Fundação Maitreya
 
Cozinha para Crianças 2ª Parte

de Ana Isabel Marques

em 07 Set 2006

  Os vegetais para as crianças, constituem muitas vezes um problema para os pais, pois muitas vezes são muito renitentes em comê-los. Isso obriga a que a mãe, ou a pessoa que cozinha, tenha uma grande imaginação, arranjando processos e formas aliciantes para que as crianças os consumam. Este é um factor bastante importante na alimentação infantil, pois geralmente a criança que consome bastantes vegetais de folha verde não tem tanta apetência por alimentos doce e por açúcares de forma geral.

Cenoura ralada

A cenoura é um alimentos que quase todas as crianças gostam. Pode ralar a cenoura e temperá-la com umas gotas de sumo de limão e uma pitada de sal. Pode ainda em vez do sal usar folhas de shiso, neste caso juntar as folhas de shiso à cenoura ralada e mexer muito bem, depois pode formar bolinhas e servir assim.

Shiso

Normalmente as folhas de shiso vêm juntamente com a ameixa umeboshi. São especialmente boas para temperar o arroz e outros alimentos, como também são boas para temperar outros cereais.
Pode ainda temperar o arroz com ½ chávena de teka, deitando depois chá de 3 anos a ferver por cima. É uma versão bastante interessante.
Pão tostado com molho agre e doce
O pão tostado pode fazer-se numa frigideira sem gordura nenhuma e sem água nenhuma, depois que fica dourado pode barrar com uma pasta feita com tahin, umeboshi e malte de cevada. Não se esqueça que o malte é especialmente bom para as crianças, pois ajuda a que se mantenham calmas.

Sopa cremosa de flocos de aveia

A sopa de flocos de aveia é uma sopa muito agradável para as crianças e também bastante nutritiva. Pode cortar a cebola em meias luas muito finas, ou então em pedaços maiores, depois salteia-se em óleo ou em água. Depois da cebola ficar brilhante juntam-se vários legumes cortados em pedaços pequenos como cenoura, couve, abóbora, etc. a gosto e depois deixa-se saltear juntamente com a cebola durante alguns minutos.
Junta-se uma chávena de flocos de aveia e água suficiente para a sopa, sem no entanto ficar grossa demais, e deixa-se cozinhar até que os vegetais fiquem bem macios. No final tempera-se com num pouco de miso e serve-se com cebolinho picado ou alga nori tostada e cortada em pedacinhos pequenos (ver atrás).
Na sopa também pode usar alga aramé ou alga wakamé. Para isso demolhar a alga em água durante uns 10 minutos, depois pode cozinhar os vegetais e os flocos de aveia num salteado rápido, e depois cobrir tudo com água e juntar a alga. Deixar cozinhar a sopa até que os vegetais fiquem macios, e no final juntar o resto da água.
Há temperos que pode usar na sopa como por exemplo o vinagre de arroz, que tem uma boa qualidade de yin e que é bom usar durante o verão ou no inverno. No entanto, se temperar a sopa com miso ou com shoyu deverá sempre retirar um pouco de água da sopa para uma chávena, desfazer muito bem o miso com uma colher e depois juntar tudo novamente à sopa. Deixar borbulhar suavemente sem deixar ferver durante uns 2 minutos.

Acompanhamento de tofu

O tofu é também um alimento bastante interessante para as crianças, e pode-se cozinhá-lo de formas muito diversas como acompanhamento.
Pode, por exemplo fazer tofu mexido com vinagre de ameixa que fica muito parecido com ovos mexidos.
Pode ainda servi-lo como molho para vegetais salteados, como se fosse uma maionese, juntando bastante vinagre batendo tudo na batedeira de forma a ficar cremoso.

Couve-flor marinada

A couve-flor é um vegetal bastante rijo e se não for cozinhado deverá levar um tratamento de forma a que fique macio e digerível. Assim ferver água temperada com sal e vinagre, depois juntar a couve-flor cura em raminhos, apagar o lume e deixar a couve nesta marinada durante uma hora.

