Fundação Maitreya
 
Os Germinados

de Vasco Gonçalves

em 25 Jan 2007

  As sementes são verdadeiros acumuladores biológicos de energia solar e cósmica, sob a forma de energia nutritiva e alimentar. No processo de germinação desencadeado pela água, pelo ar e pelo calor dá-se uma verdadeira explosão de enzimas e de outras substâncias biologicamente activas no interior da semente. Os seus elementos latentes que se encontravam adormecidos são desta forma chamados a participar neste processo de desenvolvimento inicial da planta, tornando-se também mais facilmente assimiláveis.

Rebentos de lentilhasO processo de germinação aumenta o teor de vitaminas e faz com que minerais e oligoelementos assumam uma forma mais adequada e aproveitável para o desenvolvimento da planta recém-nascida. Liberta também a energia vital acumulada na semente estimulando desse modo todos os processos biológicos de reprodução celular.
Assim, quando fornecemos a uma semente, água calor e ar na medida certa, tais elementos actuam sobre ela, e o germe adormecido pode então despertar, para recomeçar o seu ciclo vegetal interrompido. Nessa fase a água entra pelo pólo germinativo e o volume da semente aumenta consideravelmente, sua casca se rompe e as substâncias que se encontram dentro dela em estado de dormência entram em intensa actividade. As enzimas armazenadas desencadeiam transformações químicas dando início à fase de crescimento da planta. A proteína armazenada é decomposta em aminoácidos criando-se outros não existentes (pesquisadores americanos descobriram que durante a germinação um processo enzimático transforma aminoácidos não essenciais em essenciais, ou seja, a planta cria novas substâncias). Muitas vitaminas são formadas, principalmente as do complexo B e C e também as vit. D e E. As gorduras são transformadas em substâncias oleosas solúveis e o amido em açúcares mais simples. Assim com este aumento da actividade biológica a concentração de vitaminas e minerais aumenta, e os oligoelementos tornam-se mais facilmente assimiláveis.

Quando nos alimentamos de sementes germinadas, utilizamo-nos dessas reservas de energia cósmica - nutritiva, que não irão reaparecer em concentração semelhante na vida posterior da planta, pois aos poucos ela vai consumindo tais reservas para produzir as suas partes constituintes através das quais se vai alimentar incorporando assim outra qualidade de energia.

Informações gerais para a germinação de sementes

Material
1. Frascos de vidro de boca larga
2. Tela fina de nylon ou gaze de algodão esterilizada (para vedar a boca dos vidros)
3. Elástico (para prender a tela ou gaze ao frasco)
4. Caixas de plástico amplas
5. Peneira ou coador
6. Escorredor da loiça ou algo similar para colocar os frascos
7. Panos grossos e limpos (para cobrir os frascos)

Todo o material utilizado deve permanecer impecavelmente limpo para evitar a proliferação de bactérias.
As gases de algodão não são o ideal para fechar os frascos pois absorvem muita água e podem desenvolver bolores, podendo apenas ser usadas se forem trocadas frequentemente.

Sementes
É essencial para a germinação de sementes que estas provenham de um cultivo biológico, tenham um bom poder de germinação e estejam isentas dos venenos químicos com os quais muitas vezes são tratadas após as colheitas para protecção contra insectos e pragas. Como o período de germinação é muito curto e o período até ao consumo das sementes também o é (e deve mesmo ser) se usarmos tais sementes ingerimos directamente esses venenos.
Luz
Na natureza as sementes germinam na semi-obscuridade da terra.
Para criarmos condições semelhantes devemos cobrir bem os frascos de vidro e lidar com os germinados num ambiente não muito iluminado.

Água
É muito importante usarmos a melhor água possível para o cultivo das sementes, principalmente na fase inicial de absorção em que é essencial que a água seja o mais pura possível.
Para enxaguar as sementes, a água não deve ser fria demais pois estas são muito sensíveis.
Temperatura
A temperatura ideal situa-se por volta dos 21ºC. Em dias quentes as sementes precisam sem falta de ser molhados mais frequentemente.

Ar
É importantíssimo que a circulação de ar dentro do frasco permaneça constante e para tal é importante não obstruir a boca dos frascos ao cobri-los.
Note-se que as sementes devem ser mantidas húmidas mas nunca encharcadas.
O local de germinação deve ser tranquilo, harmonioso, arejado e não muito iluminado. O ambiente psíquico do local deve ser também o mais puro e harmonioso possível pois as sementes germinadas encontram-se num estado muito sensível e absorvem todas as emanações do exterior (mais uma boa oportunidade para estarmos atentos e observarmos a nossa mente).

