Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 5
Nascimento esotérico e universal de Jesus

de Lubélia Travassos

em 13 Dez 2021

   Surgiram na Terra, ciclicamente, e em determinadas épocas Grandes Seres Divinos, Iluminados, Avatares, à semelhança de Jesus, a fim de gerarem uma certa ordem, darem esclarecimentos, de modo a salvarem a humanidade, e para fundaram uma religião. Jesus foi, então, escolhido e enviado, na altura, para o mundo, a fim de se tornar o veículo de um grande Espírito de Luz, para que pudesse proteger o Ensinamento da Hierarquia, assim como orientar o Caminho da Salvação para a humanidade.

De um modo geral, estes Seres Perfeitos escolhidos, que possuíam o escudo da hierarquia, reencarnavam na Terra, para derramar a Sua Luz, apesar das condições adversas e dos ataques das forças do mal, em épocas, em que o mundo civilizado se encontrava nas piores condições e mergulhado no caos, da imoralidade indescritível, da deslealdade e perversidade, tal como na época em que Jesus nasceu. Visavam, também, proteger as Religiões de Mistério que se encontravam cristalizadas, e a serem usadas para explorar os pobres e os inocentes, e onde predominava a política corrupta e a moral degradante, da maioria das pessoas, pelo mau uso da energia, na satisfação física e emocional, do poder e autoridade, que estava na eminência de arrastar a humanidade para um grande perigo.

Não foi por acaso que Jesus nasceu no Oriente, na Palestina e, mais propriamente em Belém, onde havia perto daquele local um importante Centro Esotérico, além da Comunidade Essénia de Qumran, no Deserto da Judeia, que era uma ramificação do Centro do Monte Carmelo e, que havia preparado o caminho para a Sua vinda. Foi na Escola de Mistérios daquele Centro Esotérico do Monte Carmelo que Jesus ingressou depois de ter terminado a instrução dos seus pais e, voltado com eles do Egipto. Além disso, recebeu, mais tarde, e até à idade dos trinta anos, instrução nos outros quatro Centros Esotéricos, da Ásia e da Grécia.

A história mítica, mistério-dramática de Jesus, que foi denominado o “Avatar do Amor”, e Príncipe da Paz, tal como descreve S. João, no Evangelho, representa, esotericamente, a história do Universo, desde a sua formação ou nascimento, até à sua morte ou ascensão, que tornou a vida de Cristo na Vida Universal. E, os Evangelhos, escritos por homens sábios, conhecedores da Sabedoria das Eras, e qualificados no que se chama a Linguagem Sagrada dos símbolos e alegorias, descrevem-nos, não só na formação ou nascimento, como também na evolução de todo o Universo, numa perfeição relativa, assim como na Alma individual dos homens, que poderá levá-los à perfeição crística.

O mistério profundo da vida de Jesus, como todas as vidas dos Grandes Seres, Instrutores e Salvadores do mundo, foi transmitido em linguagem simbólica para esconder o que não deve ser público. Essa linguagem foi dirigida a vários tipos de necessidades, proveniente de Seres em distinto nível evolutivo, isto é, de deuses que, num passado distante, foram homens como nós. Eles representam a esperança de perfeição e de paz para uma humanidade sem esperança. Embora, o mistério da Sua vida tenha começado a ser revelado, de forma gradual, ainda existe muitos segredos que continuam por desvendar.

Na verdade, a informação sobre o nascimento e vida de Jesus, que nos foi legado, desde a antiguidade, permanece ainda uma incógnita sobre a verdade. A descoberta de vários manuscritos, em diversas partes do mundo, põem em dúvida, o que nos foi ensinado, sendo que eles têm vindo a contribuir, de maneira significativa, para o conhecimento da notável seita judaica dos Essénios, assim como para destrinçar os mistérios que subsistiam com o Cânon e o Texto das Escrituras do Antigo Testamento. Todos os manuscritos, até agora descobertos, são da autoria dos Essénios, que os esconderam em diversos lugares, para preservá-los das mãos corruptas, cuja intenção era eliminá-los, para que as verdades espirituais fossem desconhecidas do domínio público, na época em que foram escritos. Felizmente, conseguiram ser preservados, embora tivessem estado perdidos por tantos séculos. Esses manuscritos, que contêm informações corroborantes, tanto a nível espiritual e histórico, como filosófico e científico, ajudam a descodificar a origem da vida de Jesus, e a influência dos Essénios como seus instrutores religiosos e espirituais.
   (... continua)  
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2022, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®