Fundação Maitreya
Notícias
  Mais um “iceberg” à solta na Gronelândia  20 Jul 2012

Com 120 quilómetros quadrados, desprendeu-se do glaciar Petermann

Um iceberg com 120 quilómetros quadrados (aproximadamente três vezes a área da cidade do Porto) desprendeu-se do glaciar Petermann, na Gronelândia, o que poderá acelerar o degelo nas águas do norte. Esta é a segunda vez em menos de dois anos que se desprendem deste glaciar enormes pedaços de gelo.

Esta recente ruptura foi captada pelo satélite Aqua, da NASA, que sobrevoa pelo Pólo Norte várias vezes ao dia. Nesta época do ano, o glaciar é observado com frequência. Trudy Wohlleben, do Serviço Canadiano de Gelo, organismo que tem controlado o fenómeno, explica que este tipo de evento pode gerar icebergs grandes, potencialmente perigosos para as rotas marítimas do Atlântico Norte e para as plataformas petrolíferas dos Grandes Bancos (planaltos submersos) da Terra Nova.

As imagens da NASA mostram o iceberg a desvincular-se de uma língua de gelo que faz parte do glaciar Petermann. Também se observa o movimento descendente à largura do fiorde na costa noroeste da Gronelândia. A fenda no gelo já tinha sido identificada em 2001, mas segunda-feira era já muito pronunciada.

Na terça-feira, o satélite descobriu uma fenda maior entre o glaciar e o iceberg e observou que os pedaços de gelo mais abaixo se estavam a separar. “Não se trata de um colapso, mas é, sem dúvida, um evento significativo”, diz Eric Rignot, do Laboratório de Propulsão a Jacto, da NASA.

O movimento desta quantidade de gelo em águas abertas não terá um impacto imediato nos níveis do mar, uma vez que o gelo fazia já parte de uma plataforma que se liga a terra, mas que se estende sobre o mar (o mesmo que um cubo de gelo dentro de um copo com água: quando derrete não aumenta o nível de água no copo).

Os investigadores acreditam que as alterações climáticas são um factor importante para se perceber o estado actual do glaciar Petermann.

Agência Lusa



http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 21/9/2017 às 20:29

© 2004-2017, Todos os direitos reservados