Tomemos como exemplo a germinação de sementes de girassol
Quando o sol se “ levanta” pela manhã o girassol lhe estende as flores, entregando-se-lhe totalmente e seguindo-o até ao ocaso. Absorve e assimila por um longo período a intensa actuação da luz e do calor solares, que passam por uma metamorfose, condensando-se então directamente, como substâncias nutritivas, no interior de suas sementes.”

“ Os incas veneravam esta planta e tinham-na como símbolo do próprio Sol.”
1. Lavar uma chávena de sementes de girassol numa vasilha com água, retirando eventuais sementes estragadas que sobrenadem e outras pequenas sujidades que possam existir.
2. Colocar as sementes lavadas numa vasilha de vidro grande e rasa e acrescentar sete chávenas de água filtrada (ou mineral, ou de nascente pura ou a melhor possível) deixando de molho 12 horas (por exemplo da noite para o dia seguinte).
3. Após essas doze horas fazer nova limpeza, retirando eventuais grãos que não estejam sadios e escorrer a água (muito boa para regar as plantas) e colocar as sementes num frasco de vidro de boca larga e de tamanho adequado á quantidade a ser feita.
4. Fechar a boca do frasco com a tela de nylon.
5. Colocar o frasco em posição inclinada de modo a escorrer o excesso de água (pode ser sobre um escorredor da loiça) e cobri-lo.
6. Quatro vezes por dia enxaguar as sementes (colocando água no interior do frasco e agitando bem); aguardar um pouco para que as sementes absorvam a água escorrendo-a de seguida.
7. Ao atingirem pelo menos o tamanho das sementes os germinados podem ser consumidos não devendo ultrapassar muito este Lentilhasponto
8. No caso das sementes de girassol deve-se retirar a casca que envolve as sementes antes de serem consumidas.

Uma chávena de sementes de girassol produz três chávenas de germinados.
Depois da germinação, alguns germinados podem ser expostos por poucas horas à luz natural indirecta para formarem clorofila.
Existem outros métodos de germinação de sementes os quais explanaremos assim que tivermos o material necessário para tal.

Lista de Germinados
A lista de germinados que se segue expõe para cada germinado o nome, o tempo de hidratação, os valores de comprimento dentro dos quais devem ser consumidos, o numero de dias de cultivo e algumas informações nutricionais e curiosidades que esperamos serem do seu interesse.

Nota: os valores entre parêntesis sob o nome do germinado são respectivamente: o tempo de hidratação, os valores do comprimento dentro dos quais devem ser consumidos e o número de dias de cultivo.

Abóbora
(14h) (3mm) (3dias)
Extremamente rica em fósforo e também em ferro e em cálcio, os quais tornam-se mais facilmente assimiláveis pelo organismo com a germinação., a qual provoca também um aumento da concentração das vitaminas A,B1,B2,B5 e C.
Combate a anemia.

Agrião
(6h) (3-4cm) (8d)
Rico em vitamina A e C, em ferro enxofre e potássio.
Crescem muito rápido e devem ser consumidos logo após a colheita. Têm um sabor levemente picante o que combina bem com diversos pratos. Tem acção tónica, aperiente e depurativa: tonifica o coração, o cérebro e o sangue. Melhora o apetite.

Alfafa
(8) (0.25-2cm) (2-5dias)
Tem cerca de 35% de proteínas (que se transformam em aminoácidos de alto valor nutritivo). Rica em vit. A, B, C, E e K. Tem também grande quantidade de enzimas sendo muito diferente e vital (como factor de aprendizagem podemos observar as suas raízes que atingem os 4 Km de comprimento). É antiinflamatória, anti-reumática e miotônica È uma das plantas que mais beneficiam com a germinação. Fortalece os músculos, os ossos e os dentes.
É indicada para curar a artrite e doenças reumáticas.
Os rebentos podem ser consumido curtos ou mais compridos. Quando compridos devem ser expostos à luz indirecta do Sol durante o último dia para desenvolver a clorofila.

Amêndoa
(8) (0) (1) ou (20) (5mm) (3-4d)
A amêndoa pode ter dois métodos de germinação: pode-se deixar de molho durante 20 horas e deixá-la realmente germinar ou deixá-la de molho apenas 8 horas após as quais não se dá a germinação propriamente dita mas a amêndoa vai sofrer as transformações metabólicas próprias de um germinado. Neste caso pode-se colher logo ao fim do primeiro dia.
Contem proteínas alcalinas, vit. B e E e ácidos gordos insaturados e minerais. Excelente fonte de cálcio. As suas gorduras tornam-se solúveis com a germinação.
Estimula a produção de leite materno.
Pode-se aplicar no fabrico de queijos, iogurtes, leites e sobremesas assim como em saladas.

