Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Notícias

  Paz

E se a chave para a paz no mundo fosse um curso superior?
A paz é tão urgente quanto frágil. A ideia de paz foi há muito apresentada como um dos objetivos da humanidade mais desejados, uma pré-condição vital para que possa atingir todo o seu potencial. É por isso necessário que haja investimentos demarcados na criação e manutenção de culturas de paz positiva e de cidadania global.
O conceito de paz mudou. A paz é atualmente abordada com base em modelos mais construtivos, mais amplos e mais holísticos. Hoje, quando se fala de paz não é apenas sobre a guerra e a violência em grande escala que falamos, mas sobre justiça social, alívio da pobreza, capacitação das mulheres, fortalecimento do potencial e do bem-estar de jovens e crianças, equidade, e distribuição e proteção de recursos. Falar de paz hoje é, incontornavelmente, focar temas de preservação ambiental, de saúde e culturais, incluindo heritage, biodiversidade, música, teatro e desporto.
E é a pensar numa abordagem positiva, proativa, preventiva e prática a uma paz de nível global que o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa vai iniciar no ano letivo 2018/2019 uma pós-graduação em Educação para a Paz Global Sustentável.
Trata-se de uma formação pensada para um público amplo, com módulos que se destinam a criar soluções práticas para a construção da paz - através de fundamentação científica e de Laboratórios e Seminários que apoiarão o aumento de conhecimento sobre elaboração, aplicação e avaliação de projetos concretos de promoção da paz - onde se incluem os Direitos Humanos, a felicidade pública e o bem-estar, a educação para a cidadania global, para a sustentabilidade e para prevenção e mediação de conflitos
A Universidade de Lisboa foi distinguida pela UNESCO com a atribuição de uma Cátedra em Educação para a Paz Global Sustentável (Education for Global Peace Sustainability, com a sigla E=GPS). Esta Cátedra tem por objetivo apoiar a implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, e contribuir para os objetivos da UNESCO na área da educação formal e informal no domínio da paz, dos Direitos Humanos e da felicidade para o bem-comum.
Este selo de qualidade expressa o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela Universidade de Lisboa na área das Ciências Sociais e Políticas e é uma prova de confiança no trabalho que a Universidade tem vindo a desenvolver.
O lançamento da Cátedra acontece na tarde do Dia Internacional da Paz, a 21 de setembro, às 16h, no auditório Professor Óscar Soares Barata do ISCSP-ULIsboa. Num primeiro momento, a cerimónia contará com a presença de responsáveis políticos e académicos e, num segundo momento, com uma prática participativa e colaborativa sobre o tema da paz global sustentável.
E porque a paz é um direito substantivo e um valor universal que interessa a todos, a educação para uma cidadania plena afirma-se hoje como um instrumento fundamental para, em conjunto, cuidarmos de um futuro viável, favorecendo o mundo local e globalmente, e guiando as decisões e as escolhas pessoais, científicas, sociais e políticas num sentido íntegro.
As candidaturas para esta pós-graduação estão abertas até ao dia 1 de outubro.


