o mundo, das filosofias religiosas indianas baseadas na progressão espiritual, à qual milhares de anos explicam a evolução humana, e através da meditação chegar a um estado de perfeição, que contribuiu para manter a espiritualidade individualmente. Actualmente, também da parte da Ciência se encontram explicações mais lógicas, contudo, a Ciência faz crer que Deus não existe, e que a religião atrasa a inteligência ou cria obstáculos à racionalidade. Como estão enganados! Ao contrário está provado (pelos próprios cientistas) em investigações da Neurociência, que o lado espiritual ou religioso tem efeitos de bem-estar nas pessoas. Ora, isto tem razões que eles ainda não conhecem, sendo esta lacuna provocada, exactamente por não acreditarem que a ligação a Deus, seja de que modo for, é o maior impulso à inteligência-consciência. Este motivo devocional cria felicidade porque impulsiona a produção de substâncias no cérebro, como proteínas e vitaminas, tais a dopamina, a melatonina etc., estimulando certas glândulas, como a pineal e o baço.

Livro, A Célula Divina. «Investigações da neurociência concluem que algumas regiões cerebrais, como o sistema límbico e o lobo temporal, têm um papel fundamental em experiências místicas ou êxtase religioso. Por outro lado, também já reconhecem e com justificação, que a prática da meditação contribui para o equilíbrio físico e psíquico dos seres humanos, premissa que as religiões e filosofias orientais conceituam há milhares de anos.»

Porém, por mais que a Ciência se esforce e se arrogue não consegue substituir a religiosidade que se encontra em cada Ser. Que nos ajudem a compreender a matéria, isso sim é importante, mas não nos dá a ligação e a benesse da união com Deus. O maior impulso para a evolução de inteligência, portanto do cérebro e capacitar a mais ligações entre neurónios através das sinapses é de facto um acto devocional, que induz à produção de substâncias em maior quantidade em certas áreas cognitivas, e que assim contribuem para a evolução da mente e da Consciência.

Livro, Célula Divina. «Quando acontecem novas ligações neuronais, quer por incentivos de aprendizagem, quer emocionais ou espirituais, produzem-se mais substâncias químicas ou neurotransmissores, que conduzem mensagens entre células nervosas por impulsos eléctricos, e uma delas é a dopamina…». «A produção desta substância aumenta quando sentimos curiosidade, impulsos devocionais ou aspiração espiritual (fervor dirigido a Deus), motivações altruístas ou decisões pessoais importantes».

Este “Banho de Luz” (título da minha última crónica) referente à Jornada Mundial da Juventude, que de algum modo se tratou de uma descida de energia espiritual, serviu de mote em Portugal para uma Iniciação Colectiva, que teve o condão de abrir corações e mentes, num evento que movimentou milhões de pessoas. Contudo, mesmo que alguns não admitam que algo os transformou, tentando convencer os outros que sempre foram muito bonzinhos, o que é facto é que a mudança de linguagem de certas figuras públicas tem nova tónica, e paulatinamente esta “alegria” uma benesse inesperada e inexplicável (Graça Divina) que sentiram no coração, sortirá efeito a longo prazo nas suas vidas. Um dia reconhecerão que esse momento foi catalisador, para mais tolerância, mais paciência, mais crença e menos materialidade, os quais vinham seguindo e imitando uma esquerda radical semeada de ateus. Podem vir a reconhecer, que agora há alguma luz nos seus interiores, e essa ficará para sempre.

Na verdade, é assim que se faz a evolução humana e espiritual. Foi neste vazio espiritual no interior da vida de muitos portugueses, que a visita do Papa e os muitos milhares de jovens da JMJ, vieram preencher no momento certo, surtindo efeito e mostrar a todos quanto a espiritualidade ou a directriz de um rumo religioso ou espiritual faz falta na vivência diária. Na realidade, esta foi uma das razões porque teve tanto efeito este evento em milhares de mentes, pois aqueles que se afastaram ou mesmo virado as “costas”, à crença, à fé e à devoção foram “tocados”; políticos, cientistas (que nos querem fazer convencer que são eles a tábua de salvação da humanidade), sindicalistas (são os mais materialistas) e toda a sociedade portuguesa. Sortiu efeito pelo vazio em que viviam, o qual foi substituído por uma Luz ou Graça Divina, que foi naturalmente mais sentida e compreendida, pelos mais evoluídos espiritualmente.

E ainda a última nota do livro Célula Divina: «Só diz que não há Deus, quem de facto não O conhece e não O sente. Há ainda muitos seres que pela falta de evolução espiritual ou de Consciência, têm obstáculos mentais e espirituais à sua própria descoberta e realização. Passa por uma questão de despertar de Consciência: sem esta enganam-se a eles mesmos. Há cientistas que se orgulham de não necessitarem de Deus fazendo dos crentes religiosos, seres pouco inteligentes. Afinal se afirmam que Ele não existe é porque não O encontraram».

De facto, tem havido uma secura, uma esterilidade absoluta, vidas sem sentido, onde muitos jovens não têm direcção ou estímulo espiritual e mesmo aqueles que continuavam a manter-se como católicos passaram a temer falar das suas crenças. As ideias, leis e conceitos de políticos de Esquerda, através dos partidos tem deserdado a humanidade da sua base espiritual, com ideais e valores medíocres, nivelando a vida humana pelo mais básico da sobrevivência; o dinheiro, a insatisfação (convocando greves selvagens) e a intolerância, de onde a felicidade se ausenta. Remediando isto, muitas pessoas então, futilmente procuram preencher o vazio com os divertimentos, o álcool, as drogas e a irresponsabilidade individual, e ainda concordam com leis absurdas, tais a Eutanásia, a venda livre de drogas e toda a série de desequilíbrios vivenciais.

De qualquer modo, os ateus continuaram a sua cruzada criticando publicamente os gastos financeiros para tal evento, tentando contrariar e denegrir o valor religioso. Contudo, não há dinheiro que pague tudo aquilo que em termos espirituais receberam, pois, a energia espiritual que “desceu” foi para todos, sem discriminações de esquerda e de direita, ateus e crentes, bons e maus.

Há muito anos que venho alertando para a evolução espiritual em Portugal, onde cabe a cada um fazer o seu trabalho individual, principalmente através da meditação, do altruísmo, do serviço mundial. Este evento com a JMJ e a presença do Papa, que de algum modo representou essa ligação espiritual ou religiosa, trouxe essa confirmação.

Nota - No livro, A Célula Divina desenvolvi a teoria de que existe no cérebro humano um conjunto de células “cunhadas” com a lembrança de Deus, que imergirá à medida que cada Ser efectue a sua evolução espiritual.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 18/5/2024 às 11:06

© 2004-2024, Todos os direitos reservados