Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Agenda
Ano anteriorMês anterior   Mês seguinteAno seguinte
S T Q Q S S D
             
             
             
             
             
             

 15 de Dezembro de 2017 


António Rosado, piano

Sexta | 15 Dezembro
António Rosado, piano
Duração | 55’, sem intervalo

Fernando Lopes-Graça (1906 - 1994)
Suite in Memoriam Bela Bartók nº 5
1. Prelúdio, 2. Vesperal, 3.Contradança, 4. Barcarola, 5. Loa, 6. Tocatina

Luís de Freitas Branco (1890 - 1955)
Dos Dez Prelúdios dedicados a Viana da Mota
6. Moderadamente animado, 9. Moderado não lento, 8. Muito animado

Maurice Ravel (1875 - 1937)
Sonatine
1. Moderé, 2. Mouvement, 3. Animé

Claude Debussy (1862 - 1918)
Estampes
1. Pagodes, 2. La soirée dans Grenade, 3. Jardins sous la pluie,
Suite pour le piano
1. Prélude, 2. Sarabande, 3. Toccata

António Rosado é um "intérprete que domina o que faz. Tem tanto de emoção e de poesia, como de cor e de bom gosto" (in Diapason). Com uma carreira reconhecida nacional e internacionalmente, corolário do seu talento e do gosto pela diversidade, expressos num extenso repertório pianístico a solo, em música de câmara e com orquestra, é laureado pela Academia Internacional Maurice Ravel, Academia Internacional Perosi, Concurso Internacional Vianna da Motta e Concurso Internacional Alfredo Casella de Nápoles. Em 2007, o Governo Francês concedeu-lhe o grau de Chevalier des Arts et des Lettres.



Local: Museu do Oriente

Em: 15 Dez 2017

Horário: 21h30

sugerir imprimir


Ciclo de Concertos

5 NOVEMBRO 2017
ORQUESTRA DE CÂMARA PORTUGUESA
Pedro Carneiro, direcção musical e apresentação
Teresa Simas, encenação
G. GRISEY: PARTIELS
J. HAYDN: SINFONIA N.o 45 EM FA SUSTENIDO MENOR, DO ADEUS

12 NOVEMBRO 2017
ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA
Joana Carneiro, direcção musical
Baibe Skride, violino
E. W. KORNGOLD: CONCERTO PARA VIOLINO
G. MAHLER: SINFONIA N.o 5

19 NOVEMBRO 2017
DEPOIS DE OUTUBRO (CONCERTO INTEGRADO NO
CICLO “A REVOLUÇÃO RUSSA 100 ANOS DEPOIS”)
ORQUESTRA SINFÓNICA METROPOLITANA
Evgeny Bushkov, direcção musical
Ana Pereira, direcção
D. SCHOSTAKOVICH: OUTUBRO, OP. 131 / SINFONIA N.o 12, OP. 112, O ANO DE 1917
S. PROKOFIEV: CONCERTO N.o 2 PARA VIOLINO E ORQUESTRA, OP. 63

29 NOVEMBRO 2017
MAHLER CHAMBER ORCHESTRA
Temporada DARCOS
Nuno Corte-Real, direcção musical
Matthew Truscott, concertino
S. AZEVEDO: SINFONIETTA SEMPLICE
J. HAYDN: SINFONIA N.o 101 EM RE MAIOR, O RELÓGIO
W. A. MOZART: SINFONIA N.o 40 EM SOL MENOR, K.550
N. CORTE-REAL: CONCERTO VEDRAS

17 DEZEMBRO 2017
CONCERTO DE NATAL
ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA
CORO SINFÓNICO LISBOA CANTAT
Leonardo Garcia Alarcon, direcção musical
Jorge C. Alves, maestro do coro
Com Eduarda Melo, Carolina Figueiredo,
Marco Alves dos Santos e Andre Henriques
G. F. HANDEL: MESSIAS, HWV 56


