Fundação Maitreya
 
Pureza...

de Pedro Teixeira da Mota

em 25 Jul 2011

  Uma palavra simples, pura, mas tão rica de significados, de sugestões, de implicações, de veios subterrâneos, de florescências diáfanas, de sorrisos inocentes, de frescuras primaveris, de ribeiros correndo, águas cristalinas derramando-se...


Uma palavra simples, pura, mas tão rica de significados, de sugestões, de implicações, de veios subterrâneos, de florescências diáfanas, de sorrisos inocentes, de frescuras primaveris, de ribeiros correndo, águas cristalinas derramando-se...

Pureza, sermos puros, respeitarmos os outros, sermos nós próprios, filhos ou filhas de Deus, seres em harmonia ou unidade com o Universo e que portanto não precisam tanto de se imiscuir nos outros, nem incorporar ou apoderar-se de tanta coisa ou aura...

Seres puros, que não deixam entrar nas suas auras, ou pelo menos ficar, coisas negativas, impulsões ou sentimentos de inveja, vingança, despeito...
Seres que tentam manter as suas auras transparentes, confiantes, abertas ao divino, os corações aspirando ou comungando com a correnteza do Amor divino...
Seres que controlam a subida ou a descida das águas ou energias nos seus diversos centros e os correlacionam harmoniosamente com os das outras pessoas...

Seres que não deixam a nuvem tornar-se uma tempestade ou as partes tornarem-se o todo, e conseguem manter a sua alma luminosa e pura face às adversidades e dificuldades, sabendo sorrir, aceitar, estar desprendidos, confiar...
Pureza, inspirador arquétipo celestial ou platónico, virtude cristã e sufi, e nas almas anseio por uma vivência mais harmoniosa e espiritualizada do Cosmos, com encontros e relacionamentos harmoniosos e iluminativos entre as pessoas, todas almas fraternas, fortificando e inspirando-se umas às outras, despertando e intensificando as suas melhores virtualidades, e comungando na Anima Mundi, Deus Amor-Inteligência omnipresente...
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 22/9/2021 às 21:12

© 2004-2021, Todos os direitos reservados