Fundação Maitreya
 
Abadias de São Miguel

de Gelsomino Del Guercio

em 23 Ago 2017

  Uma impressionante e misteriosa linha reta, da Irlanda até Israel, une sete mosteiros e santuários relacionados com o Arcanjo São Miguel. Mera coincidência? Os sete santuários distam grandes distâncias uns dos outros, mas estão alinhados de modo perfeito e assombroso. A “Linha Sacra de São Miguel Arcanjo” simboliza, de acordo com a tradição, o golpe de espada que o Arcanjo infligiu ao diabo para enviá-lo ao inferno depois da batalha nos céus entre os anjos fiéis e os anjos rebeldes que, liderados por Lúcifer, se tinham revoltado contra Deus. Seja como for, para além da superstição, é surpreendente a disposição de todos esses santuários ao longo de uma linha recta, que também fica perfeitamente alinhada com o poente no dia do solstício de verão no hemisfério Norte.

Como se não bastasse, os três mais importantes santuários da linha misteriosa ficam à mesma distância um do outro:
- a belíssima e famosíssima abadia do Mont Saint-Michel, na divisão entre as regiões francesas da Normandia e da Bretanha;
- a Sacra di San Michele, no vale italiano de Susa, região do Piemonte;
- o santuário de Monte Sant’Angelo, no também italiano Monte Gargano, região da Apúlia.
Conheça todos os sete santuários da Linha Sacra:

1) O traçado da Linha Sacra começa na Irlanda, numa ilha deserta onde o Arcanjo Miguel teria aparecido para São Patrício a fim de ajudá-lo a libertar o país dos ataques do demónio. É nessa ilha que se levanta o primeiro mosteiro: o de Skellig Michael ou Sceilig Mhichíl, em idioma gaélico (“Rocha de Miguel”).
Curiosidade adicional: o esplêndido panorama desta ilha aparece em um dos filmes da saga Star Wars, conforme pode ver neste outro artigo: O que Star Wars tem a ver com o Arcanjo São Miguel?

2) SAINT MICHAEL’S MOUNT<br /> Rumando para o sul, a linha passa pelo St. Michael’s Mount, na Inglaterra: é uma ilhota da Cornuália que, na maré baixa, se junta à terra firme. Nesse local, São Miguel teria falado com um grupo de pescadores.

3) MONT SAINT-MICHEL
A Linha Sacra prossegue então para a França, cruzando outra célebre ilha, que também se junta à terra firme nas baixas marés: o espetacular Mont Saint-Michel, outro local de aparição do Arcanjo. A beleza e a riqueza histórica e artística deste santuário e da sua baía na costa normanda, fazem dele um dos lugares mais visitados de toda a França, além de terem garantido a sua proclamação como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, em 1979. O Mont Saint-Michel já era cercado de forte misticismo desde a Alta Idade Média. Há mais de 1.300 anos, em 709, o Arcanjo apareceu, conforme a tradição, ao bispo de Avranches, Santo Aubert, pedindo a construção do santuário. Os trabalhos começaram logo, mas a abadia beneditina, só foi acabada, no século X.

4) SACRA DI SAN MICHELE
A cerca de 1.000 quilômetros de distância, no vale piemontês de Susa, ergue-se o quarto santuário: a Sacra di San Michele (pronuncia-se “Mikéle”, em italiano). Sua construção começou por volta do ano 1.000 e, no decorrer dos séculos, foram sendo acrescentadas novas estruturas. É o caso da hospedaria construída pelos monges beneditinos, já que o santo lugar ficava na rota dos peregrinos da Via Francígena, antiga estrada que ia de França para Roma.

5) SANTUÁRIO DO MONTE SANT’ANGELO
Mais 1.000 quilômetros em linha recta e chega-se à, também italiana região da Apúlia, mais precisamente ao Monte Gargano. Ali, uma caverna de acesso muito difícil transformou-se num lugar sagrado e viu erguer-se o Santuário de São Miguel Arcanjo, iniciado no longínquo ano de 490. Ele marca a primeira aparição do Arcanjo Miguel a São Lourenço Maiorano.

6) MOSTEIRO DE SYMI
Deixando a Itália, a fascinante Linha Sacra de São Miguel chega ao sexto santuário, agora na ilha grega de Symi. Aqui, o mosteiro alberga uma das maiores efígies do Arcanjo que existem no mundo, com três metros de altura.

7) MOSTEIRO DO MONTE CARMELO
A Linha Sacra termina em território israelita: o mosteiro do Monte Carmelo, em Haifa. O local é venerado desde a antiguidade, mas a construção do santuário cristão remonta ao século XII.


   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 22/11/2017 às 5:39

© 2004-2017, Todos os direitos reservados