  19 Set 2018
Sugerirsugerir   Imprimirimprimir

  Malefícios do álcool

Estudo confirma: uma gota de álcool por dia, nem sabe o mal que lhe faz

Ao contrário do que a ciência vinha defendendo, até o mais regrado consumo alcoólico é prejudicial à saúde. É o que aponta um estudo conduzido pela Universidade de Washington, o maior sobre os efeitos desta substância até à data. Os seus autores defendem que as autoridades deviam aconselhar as populações a abster-se totalmente do consumo.
O estudo foi conduzido pelo Institute of Health Metrics and Evaluation (IHME), um ramo da Universidade de Washington, em Seattle, no âmbito do Global Burden of Disease, um projecto dedicado à recolha de dados quanto às causas de doença e morte por todo o mundo. A investigação pretendeu descobrir quais os níveis de consumo de álcool e dos seus efeitos de saúde em 195 países entre 1990 e 2016.
Para tal, os investigadores basearam-se em 694 estudos para compreender o quão comum é o consumo e 592 pesquisas que envolveram 28 milhões de pessoas pelo mundo para descobrir quais os riscos de saúde.
As conclusões deste projecto foram publicadas na revista médica Lancet, que defendem, citadas pelo Guardian, que os atuais hábitos de consumo de bebidas alcoólicas colocam "terríveis ramificações para a saúde futura da população tendo conta a ausência de acção política actualmente."
De acordo com os dados à disposição, os investigadores compararam indivíduos completamente abstémios com aqueles que consumiam uma bebida por dia. Após análise, verificaram que, em cada 100.000 pessoas que não bebiam álcool, 914 sofreram de doenças que também podem ser causadas pela substância, como cancro, ou sofreram de lesões, mas que esse número subia para mais quatro pessoas (918) se ingerissem uma bebida por dia.
O autor principal do estudo, o Dr. Max Griswold, aponta que os riscos são "baixos com uma bebida por dia, mas depois sobem rapidamente à medida que as pessoas bebem mais". As conclusões tornam-se mais graves quando o consumo aumenta: no caso de duas bebidas por dia, o número sobe em 63 pessoas que desenvolveram uma doença ao fim de um ano; com cinco ou mais bebidas, o número escala em 338 pessoas que sofreram de um problema de saúde relacionado com a substância.
Uma relação desigual de custo benefício
Várias pesquisas anteriores apontavam para os benefícios de um consumo regrado no quotidiano, como um ou dois copos de vinho ou cerveja por dia. Contudo, segundo Griswold, "estudos prévios identificaram um efeito protector do álcool em alguns casos, mas descobrimos que a combinação dos riscos de saúde associados ao álcool sobe com qualquer quantidade".

Continuar a ler


O investigador adverte que "a forte associação entre consumo de álcool e risco de cancro, lesões e doenças infecciosas ultrapassa os efeitos protectores do álcool quanto a doenças cardíacas". O relatório demonstrou também que o álcool provocou 2,8 milhões de mortes em 2016, tendo sido o principal factor de risco para morte prematura e doença no grupo demográfico dos 15 aos 49 causando 20% das mortes. Segundo os autores, "consumo de álcool contribui para perda de saúde de várias formas e faz sentir os seus efeitos ao longo da vida, particularmente nos homens".
É tendo em conta estes valores alarmantes que a professora Emmanuela Gakidou, pertencente ao IHME, defende que é preciso "rever políticas de controlo e programas de saúde, e considerar recomendações para a abstinência do álcool" a nível mundial. Para Gakidou, parte da solução inclui "exercer taxas sobre o álcool, controlar a sua disponibilidade física e as horas de venda, e controlar a publicidade ao álcool".
Sonia Saxena, professora do Imperial College London e investigadora no projecto, disse à BBC que este foi o mais importante estudo conduzido na área. Saxena explicou que "este estudo vai mais além do que os anteriores por considerar vários factores, incluindo vendas de bebidas alcoólicas, dados reportados pelas pessoas sobre o próprio consumo, abstinência, dados de turismo e níveis de contrabando e produção caseira".
Os números à escala mundial, Portugal inclusive
O estudo demonstra que uma em cada três pessoas no mundo, perfazendo um total de 2,4 milhares de milhões, bebe álcool. O país onde mais se bebe é na Dinamarca (95.3% das mulheres e 97.1% dos homens), sendo que o Paquistão e o Bangladesh são os países onde menos homens e mulheres bebem, respectivamente (0,8% dos homens e 0,3% das mulheres).
Portugal encontra-se abaixo da média per capita na maior parte dos países europeus, sendo que em 2016 registava-se consumo alcoólico em 47% da população feminina e 75% da população masculina.
No entanto, o nosso país destaca-se noutra métrica a nível mundial, no consumo de bebidas por dia. De acordo com o estudo, os homens portugueses bebem, em média, 7 bebidas alcoólicas por dia, o mesmo número dos luxemburgueses, sendo apenas ultrapassados pelos romenos, com 8 bebidas diárias. No que toca às mulheres, o número encontra-se mais longe do topo, ocupado pelas ucranianas (4 bebidas), ficando-se pelas 2 bebidas diárias.
Os dados da população portuguesa foram fornecidos pela Universidade Nova de Lisboa, pela Universidade do Porto e pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Parte dos estudos conduzidos em Portugal foi apoiada com uma bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

  05 Set 2018
Sugerirsugerir   Imprimirimprimir

  Inauguração do Novo Mosteiro

Budismo Theravada da Floresta - Comunidade Religiosa

Mosteiro Budista Sumedharama

É com muita alegria e gratidão que convidamos todos a participar
na Inauguração do Novo Mosteiro.