Arroz
(12) (4-5mm) (3d)
Contêm pró-vitamina A. Curiosamente pela germinação a vit.C é praticamente recriada no arroz. Em sânscrito o arroz é denominado “ o sustentador da humanidade” pois uma pequena porção dele já proporciona muita força e energia. Tem uma digestão relativamente fácil e favorece a eliminação de água pelo organismo (pois contem muito pouco sódio (que a retém) relativamente à sua quantidade de potássio).

Aveia
(4h) (3-4mm) (2-3d)
Contem vit. A e vit. do complexo B,C e E ( aquando da germinação a vit.C aumenta 600%).
É altamente energética ajudando o aquecimento do organismo nas épocas de frio.
Tem um alto teor de iodo.

Centeio
(12h) (3-4mm) (2-3d)
Todos os seus minerais tornam-se mais assimiláveis pelo organismo (entre os quais destaca-se o potássio pelo sua elevada concentração). O centeio é muito resistente crescendo em solos pobres, penetrando as suas raízes profundamente no solo, tornando-o mais solto e retirando dele os minerais.

Cevada
(12h) (2-4mm) (2-3d)
É muito rica em vit. E e tem uma forte acção tonificante sendo também facilmente assimilável pelo organismo. A cevada quando germinada ajuda a neutralizar os ácidos no organismo.

Ervilha
(12h) (0,5 – 1cm) (3d)
As proteínas das ervilhas contêm grande quantidade de aminoácidos essenciais que se metamorfoseiam em aminoácidos altamente energéticos, dando-se também um aumento dos açúcares (o que torna o germinado doce). Devem ser bem seleccionadas para germinar pois as sementes pútridas fermentam de imediato.
Revigora, revitaliza e regenera todo o organismo.

Feijão-azuki
(12-24h) (1-2cm) (3-5 d)
Como todos os feijões (principalmente os que têm forma de rins) é um bom suporte para o rim, favorecendo a diurese e a micção. É de mais fácil digestão que os restantes.
Limpa o sangue favorecendo a eliminação de toxinas e reduzindo assim o inchaço que por vezes advém dos estados de toxicidade. Contem vitamina C, ferro e muitos aminoácidos. Indicado para casos de icterícia.

Feijão-Moyashi
(12h) (1-2cm) (5d)
Contem vit.B12. É de fácil germinação e digestão. São usados de preferência crus. Tem acção neurotónica, depurativa, nutriente e hepática. Muito importante para a nutrição das células cerebrais, tonificando os impulsos nervosos e vivificando assim a memória. Auxilia, ainda o organismo na eliminação de venenos e medicamentos, apoiando o trabalho do fígado. Controla os níveis de colesterol no sangue.

Feijão-mungo
(12-24h) (0,5-2cm) (2-5d)
Muito rico em ferro, potássio e vitamina C.
Pode ser consumido salteado, em saladas e na confecção do pão,

Gergelim
(4h) (igual ao da semente) (2d)
Com a germinação as proteínas do gergelim transformam-se em aminoácidos altamente activos que estimulam no organismo a formação de proteínas necessárias num regime isento de produtos animais. Cerca de 90% das gorduras do gergelim são insaturadas e com a germinação tornam-se mais solúveis.

Grão de bico
(10h) (0,5mm) (2-4dias)
Torna-se amargo se ficar muito comprido.
Altamente nutritivos pela sua riqueza em proteínas e carbohidratos. Contem vit. A, C, aminoácidos, fibra e minerais (cálcio, magnésio e potássio). Normaliza a menstruação.
Pode-se fazer húmus com ele, usar na salada ou na caçarola. Note-se que pela sua elevada concentração em fasina (substancia levemente tóxica que é destruída pelo calor) alguns autores afirmam que devem ser pelo menos ligeiramente escaldados antes de consumidos.

Lentilha
(12h) (0,5-1cm) (3dias)
Contém vitamina B12 que aumenta em concentração aquando da germinação assim como a sua grande quantidade de vit. C.
Revigora e regenera todo o organismo sendo um bom alimento para anémicos, fortalecendo o sangue e o sistema nervoso, pois é rica em fósforo e em ferro.

Linhaça
(4h) (4mm) (2dias)
A linhaça contém muito cálcio. Tem acção antiinflamatória, vitamizante e cicatrizante. Muito aconselhada como suplemento matinal para a prisão de ventre.

Milho-painço
(8h) (2mm) (3dias)
O painço possui grande concentração de flúor (que se torna mais assimilável pelo organismo aquando da germinação) o que fortalece a pele, o cabelo e as unhas. É diurético, útil nas inflamações dos rins e da bexiga.
O germinado de painço é altamente eficaz nas doenças de pele em geral.