Local: Centro Cultural de Belém

De 05 Nov 2017  a  17 Dez 2017

Horário: 17h

sugerir imprimir


Ana Hatherly e o Barroco

Ana Hatherly e o Barroco
Num Jardim Feito de Tinta

Até Seg, 15 janeiro 2018

Encerra às terças

Coleção do Fundador – Galerias do Museu e Galeria do piso inferior
Av. de Berna, 45A, Lisboa
217 823 000

Esta exposição-ensaio tem apenas um assunto: Ana Hatherly e o Barroco. No entanto, não nos centramos apenas na influência do Barroco nas obras da artista, mas em como a investigação e experimentação de Ana Hatherly revalorizou esse denegrido período histórico e modificou a nossa conceção do passado – afinal, a tradição é um território inexplorado de aventura e de contínuo espanto. Deste modo, juntando objetos, obras e documentos de períodos históricos distintos, que Ana Hatherly analisou ou indicou nos seus ensaios, organizamos um percurso expositivo a partir de categorias essenciais do Barroco: o Mundo como Labirinto; a importância do Lúdico; a Vida como Nada diante da Morte; a Alegoria e a folia da Interpretação; o Diálogo oblíquo entre pintura e poesia; e a Metalinguagem da obra de arte que se reflete a si mesma.
São muitas as portas de entrada neste edifício, pois também foram variadas as declinações da obra de Ana Hatherly: nos ensaios e investigação académica; na poesia e na prosa; nos desenhos, nas re-colagens, nas performances, nos filmes, nos programas televisivos… Um labirinto onde tudo gira à volta da escrita, como afirmou. Esse jardim feito de tinta, onde a artista reinventa o mundo caminhando por entre signos, é o lugar enigmático do jogo – e desta exposição como jogo.

Curadoria: Paulo Pires do Vale

Saber mais sobre a exposição

Programação complementar

Visitas
À conversa com o curador Paulo Pires do Vale
Sábado, 14 outubro, 16:00
Quarta, 13 dezembro, 15:00
Ver evento
Visitas orientadas
Sábados, 21 outubro, 11 novembro e 9 dezembro, 15:00
Ver evento
Visita especial
Cruzamento entre as exposições Ana Hatherly e o Barroco. Num Jardim Feito de Tinta e Ana Hatherly – Território Anagramático com os curadores Paulo Pires do Vale e João Silvério
Sábado, 2 dezembro, 15:00
Ver evento
Visita para desenhar
As voltas do teu nome – um calculador de improbabilidades
Domingo, 3 dezembro, 15:00
Ver evento
Aula aberta
Qual a relação possível de um artista com uma época passada ou já «histórica»?
Com Paulo Pires do Vale e Maria João Branco, no âmbito do Seminário do Mestrado de Estética do Departamento de Filosofia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa
Sábado, 25 novembro, 14:30 – Coleção do Fundador
Ver evento

Conferências
Ana Hatherly e o Barroco
Com Christine Buci-Glucksmann, Maria Filomena Molder e Paulo Pires do Vale (moderador)
Seguida do lançamento do livro Ana Hatherly. Esperança e Desejo – Aspectos do Pensamento Utópico do Barroco (edição e prefácio de Ana Marques Gastão), apresentado por Isabel Morujão.
Sábado, 6 janeiro, 16:00 – Biblioteca de Arte
Ana Hatherly – Território Anagramático
Com Fernando Aguiar, Maria Filomena Molder e moderação de João Silvério
Seguida do lançamento do catálogo da exposição
Sábado, 13 janeiro, 16:00 – Fundação Carmona e Costa

Ciclo de filmes
Ciclo de filmes de Ana Hatherly
Com curadoria de Paulo Pires do Vale e João Silvério
Sexta, 12 janeiro, 16:00 – Coleção Moderna – Sala Polivalente