No dia 27 de Julho, sexta-feira, daremos início às nossas actividades no Novo
Mosteiro, localizado no Caminho do Vale Grande, Fonte Boa dos Nabos – Ericeira.
Assim, às 19h00 deste dia que marca também o início do Vassa, transportaremos a
imagem do Buda, desde o Sima (no novo terreno) até à nova
sala de Meditação, seguindo-se o habitual puja e Palestra de Sexta feira.

No dia 28 de Julho, teremos a Celebração de Inauguração,
na qual a comunidade tailandesa irá estar presente
celebrando também desta forma o Aniversário de Sua Majestade
Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun, Rei da Tailândia.

Teremos assim neste dia 28 de Julho o seguinte programa:

– 10h00 Tomada dos Preceitos, seguido de Parittas (Cântico das Protecções)
– 10h30 Cerimónia do arroz (pindabat) e oferta da refeição
– 11h00 Almoço (trazer comida para partilhar)
– 12h30 Meditação Guiada seguida de uma Palestra de Dhamma (Desana)

Bem-Vindo!

Como chegar: https://goo.gl/maps/Z4VoqtGkXKL2

Telef. : 261863787 / 969458367 / 917117527

Caminho do Vale Grande - Boa Fonte dos Nabos
Ericeira - Mafra

  23 Jul 2018
Sugerirsugerir   Imprimirimprimir

  Eclipse total da Lua

Portugal vai ver o maior eclipse total da Lua do século
Fenómeno ocorre durante 1 hora, 42 minutos e 57 segundos. Em Portugal, é visível por cerca de 50 minutos na noite de 27 de julho.
O maior eclipse total da Lua deste século acontece daqui a uma semana, na noite de 27, sexta-feira. Ganha o título por ser o mais longo deste período: dura 1 hora, 42 minutos e 57 segundos. Em Portugal, o fenómeno atinge o ponto máximo pelas 21h22 (hora continental) e será visível por pouco mais de 50 minutos.
"Não vemos o eclipse completo porque, quando a Lua nasce em Portugal, já ele vai a meio. É o mais longo do século", explica ao CM Rui Agostinho, diretor do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL). A consideração pode ser feita graças às contas da agência espacial norte- -americana NASA, "a melhor e mais minuciosa" na matéria.

Os eclipses lunares cuja duração mais se aproxima da que vai ocorrer na sexta-feira estão calculados para os anos de 2029 e de 2047. Terão a duração, respetivamente, de 1 hora, 41 minutos e 53 segundos e de 1 hora, 40 minutos e 49 segundos. Na década passada, o mais longo verificou-se em 2007: 1 hora, 30 minutos e 1 segundo. O fenómeno "ocorre quando a Terra se encontra entre o Sol e a Lua de forma a projetar a sua sombra na Lua e a Lua atravessa completamente a sombra da Terra", explica o OAL, no seu site.
Em Leça da Palmeira, Matosinhos, o Museu da Quinta de Santiago e a Associação de Física da Universidade de Aveiro promovem uma sessão gratuita de observação do eclipse.

Correio da Manhã

  19 Jul 2018
Sugerirsugerir   Imprimirimprimir

   Burne-Jones no Museu Gulbenkian

Um novo desenho de Burne-Jones no Museu Gulbenkian
Colecção do Fundador
Quarta a segunda, 10:00 às 18:00. Encerra às terças

Além da famosa pintura O Espelho de Vénus, uma das obras-primas da Coleção do Fundador, o Museu Calouste Gulbenkian conta agora com o desenho de Sir Edward Burne-Jones Study for the Mirror of Venus. Trata-se de um estudo preparatório para a pintura e que foi adquirido recentemente pela Fundação.


