Fundação Maitreya
 
Despertar das energias: a kundalini

de Maria

em 23 Fev 2014

  Quando se manifestam emoções negativas, frustrações ou recordações incómodas, quer desta vida, quer de vidas passadas e, que precisam de ser consciencializadas pelo processo de olhar para dentro para saber a razão de tal perturbação, o homem tem mais dificuldade que a mulher em resolvê-las interiormente. Olhar para as emoções parece-lhe uma fraqueza. Estas percepções que causam mal-estar pelas tensões mentais, são na maior parte das vezes mal interpretadas e mal assumidas, por não saber de onde vêm e o porquê. Como há dificuldade em lidar com elas, foge então, para actividades exteriores. Muitos refugiam-se nas interpretações mais racionais, outros dispersam-se em diversões ou na actividade sexual, ou ainda para bebidas estimulantes.

Na verdade, o homem comum está mais polarizado do que a mulher na função sexual, resolvendo com ele muitos dos seus problemas emocionais do momento, porém, não resolve, mas adia e bloqueia cada vez mais o seu interior. A mulher tem mais capacidade para lidar com as emoções – a maternidade obriga a desenvolver maior sensibilidade – bem como tem mais facilidade na entrega devocional, transferindo bem a energia amorosa para Deus.

Contudo, todo o ser humano precisa mesmo de investigar (homens e mulheres) para conhecer toda a cultura filosófica e espiritual inerente ao auto-conhecimento que envolve as energias, principalmente quando enceta de forma mais consciente o caminho espiritual. Por outro lado, a energia da kundalini quando desperta intensifica a energia sexual, porque é nela que os seres humanos estão mais polarizados. É conceito geral, que o prazer ou a felicidade está no sexo ou nas relações afectivas que a ele levam. Por essa razão é necessário o estudo e o conhecimento, para se saber enfrentar a mudança interna que se opera, quando se aspira (cria impulso devocional) e realiza espiritualmente, pois a energia que flui em nós é uma só, porém, a maior parte dos seres, centra-a nos órgãos reprodutores.

A kundalini desperta por processos naturais de devoção e de fé, ou seja, quando o Ser começa a impulsionar a mente através da aspiração a Deus, produz (substâncias) efeitos que vão despertar as energias mais puras em si, que permanecem adormecidas ou em repouso na base da coluna. Todos sabem da correspondência do cérebro a todo o corpo através da coluna vertebral.

Torna-se bastante perigoso tentar despertar a kundalini sem o devido motivo e preparação espiritual. A pureza de intenções e a aspiração espiritual são os verdadeiros fundamentos do despertar da kundalini, senão pode desequilibrar psiquicamente ou mesmo levar à loucura. Pode, no entanto, sem qualquer conhecimento ou tentativa, a kundalini manifestar-se devido ao que já realizou espiritualmente em vidas passadas; o que requer um prévio conhecimento para compreender os movimentos dessa energia.

Um pensamento positivo, o altruísmo, a devoção (a Deus, ou a um Ser realizado espiritualmente) são impulsos para o despertar da kundalini. Cada pensamento destes constitui um impulso nos neurónios para produzir substâncias que dão bem-estar, tais a dopamina, a serotonina e a melatonina, que tem o efeito de limpar a mente desbloqueando energias (emoções, frustrações e tensões) permitindo, então, que as células que têm a memória de Deus se manifestem mais. (Livro Célula Divina). Este desobstruir mental e psíquico permite que a energia flua por toda a coluna vertebral podendo então, despertar gradualmente a kundalini, sem criar desequilíbrios. Sendo de forma adequada e progressiva acentua a clarividência que engloba: maior intuição, clareza mental, percepções puras e saber superior.

Na realidade, o principal factor nestes impulsos físicos (no cérebro) é a realização que se faz nos corpos etéricos, mentais e búdicos e, que marca o progresso espiritual.
O aspecto psíquico está ligado com os corpos etéricos e os restantes corpos superiores, que devem alinhar-se com o corpo físico, onde o cérebro manifesta o aspecto Consciência activa. Quando o ser sabe alinhar os seus corpos espirituais com o físico estabelece uma corrente de energia e de força desde o alto da cabeça, chakra coronário até à base da coluna vertebral onde se “aninha” a kundalini, e, nesta passagem, abarca todos os outros centros (chakras), principalmente o laríngeo. A realização espiritual depende desta harmonização.

Somos regidos pela lei da Atracção Divina: é inevitável. Todos lá chegaremos, cada um no seu passo. Esse elo entre o divino e a humanidade reside no cérebro do homem pelas células que trazem a memória de Deus. O caminho espiritual tendo a sublimação como meio é a forma segura de limpar o cérebro das barreiras a essa Memória.

Como lidar ou transferir esta força que a maioria dos seres tem polarizado sexualmente?
Pela compreensão, pelo conhecimento (estudo), pela observação atenta ao seu interior (plena atenção), pela pureza (sublimação), pela aspiração (ideal superior) e, principalmente, pela realização espiritual (união com Deus). Deve-se ter conhecimento e consciência de que este despertar vai intensificar a sua própria energia, dando bem-estar ou mesmo felicidade. O amor pode e deve fluir mais no coração, porém, ele torna-se incondicionado, sendo por isso uma perda de oportunidade se for levado e aproveitado ainda para mais actividade sexual; ela deve ser moderada. É aqui que começa então, a sublimação – entender que os impulsos espirituais são para elevar a energia para planos superiores tanto internos quanto externos (nós e Deus) e que vai beneficiar o cérebro e o coração.

Quanto mais souber fazer esta transferência do poder energético, mais sublima o seu interior e mais ajuda a sua realização espiritual. Quem desconhece ainda o amor incondicional, ignora que há mais para além do prazer do sexo, tendo dificuldade em deixar a sua fonte de desejo, que considera um bem precioso para si, preferindo por isso não avançar. Infelizmente a polarização sexual ou identificação apenas com o corpo físico causa muitos danos psíquicos e mentais. Uma das formas seguras de mudança de atitude é a meditação, pois dá um conhecimento pessoal e espiritual directo de si mesmo, e permite dominar e usar beneficamente essa energia. Sublimar e purificar pensamentos, capacita cada mais a mente a entrar em esferas dimensionais de consciência superior.

Assim, deve ter-se em atenção os aspectos cognitivos, as percepções mentais e sensoriais, as intuições, que estando sob o domínio da mente ajudam a obter mais consciência e realização espiritual. Conhecer melhor as suas manifestações emocionais e sentimentais, contribui para distinguir entre as que são benéficas ou as prejudiciais. Deve desenvolver-se a atenção para que o cérebro funcione livremente nos seus mecanismos naturais, onde os movimentos da energia da kundalini se tornam absolutamente normais na sua irradiação.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 20/9/2021 às 8:52

© 2004-2021, Todos os direitos reservados