Concerto promenade
Homenagem a Ana Hatherly com obras de João Madureira realizadas a partir de poemas da artista e música barroca
Domingo, 5 novembro, 16:00 – Coleção do Fundador
Ver evento

Visitas para grupos mediante marcação prévia
Marcações para visitas guiadas:
217 823 800
descobrirmarcacoes@gulbenkian.pt
Mais informações:
museu@gulbenkian.pt



Local: Fundação Gulbenkian

De 03 Nov 2017  a  15 Jan 2018

Horário: 10:00 até 18:00

sugerir imprimir


Solista da Metropolitana

SEIXAS VERSUS SCARLATTI
Domingo | 8 Outubro | 16.00 | Gratuito

CARLOS SEIXAS [1704 - 1742]
• Sonata em Dó Maior, K. 6;
• Sonata em Dó Menor, K. 14
• Sonata em Sol Menor, K. 55
• Sonata em Dó Menor, K. 18

DOMENICO SCARLATTI [1685 – 1757]
• Sonata em Dó Maior, K. 159; Sonata em Lá Menor, K. 149
• Sonata em Fá Menor, K. 466
• Sonata em Ré Menor, K. 9
• Sonata em Ré Menor, K. 141

Savka Konjikusic [piano]

Gratuito [mediante levantamento de bilhete no próprio dia] | M/6 anos
Duração | 75’, sem intervalo
________________________________________

LISZT E VIANNA DA MOTTA: A 4 MÃOS
Domingo | 12 Novembro | 16.00 | Gratuito

Franz Liszt [1811 - 1886] | Valsa Mefisto N.º 1, S. 514
José Vianna da Motta [1868 - 1948] | Souvenir, Op. 7
Franz Liszt [1811 - 1886] | Rapsódia Húngara nº 2, S. 244

Anna Tomasik e Savka Konjikusic [piano a 4 mãos]

Gratuito [mediante levantamento de bilhete no próprio dia] | M/6 anos
Duração | 75’, sem intervalo
________________________________________

RECITAL DE POESIA E MÚSICA
Domingo | 17 Dezembro | 16.00 | Gratuito

Recital com poesia de Miguel Torga e música para flauta solo
Poemas de Miguel Torga: Romance, Pedagogia, Instrução Primária, Brinquedo, Dies Irae, Mirante, Haja Temeridade, À Poesia e Perfil.

Obras para Flauta Solo
C. P. E. Bach Poco adagio, 1º andamento da Sonata em Lá Menor, Wq 132
A. Honegger Danse de la Chèvre, H. 39
D. Dorff Twett, para flautim
J. Ibert Pièce
T. Takemitsu Voice
C. Debussy Syrinx, L. 129
C. Guedes Mimo, para flauta alto
L. Tinoco Delirium of my Desire, In memoriam Luciano Berio
M. Marais Les Folies d’Espagne (arr. para flauta)

Janete Santos [flauta], Lúcia Maria [leitura]

Gratuito [mediante levantamento de bilhete no próprio dia] | M/6 anos
Duração | 75’, sem intervalo

Foto © Joel Santos – www.joelsantos.net



Local: Museu do oriente

De 08 Out 2017  a  17 Dez 2017

Horário: 16h

sugerir imprimir


Burne-Jones no Museu Gulbenkian

Um novo desenho de Burne-Jones no Museu Gulbenkian
Colecção do Fundador
Quarta a segunda, 10:00 às 18:00. Encerra às terças

Além da famosa pintura O Espelho de Vénus, uma das obras-primas da Coleção do Fundador, o Museu Calouste Gulbenkian conta agora com o desenho de Sir Edward Burne-Jones Study for the Mirror of Venus. Trata-se de um estudo preparatório para a pintura e que foi adquirido recentemente pela Fundação.



Local: Museu Calouste Gulbenkian

De 21 Set 2017  a  31 Dez 2017

Horário:

sugerir imprimir
topo
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®