  20 Set 2017
Sugerirsugerir   Imprimirimprimir

  Homenagem a Francisco Varatojo

  Vesak 2017

  Acordo Ortográfico

  Túmulo de Cristo

  A Consciência “permanecerá um mistério"

  Ordenação Monástica

  Mosteiro Budista Theravada da Floresta

  Noticia corajosa

  Vesak em Pinhal de Frades

  e-Dicionário

  Retiros de Meditação

  Fibras essenciais

  O Sol e a Vitamina D

  Vem aí o Eclipse total da super-Lua

  Equinócio

  Como preparar arroz não tóxico

  Retiro de Meditação

  Museu Gulbenkian

  Limpeza da Floresta

   Acordo Ortográfico

  Sismo no Nepal

  Escolas Waldorf

  Celebração do Vesak

  Eclipse

  Tertúlia

  Neandertais no Oriente Próximo

  RTP2 - Reportagem

  Meditação na Passagem do Ano

  Pinturas - Preços Reduzidos

  Barreira impenetrável no Espaço

  Celebração - Tord Pah Bah

  Chuva de meteoros

  Cometa Siding Spring

  Explosão solar intensa

  Seca épica

  Água a mais

  Músicas diferentes activam regiões distintas do cérebro

  Retiro de Meditação

  Feira do Livro de Cascais

  Riscos de Verão

  Idade da Terra

  Vitamina D

  Workshop de Meditação no Porto

  Mudança climática

  Quero ir ao Mosteiro.

  Papiro muito antigo

  Alinhamento Cósmico

  O Santo Graal

  Menor diversidade alimentar

  Yoga ajuda a curar

  Do Instantâneo ao Eterno

  Multivitamínicos são desperdício de dinheiro

  Meditação e Vigília na Noite de Ano Novo

  Memórias ruins

  Dados cruciais a partir do impacto do meteoroide

  Palestra de Ajahn Sucitto

  Cometa Ison

  Tord Pah Bah - Novembro

  Eventos climáticos extremos

  Fórum internacional

  Neurociência

  Actividades do Budismo Theravada da Floresta

  Cérebro e a adaptação após férias

  Asteroide arrefeceu o Planeta

  Direito Internacional

  Cometa pode chocar com Marte em 2014

  Degelo

  Chuva de meteoros

  Retiro de Meditação

  Consciência plena

  Céptico

  Os objectos mais brilhantes do Universo

  Oferendas ao Sangha

  Ciência - O Paradoxo dos Gêmeos

  Oração do Papa em Lampedusa

  Mosteiro Budista - Ericeira

  Células gliais

  De onde vem a identidade?

  Os ovos mais antigos do mundo

  Tornados

  Celebração do Vesak

  Enorme asteróide a sobrevoar a Terra

  Mudança climática

  Chuva de Estrelas

  Semelhanças com a Terra

   Workshop de Meditação - Porto

  Mosteiro - Mudança de residência

  Convite - Lisboa

  Depósito de veios de ouro

  Exposição de Pintura na Espiral

  Surpresas Solares

  Desaparecem glaciares

  Viagens na tecnologia

  Planeta extra-solar

  Será que outro meteorito nos pode surpreender?

  Neurónios reversíveis

  Asteroide passa perto da Terra

  Retiro de Meditação

  Workshops de Meditação

  Resistência a antibióticos

  A maior galáxia em espiral do Universo

  Semelhantes à Terra são 17 mil milhões

  Descoberta arqueológica

   Planeta habitável

  Meditação de vigília

  Palestra de Ajahn Chandapalo

  Teoria do fim do mundo

  Água em Mercúrio

  O Perigo do Tabaco

  Os sonhos

  Planeta Orfão

  Workshop de Meditação

  Super Terra

  Chuva de Leónidas

   Lua, pedaço de Terra

  Escrita proto-Elamita

   Quatro sois

  Estrelas Companheiras

  Cometa ilumina o céu em 2013

  Prova de antigo curso de água em Marte

  Papiro Copta

  Ensinamento -- Curso

  Evolução Humana

  Estrela nova com açucar

  Gémeas da Via Láctea

  Partilha

  Mais um “iceberg” à solta na Gronelândia

  O Mosteiro Budista Theravada já tem um espaço em Portugal!