Millet

O millet é um cereal especialmente bom para o sistema nervoso, e por isso bom para acalmar. Pode lavar muito bem o millet em água, e depois tostá-lo numa frigideira. Depois corta-se a cebola e a abóbora em pedaços pequenos e salteia-se num pouco de óleo de sésamo ou em água durante uns minutos. Depois junta-se o millet previamente tostado e água a ferver.(1 chávena de millet para 3 chávenas de água), depois tempera-se com uma pitada de sal, tapa-se o tacho e deixa-se cozinhar durante 25 a 30 minutos.
O millet é um cereal que também combina muito bem com a abóbora, com a couve-flor, com a cebola e com o alho francês. O millet quando é cozinhado na pressão leva cerca de 25 minutos para cozinhar, no entanto é uma forma de cozinhar muito yang e por isso é melhor usá-la durante o tempo frio.
Quando se cozinha o millet, pode-se pensar em cozinhá-lo para os adultos e para as crianças de formas diferentes. Portanto se tem crianças pequenas em casa é bom cozinhá-lo em panelas separadas.
Para os adultos pode usar 1 medida de millet para 1 ½ de água quando se cozinha na pressão, no entanto se for cozinhado na panela são necessárias 3 medidas de água.
Para as crianças, 1 medida de millet deve cozinhar em 4 medidas de água para crianças dos 2 aos 4 anos de idade. É bom respeitar estas proporções, pois o millet com menos água fica mais yang e mais rijo, o que pode torná-lo difícil de digerir, e também tornar as crianças muito mais irritadas.
Cozinhar na pressão é um bom processo para se usar no inverno, no entanto pode também cozinhá-lo na panela. Durante o inverno pode cozinhar o millet durante menos tempo, ficando mais yang, ou seja, durante cerca de 20 a 25 minutos. Durante o verão pode deixar cozinhar durante 25 a 30 minutos para que fique mais cremoso. Também pode usar a água de escaldar vegetais para cozinhar o millet, o que o torna muito mais saboroso.

Vegetais

Os vegetais para as crianças, constituem muitas vezes um problema para os pais, pois muitas vezes são muito renitentes em comê-los. Isso obriga a que a mãe, ou a pessoa que cozinha, tenha uma grande imaginação, arranjando processos e formas aliciantes para que as crianças os consumam. Este é um factor bastante importante na alimentação infantil, pois geralmente a criança que consome bastantes vegetais de folha verde não tem tanta apetência por alimentos doce e por açúcares de forma geral.

Grão ou feijão azuki

O grão e o feijão azuki são alimentos bastante importantes na dieta alimentar da criança, no entanto deverão sempre ser cozinhados com uma tira bastante larga de alga kumbu para que fiquem bastante macios. Podem ser cozinhados na pressão durante 20 a 25 minutos, ou na panela, durante mais tempo, pelo menos até que fiquem bem macios.
Num tacho com um pouco de óleo, saltear pedaços médios de abóbora, cebola e seitan, durante uns 5 a 10 minutos. Depois junta-se o feijão ou o grão e a tira de alga kumbu e deixa-se apurar durante uns minutos. Depois coloca-se na pressão ou deixa-se cozinhar na panela durante o tempo necessário, e só no final, quando estiver bastante macio se junta o sal para não encruar.
Quando cozinha grão é bom que este seja demolhado de um dia para o outro e quando o cozinha pode juntar uma pitada de sal muito ligeira, no entanto não se esqueça que não pode fazer o mesmo com o feijão pois este já não conseguiria cozinhar completamente ficando sempre demasiado rijo. Pode ainda engrossar a água do grão ou do feijão com um pouco de kuzu, pois esta água de feijão ou de grão é especialmente boa para crianças pequenas. Quando estiver cozinhado pode temperar com um pouco de sal ou de shoyu.

Alho francês

O alho francês é um alimento com uma energia muito ascendente. É especialmente bom para se usar na primavera ou quando, no inverno, o tempo começa a aquecer. Pode escaldar o alho francês picadinho muito fino ou então em rodelas finas, e deixar ficar 1 a 2 minutos, depois retira-se da panela, junta-se sementes de sésamo tostadas de vinagre de ameixa para temperar, mexer tudo muito bem e servir logo.
Em vez de sementes de sésamo tostadas também pode usar sementes de girassol tostadas. Pode tostá-las numa frigideira sem óleo ou água alguma e deixar tostar até que desprendam um aroma forte.

