Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Marco Histórico - Seres
Para saber o significado da palavra desejada, clique sobre a primeira letra.
A B C D E F
G
H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
G
  • Galilei - Galileu Galilei nasceu em Pisa, a 15 de Fevereiro de 1564. Após estudos de Medicina na Universidade de Pisa, abandona-os em 1585 e parte para Florença, onde se interessa por Geometria. Em Pádua, 1592, começa um longo período de ensino da Matemática na Universidade.
    Galileu destacou-se na Astronomia, onde as suas descobertas científicas o arrastaram para o processo dramático e marcante da civilização europeia. Com uma luneta já bastante aperfeiçoada, aponta-a aos céus e descobre factos surpreendentes sobre os astros, e principalmente sobre os movimentos da Terra, que contrariam os dogmas de Fé da Igreja de Roma. O Santo Ofício move uma perseguição e é preso quando Galileu tinha sessenta e oitos anos.
    A condenação oficial das suas obras, entre as quais o “Mensageiro Celeste” obrigou Galileu ao isolamento nos últimos anos da sua vida.
    Morreu em Florença, a 8 de Janeiro de 1642.


  • Gandhi Gandhi - Mahātma Gandhi Inicia o movimento de Satyagraha (força da Verdade) ou resistência não-violência, em 1919, apelando a um dia de oração, jejum e paralisação do trabalho, respondido com entusiasmo por toda a Índia. Preso pouco depois, aos motins de contestação em Amritsar respondeu o general inglês Dyer com o assassinato à metralhadora de seiscentos crentes de várias idades que se encontravam num local religioso, havendo ainda milhares de feridos. Mas Gandhi e o Partido do Congresso, com prisões ou jejuns, tenazmente, conseguirão liderar o povo indiano rumo à independência.

    “Livro dos Descobrimentos do Oriente e do Ocidente”
    de Pedro Teixeira da Mota


  • Glasenapp Glasenapp - Helmuth von Glasenapp, uma das figuras mais relevantes dos Estudos Orientais, nasceu em Berlim em 1891 e morreu em 1963. Professor de Filosofia ensinou nas Universidades de Bonn e Berlim. Fez inúmeras viagens à Índia e dos seus notáveis trabalhos destacam-se: “Vedānta e Budismo” “A Doutrina do Karma e a Filosofia dos Jainas”, “O Budismo uma Religião sem Deus” e “Filosofia dos Hindus”.

  • Góis. Bento de Góis - Depois da sua arrojada travessia do Afeganistão ao Turquestão chinês, passando pelo Indokush, o Pamir e as terras entre a Mongólia e o Tibete (iniciada em Lahore em 1603), morre às portas da muralha da China, em Su-Chow em 1607, travado pela burocracia chinesa, mas feliz por receber uns dias antes o cristão macaísta João Fernandes com cartas de Pequim do P. Ricci a confirmarem que o Cataio de Marco Pólo era a China.

    “Livro dos Descobrimentos do Oriente e do Ocidente”
    de Pedro Teixeira da Mota


  • Griffiths - Bede Griffiths nasce em1906. Monge beneditino inglês que manterá vivo o āśram cristão de Shantivanam, perto de Tiruchi e que, se como S. João de Brito se vestia à monge indiano, foi muito mais longe que este na compreensão da unidade espiritual subjacente às religiões, colaborando no crescente diálogo inter-religioso. Baseado no precedente do neo-platonismo de Plotino adaptado por S. Gregório de Niza e Dionísio Aeropagita, dever-se-ia agora desenvolver uma espiritualidade cristã indiana, recorrendo à imensa sabedoria indiana, que considerou de uma profundidade superior até à grega.

    “Livro dos Descobrimentos do Oriente e do Ocidente”
    De Pedro Teixeira da Mota.


  • Guénon - René Guénon nasceu em Blois, em 1886. Foi educado no Instituto religioso Notre Dame des Aydes e também frequentou o Colégio Augustin Thierry.
    Interessou-se pela Filosofia e Matemática, mas foi nas ciências Ocultas que se destacou. Em 1909 publica o seu primeiro artigo na revista A Gnose, e em 1913 colabora com a revista católica "A Esfinge". Nos últimos anos da sua vida converteu-se ao islamismo e elegeu o Egipto como a sua morada eterna. Morreu em 1951.
    Sua obra conta com vários livros publicados.






Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®