Mostarda
(6h) (3-4cm) (2dias)
O sabor picante da mostarda é alterado com a germinação. Cura distúrbios intestinais e estimula os órgãos de eliminação (rins, pulmões, fígado e intestino). Estimula a digestão, purifica, fortalece, cura, regenera e desinfecta o organismo. Rica em minerais, vit .A e C, e clorofila. Os seus rebentos são muito bons em saladas e sopas (mesmo adicionados crus após a cozedura).
É aconselhável germiná-la em frasco de vidro misturada com outras sementes. Quando sozinha é aconselhável usar o método do guardanapo humedecido.

Quinoa
(8h) (0,5-1cm) (1dia)
Pode ser usado em vez de arroz. Tem um leve sabor anozicado. Rica em vit. B, E e ácidos gordos essenciais.

Rúcula
(6h) (3-4cm) (7dias)
A rúcula é muito rica em vit. A e C. A colheita faz-se cortando as plantinhas pela base. Possui sabor picante (muito boa para saladas, molhos, etc.). Exerce acção especial sobre os intestinos. O seu sumo combinado com o do agrião promove uma verdadeira desintoxicação do organismo. Pelo sabor forte que possui pode-se acrescentar sumo de cenoura ou de laranja. Estimula as funções orgânicas. Favorece a diurese.

Semente de cânhamo
(12-24h) (0-1cm) (1-3dias)
Moldam-se facilmente pelo que se podem molhar frequentemente. Alimento completo altamente rico em ácidos gordos e Omega 6.
Pode ser usado em saladas, no processamento de leite, pães, etc..

Semente de girassol
(8h) (0-0,5cm) (1-2dias)
Nenhuma planta contém tanto ferro como o girassol. Contém muitas vitaminas e oligoelementos (como o cálcio, o fósforo, o ferro e o potássio) que se tornam mais assimiláveis com a germinação, (as suas proteínas (30%) metamorfoseiam-se em todos os aminoácidos essenciais). As suas vitaminas do complexo B (incluindo a B15), Vit. E, F, K e D aumentam consideravelmente na germinação sendo esta última rara nas plantas.
Não deixar germinar por mais de dois dias caso contrário tornam-se amargos e/ou estragam-se.

Sésamo
(8h) (0cm) (1-2dias)
Torna-se amargo se deixado muito tempo. Contem cálcio, magnésio, fósforo, vit. B. E e ácidos gordos essenciais.

Soja
(12h) (1cm) (3dias)
Tem todos os aminoácidos essenciais (e o dobro das proteínas da carne). Pelo grande teor de vit. B12 que possui supre a carência desse elemento em regimes vegetarianos estritos. Também rica em tiamina, folatos, cálcio, ferro, magnésio, potássio, zinco e cobre.
A sua germinação requer paciência e esforço pois para evitar a fermentação é necessário lavagens bem frequentes e cuidadosas. É uma das maiores fontes de lecitina, gordura fosfatada que torna o colesterol mais solúvel. Pela germinação os seus minerais tornam-se mais facilmente assimiláveis pelo organismo (principalmente o ferro, que é um dos mais abundantes).
Considerada um alimento de alto padrão energético, recomendada para fracos, debilitados, convalescentes e diabéticos; também usada para combater doenças da pele e arteriosclerose.

Trigo
(12h) (3-4mm) (2-3dias)
O grão de trigo concentra em si as energias cósmicas do Sol e sempre foi tido como meio de ligação entre o Ser humano e a consciência Solar.
Com a germinação a vit. C do trigo aumenta 600%, a vit. E aumenta 300 % e o seu grande teor de cálcio torna-se mais activo e assimilável. Germinado muito doce. Torna-se muito rijo se deixar germinar demasiado tempo.
Os germinados de trigo são altamente nutritivos e vitais para o organismo, fornecendo um óptimo complemento de vit. B, C e E, necessárias à actividade de regeneração celular. São ainda excelentes regeneradores e tónicos para os nervos. Recomendados também para os casos de estafa em geral, anemia, pressão baixa, distúrbios do coração e da circulação, podendo (e devendo) então ser usados diariamente.

Trigo- serraceno
(02h) (5mm) (2-3dias)
É muito rico em lisina, um dos aminoácidos mais importantes que geralmente não existem nos cereais. As suas proteínas são muito semelhantes às da carne.
Não deve ser demolhado, apenas passado por água e para que os grãos não fiquem húmidos demais é necessário borrifá-los frequentemente mas com pouca água. Se cultivado em frasco de vidro é necessário que se faça uma enxaguadura rápida.
As cascas devem ser retiradas antes dos brotos serem usados. É um alimento rico que aquece e promove o desenvolvimento do organismo. Recomendado para pessoas com órgãos digestivos muito sensíveis.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 2/7/2022 às 5:37

© 2004-2022, Todos os direitos reservados