Molho de tofu

O molho de tofu é bastante aliciante, pois pode usar vários tipos de temperos mudando a sua cor consoante o gosto de cada um.
Primeiro cozinha-se o tofu em água a ferver com uma pitada de sal. Quando se coloca o tofu na panela este vai ao fundo, quando estiver cozinhado deve vir à superfície e ficar a boiar. Desfazer o tofu num pouco de vinagre de ameixa e bater muito bem até obter um creme. Se o creme ficar demasiado espesso junto um pouco de água e um pouco mais de vinagre, no entanto tenha cuidado para que o molho não fique demasiado salgado. O tofu é muito yin e o vinagre também, por isso deverá ter cuidado em usá-los conjuntamente.

Molho de sementes

Os molhos de sementes são geralmente muito aliciantes na dieta infantil. Normalmente elas gostam bastante deste tipo de alimentos. Pode usar sementes de abóbora ou de girassol, depois pode tostá-las numa frigideira sem gordura alguma. Juntar depois umas gotas de shoyu, vinagre de ameixa ou mesmo ameixa umeboshi até que as sementes absorvam todo o líquido. Apagar o lume e servir.

Tempeh

O tempeh é uma proteína à base de feijão de soja branco. Não se esqueça que tem um sabor bastante intenso e que nem todas as crianças podem apreciá-lo da mesma forma.
O tempeh deverá ser cozinhado em água com umas gotas de shoyu e uma tira de alga kumbu, tal como faz para cozinhar o feijão ou um cereal mais yang. Deixar cozinhar durante 45 minutos aproximadamente. É um alimento muito bom para as crianças.
Também pode fritar o tempeh, e geralmente assim leva menos tempo para cozinhar. Colocar um pouco de óleo numa frigideira e deixar fritar o tempeh cortado em pedaços pequenos, em tiras ou cortado numa forma que lhe agradar mais. Como é um alimento bastante yang, pode temperá-lo com um dente de alho antes de o fritar ou antes de o cozinhar, para lhe dar um gosto mais agradável.

Doces de fruta

Quase todas as crianças adoram sobremesas, e elas necessitam de alimentos yin para se desenvolverem bem. Por isso doces de fruta de boa qualidade são óptimos para que não tenham apetência por outro tipo de açúcares. Estes doces são feitos a partir de fruta cozinhada com malte que depois se engrossa com kuzu.
Se usar pêssegos pode cozinhá-los com uma pitada de sal e quase sem água. No final engrossar o puré com um pouco de kuzu desfeito em água fria e deixar cozinhar até que fique transparente. Depois pode colocar o doce em boiões, fechá-los com tampas e esterilizar numa panela, cobrindo os boiões com água e deixar ferver, depois deixar a água borbulhar durante alguns minutos até que o ar saia completamente dos frascos. Depois retirar os boiões da panela deixar arrefecer e guardá-los.
Não se esqueça que a fruta deve ser adoçada com malte, uma boa quantidade, a gosto, antes de engrossar com o kuzu. Se o doce for para adultos poderá usar outro tipo de doces naturais, no entanto para crianças o malte é sempre o mais adequado.

Mousse de amêndoa

As mousses são também uma sobremesas muito apreciada pelas crianças. Pode fazê-las de várias formas a partir de sumos naturais à sua escolha misturados com outros elementos.
Pode usar por exemplo sumo de maçã que se coloca numa panela, junta-se a alga ágar-ágar deixando ferver durante 10 a 15 minutos até que forme uma espuma branca, depois juntar o malte, e o «germalte» (opcional) e a manteiga de amêndoa. Bater tudo muito bem com a varinha até formar um creme. Pode servir em taças individuais decoradas com um pouco de amêndoa ralada.

Esterilização

A esterilização é um processo bastante simples e bastante seguro de conservar alimentos. É especialmente bom par guardar picles ou compotas em boiões hermeticamente fechados. Colocam-se os boiões no fundo de uma panela grande, cobrem-se com água e deixa-se que a água levante fervura e coloca-se o bico de gás no mínimo, depois coloca-se por baixo da panela a placa difusora e deixa-se que a água borbulhe durante cerca de uns 20 minutos para ter a certeza que saiu todo o ar de dentro dos frascos. Depois retirar os frascos da panela, deixar arrefecer e guardá-los.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 22/9/2021 às 22:04

© 2004-2021, Todos os direitos reservados