Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
pág. 6 de 8
Arcanjo Solar

de Manuel Cavaco Nunes

em 21 Out 2021

  (...anterior)

Em baixo, de maneira especialmente visível, e aproximando-se do ser humano, temos Michael com o seu olhar positivo. Um olhar que se volta para o mundo e que gostaria de dirigir o olhar da humanidade igualmente para o mundo, conforme Michael se encontra ao lado do homem na Primavera, complementando Rafael.

Temos assim as imagens:

Inverno – Gabriel nas alturas, Uriel em baixo
Primavera – Rafael nas alturas, Michael em baixo
Verão – Uriel nas alturas, Gabriel em baixo, com o ser humano
Outono – Michael nas alturas, Rafael em baixo, com o ser humano

Voltemos agora às palavras que sobreviveram através dos tempos como uma antiga sabedoria mágica, e que foram usadas novamente por Goethe no seu "Fausto":

Ó, como tudo se entrelaça para formar o todo,
Cada um atuando e vivendo nos demais!

Realmente, Uriel, Gabriel, Rafael e Michael trabalham juntos, actuantes e viventes entre si. E quando o ser humano, como um ser físico-anímico-espiritual, é colocado no universo, essas forças atuam magicamente dentro dele. Que extraordinária profundidade e exatidão estão contidas nestas palavras! Pensem no seu significado:

Ó, como tudo se entrelaça para formar o todo,
Cada um actuando e vivendo nos demais!
Ó, como as forças celestiais ascendem e descendem,
(Notem bem o detalhe: "ascendem e descendem") e depois a continuação:

Oferecendo entre si os seus cântaros dourados,
Com asas de bênçãos perfumadas,
Vindas do céu e trespassando a terra,
Ressoando com harmonia por todo o cosmos!

Conforme estão lembrados, na conferência de ontem eu falei de tudo o que deveria passar de uma forma escultural para uma forma musical, ressoando harmoniosamente por todo o cosmos.

É difícil expressar-vos o que senti ao reler estas palavras de Goethe apresentadas à minha alma: "Vindas do céu e trespassando a terra!
(…) Estas palavras correspondem a um facto cósmico. É realmente comovente ler estas palavras, no contexto da obra "Fausto", e reconhecer a verdade aí contida”. (Alguns extractos de “A ACTUAÇÃO CONJUNTA DOS QUATRO ARCANJOS” - Rudolf Steiner (§))
12. SÃO MIGUEL ARCANJO, CUSTÓDIO DE PORTUGAL
S. Miguel Arcanjo, padroeiro de Portugal, “Sabe-se que os Christãos dos primeiros tempos olhavam aquelle santo como um dos génios tutelares da medicina, e é, pois, natural que a designação de S. Miguel succedesse à de Endovellico.”
José Leite de Vasconcelos, em Religiões da Lusitânia Vol. II. Arcanjo S. Miguel, escultura portuguesa, oriunda de uma oficina coimbrã do séc. XV. Reza a lenda que D. Afonso Henriques (§), antes de defrontar os infiéis em terras escalabitanas, durante o ano de 1147, terá… (Pinterest)
S. Miguel Arcanjo, padroeiro de Portugal
«Sabe-se que os Christãos dos primeiros tempos olhavam aquelle santo como um dos génios tutelares da medicina, e é, pois, natural que a designação de S. Miguel succedesse à de Endovellico.»
José Leite de Vasconcelos em Religiões da Lusitânia Vol. II.
Reza a lenda que D. Afonso Henriques, antes de defrontar os infiéis em terras escalabitanas, durante o ano de 1147, terá invocado a divina protecção e auxílio de S. Miguel Arcanjo que, respondendo às preces do monarca português, fez descer dos céus o seu punho alado, derrotando as forças sarracenas. Segundo a tradição, D. Afonso Henriques, como forma de agradecimento pela intercessão divina do Celestial Condestável, consagrou-lhe o seu jovem reino, confiando-lhe a sua protecção.
A devoção do primeiro rei de Portugal pelo Arcanjo S. Miguel ser-lhe-ia tal, que o teria levado à criação da lendária Ordem Equestre e Militar de São Miguel da Ala, também conhecida por Ordem de São Miguel, da Ala, Real Ordem de São Miguel da Ala, ou Ordem da Ala, mais tarde reactivada ou recriada pelos partidários do rei D. Miguel. Polémicas à parte, é hoje tomado como certo que o Arcanjo S. Miguel terá sido o primeiro padroeiro de Portugal, até que durante o reinado de D. João I, por influência do seu casamento com D. Filipa de Lencastre, se adoptou S.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2021, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®