Fundação Maitreya
Notícias
  Vénus com camada de ozono  08 Out 2011

A Venus Express, nave da Agência Espacial Europeia (ESA), descobriu uma camada de ozono na alta atmosfera de Vénus. A comparação das suas propriedades com as das camadas equivalentes na Terra e em Marte irá ajudar os astrónomos a refinar a sua procura por vida noutros planetas.
A descoberta ocorreu durante uma observação às estrelas, na extremidade do planeta. O seu instrumento SPICAV analisou a luz das estrelas, à procura das marcas características dos gases na atmosfera enquanto estes absorvem luz, em comprimentos de onda específicos. A camada de gás foi detectável porque absorveu parte da luz ultravioleta.
O ozono é uma molécula que contém três átomos de oxigénio. De acordo com modelos computacionais, em Vénus, este forma-se quando a luz do sol quebra as moléculas de dióxido de carbono, libertando os átomos de oxigénio, que são depois empurrados para o lado nocturno do planeta por ventos na atmosfera: podem então combinar-se, formando moléculas de oxigénio, com dois átomos, ou então de ozono, com três átomos."Esta detecção fornece-nos uma baliza importante para a compreensão da química da atmosfera de Vénus", referiu Franck Montmessin, que conduziu a investigação. Também pode ser uma boa comparação para a estudar vida noutros mundos.
Ciência Hoje



http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 21/8/2017 às 15:01

© 2004-2017, Todos os direitos reservados