Fundação Maitreya
Notícias
  Partícula de Deus em descoberta  29 Jun 2012

Cientistas prestes a mostrar resultados da procura pela "partícula de Deus"
Após "vislumbres" encorajadores em Dezembro, os cientistas que procuram o "bosão de Higgs" vão mostrar resultados a 4 de Julho. Espera-se um anúncio importante sobre a partícula que pode ajudar a explicar as origens do universo.
O Centro Europeu de Investigação Nuclear (CERN) vai revelar os mais recentes resultados, na próxima semana, sobre a busca pelo bosão de Higgs. Trata-se de uma partícula subatómica que, para os investigadores, encerra muitos segredos, entre os quais a formação do Universo. Também conhecida por "partícula de Deus", a sua existência é puramente teórica, embora seja usada para explicar como é que se formaram as estrelas e os planetas após o "big bang".
No ano passado, os "vislumbres" do bosão de Higgs foram conseguidos com o poderoso acelerador de partículas do CERN. As colisões de partículas provocadas pelo aparelho recriam as condições existentes imediatamente após o "big bang". É através da análise dos dados gerados por essas colisões que se procura a "partícula de Deus", mas são precisas milhares de explosões para se encontrar algum vestígio. Mas um aumento na velocidade do acelerador fez com que a quantidade de dados entre abril e junho fosse maior que o total do ano passado.
Em declarações à Reuters, o porta voz do CERN, James Gillies, afirma ser ainda prematuro fazer afirmações definitivas, pois as equipas envolvidas continuam a analisar dados, só havendo respostas concretas quando os resultados forem comparados.No entanto, os planos para uma conferência de imprensa à escala mundial, que coincidirá com uma importante conferência sobre partículas na Austrália, levam a que as expectativas sejam muito altas. Afinal de contas, está em causa a compreensão da natureza fundamental do universo, o que inclui questões como a energia e a força da gravidade.



http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 16/12/2017 às 3:20

© 2004-2017, Todos os direitos reservados