  Tempestade solar atinge hoje a Terra

  Doenças

  Partícula de Deus em descoberta

  Água Gelada na Lua

  Mirtilo

  Último trânsito de Vénus do século

  Aprendendo a esquecer

  O Sol desloca-se mais lentamente

  A mais antiga forma de arte mural em França

  Salicórnia em vez de sal

  Entrevista a Ajahn Jayasaro - RTP2

  Eventos - Budismo

  Árvores sobreviventes à Idade do Gelo

  Objectos misteriosos

  Equinócio da Primavera 2012

  A Meditação Fortalece o Cérebro

  Homenagem

  Tempestade solar

  Semana Internacional do Cérebro

  Vida na gruta mais profunda da Terra

  Pinguim com 25 milhões de anos

  Supercontinente Amásia

   Quarto planeta potencialmente habitável

  Exposição - Do Tejo ao Sião

  Mosteiro Budista Theravada da Floresta

  Algas:alternativa ao petróleo

  Estudos do Universo Primordial

   Novo Satélite

  Novas luzes estelares

  Dois Planetas Novos

  Encontro de amigos

  Pinturas - Redução de Preços

  Duas novas Galáxias

  Enigma dos neutrinos

  Notícias de Amaravati

   Água que veio de Cometas

  Vénus com camada de ozono

  Mosteiro Budista Theravada da Floresta

  Arte

  Algo mais veloz que a luz

  Cometa em Outubro

  Ouro vindo do céu

  Planeta feito de diamantes

   Espécies por descobrir

  Ser Consciência

  Paz Interior

  Planeta negro gigante

  Benefícios Fiscais

  Biólogo Português premiado internacionalmente

  Antimatéria isolada por cientistas

  O maior reservatório de água do Universo

  Oceano salgado em Encelado

  Solstício de Verão

  Marte: Portugueses assinalam "locais para viver"

  Eclipse Lunar

  Água na Lua

  Pirâmides descobertas no Egipto

  Vaivém com colaboração portuguesa

  Retiro de Meditação

  Novos planetas

  Mudar o Cérebro com a Meditação

  Mosteiro Budista Theravada da Floresta

  Asteróide perto da Terra

  Dos Primórdios do Sistema Solar

  O outro cérebro

  Saúde

  Pinturas - Redução de Preços

  Budismo Theravada da Floresta

  Cérebro humano encolheu

  A Meditação e o cérebro

  Relógio Biológico

  Voos Espaciais

   Cientista Português

  Nova Crónica

  Lua contém prata, mercúrio e água

  Água na Lua

  Pensamento

  Caminhos RTP2

  Actualização de Texto

  Nova Crónica

  As luas de Marte

  Aproximação de Júpiter

  Curiosidade

  Actualizações

  Novo Sistema Solar

  Mosteiro Budista Theravada

  Actualização - Crónica

  Pinturas

  Estimados Leitores

  The Portuguese Theravada Buddhist Monastery

  Percursos do Céu

  Astronomia

  Os Princípios do Vedānta

  Fundação Maitreya

  Sugestões de Leitura

  Texto inédito

  Sugestões de Leitura

  O Andrógino - Crónica

  Entrevista de Ajahn Sumedho na RTP2

  Nova Crónica

  Diu - A Pérola do Mar Arábico

  Actualização de Texto

  Peregrinações

  Da Via Láctea

  Crónica

  O Lugar do Homem nas Doutrinas Tradicionais

  A Verdade - Crónica

  Crónica - Retiro na Arrábida

  A Arte de Envelhecer

  Portugal - Que Missão!

  A Missão de Jesus

  Nova Crónica

  Biografia de Erasmo

  Pinturas

  Actualização de Texto

  Informação

  Actualização de textos

  Erasmo

  Crónica - A prática da minhoca

  Actualização de texto

  Novo texto

  As Escolas Védicas

  Conferência - Budismo Theravada

  O Mel e a Canela

  O Protesto

  Manter a Saúde

  A Babilónia - Crónica

  Ainda...

  Oscilações de humor

  Viver em Amarāvatī

  In english

  Actualizações

  Religião e Filosofia

  Actualização de textos

  As Quatro Nobres Verdades

  Sugestão de Leitura

  In English

  Novas Pinturas

  Actualização de textos

  News

  Actualização de texto

  Nova Crónica

  Nova Crónica

  Apelo a Camões

  Tudong em Évora

  Balanço do Ano 2007

  Actualização na Arte

  Na Busca da Quinta Dimensão

  Com os seus próprios recursos

  Simetria nos Céus

  Evolução da Via Láctea

  Planeta em zona habitável!

  Música em Glastonbury

  Revelações do Sol

  Investigação Científica