Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Nutrição
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
pág. 3 de 4
A saúde e a alimentação

de Maria Ferreira da Silva

em 19 Out 2022

  (...anterior) Recentes investigações na área da neurociência revelam, que existe um circuito no nosso cérebro que se activa quando acreditamos que uma terapia vai resultar, remetendo neste caso, a cura de uma dor ou de uma doença para uma fé e confiança espiritual, tendo este circuito cerebral, propriedades positivas para a saúde.

Felizmente, na área da medicina e por meios de observação, já se chega a conclusões tão importantes como as do âmbito religioso e espiritual, que só vêm confirmar o que há centenas, senão milhares de anos, ensinam os filósofos, metafísicos e religiosos da Índia sobre a via do auto-conhecimento e da evolução espiritual consciente. É dentro de sistemas de Yoga (§), como por exemplo, o de Patañjali ou ainda do mais metafísico, o Advaita Vedānta, que se assegura, que o melhor desempenho e felicidade vêm quando usamos correctamente a mente, onde o cérebro faz o seu trabalho natural, proporcionando saúde e equilíbrio e, quando faz o contrário, surge o desequilíbrio e a doença.

As pessoas com valores altruístas, sentimentos de fé, ou algo que apele e inspire à ligação com a Transcendência, desenvolvem naturalmente a devoção; a devoção desenvolve o amor universal e o amor provoca bem-estar ou felicidade interna, sendo esta uma fonte para a saúde. Direccionar-se por entre valores superiores (finalidade humana), ajuda o próprio cérebro nas suas funções neuronais, ou levam a novas ligações que beneficiam áreas importantes, desencadeando o bem-estar físico, mental e espiritual pela atitude positiva no viver, que gera, por sua vez, equilíbrio e confiança. Este é o caminho certo para manter a saúde. O cérebro é um órgão em constante mutação (evolução), muda e é moldado com as experiências ao longo de uma vida.

O simples rumor de água deslizando, o som do bater das ondas ou as formas inspiradoras das nuvens ondulantes, também podem contribuir para estabilizar a saúde. O contemplar da própria Natureza, tem o poder de acalmar a mente e o coração, predispondo espontaneamente para a paragem da acção física e mental. A cada instante podemos usufruir da quietude da Natureza se prestarmos atenção ao seu murmurar, seja na melodia dos pássaros ou no ecoar de folhas levadas pelo vento; o importante é escutar, dar atenção, concentrar a mente nesse algo que nos chama. O perfume de uma flor pode ter o mesmo efeito de evocar serenidade.

Segundo as estatísticas, 15% da população ocidental sofre de depressão. Poderá, eventualmente, um indivíduo nascer com uma propensão genética, mas para além do meio ambiente em que se nasce, cultura e educação, ela pode ser diminuída ou aumentada. Na realidade, a depressão pode instalar-se em qualquer pessoa desde que não cumpra o seu objectivo de vida (ou transfira graves perturbações de vidas passadas), que por esta falha se instala o vazio: a falta de alimento da Alma.

Naturalmente, cada um tem o seu próprio objectivo de vida a cumprir, que passa inevitavelmente pela evolução espiritual consciente. Se por negligência, ambiente dispersante ou perversão se desvia deste propósito, que é o seu cumprimento espiritual, razão última desta manifestação de vida, o próprio cérebro não faz as ligações neuronais para o qual vem programado, e ao ficar com uma insuficiência, falha todo o sentido da vida. Isto ressente-se a todos os níveis, abrangendo a mente-consciência que pela falta de motivação entra em melancolia e com o passar do tempo se traduz por depressão.

Também, ao não se assumir como um Ser responsável e ao não aceitar, até inconscientemente, as suas condições cármicas, seja com os familiares, amigos e a sociedade onde se insere, causa rebeldia interna que dificulta esse assumir, sobressaindo então os problemas psíquicos, que acabam por ser diagnosticados como depressão e a seguir vêm os fármacos em socorro daquilo que sería tão simples e natural de resolver. A depressão não passa de um mal espiritual, infelizmente, uma carência que atinge grande parte da humanidade: que é a ausência de ligação com o seu próprio Eu e com o Divino.

O valor da Meditação na saúde.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2022, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®