Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Agenda
Ano anteriorMês anterior   Mês seguinteAno seguinte
S T Q Q S S D
             
             
             
             
             
             

 26 de Abril de 2019 


Festival da Música

Quinta-Feira 25

18H — A1 GRANDE AUDITÓRIO
SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO,
DE FELIX MENDELSSOHN
Orquestra do Festival
Cesário Costa, direcção musical
Coro do Instituto Gregoriano de Lisboa
Filipa Palhares, maestrina do coro
Ana Maria Pinto, soprano
Patrícia Quinta, meio-soprano
Pedro Penim, narrador

Sexta 26

21H — B1
GRANDE AUDITÓRIO
CONCERTO INAUGURAL
UMA INVOCAÇÃO
DE SHAKESPEARE
Concerto legendado em português
Orquestra Sinfónica Metropolitana
Pedro Amaral, direção musical
Coro Ricercare
Pedro Teixeira, maestro do Coro
Ricercare
Coro do DeCA/UA
António Lourenço, maestro
do Coro do DeCA/UA
Luís Gomes, tenor
Luís Rodrigues, barítono
Marta Mato, piano
André Gago, narrador
H. BERLIOZ TRISTIA, OP. 18;
LÉLIO, OU O REGRESSO À VIDA,
MONODRAMA LÍRICO, OP. 14BIS

Domingo 28

19H — D3
CONCERTO DE ENCERRAMENTO — O DOCE PODER DA MÚSICA
Este concerto pretende ser a celebração de todo um festival onde se tenta
explorar ao máximo as muitas relações entre o génio de Shakespeare e a Música.
Orquestra Sinfónica Portuguesa
Coro do Teatro Nacional de São Carlos
Antonio Pirolli, direção musical
Carla Caramujo, Bárbara Barradas, Ana Maria Pinto e Susana Gaspar, sopranos
Cátia Moreso, Maria Luísa de Freitas, Ana Ferro e Carolina Figueiredo,
meios-sopranos / Luís Gomes, Marco Alves dos Santos, Bruno Almeida,
João Cipriano, tenores / André Baleiro, Christian Luján, Luís Rodrigues
e João Merino, barítonos
OBRAS DE RICHARD WAGNER, CHARLES-FRANÇOIS GOUNOD, VINCENZO BELLINI,
SERGEI PROKOFIEV, AMBROISE THOMAS, RALPH VAUGHAN WILLIAMS E GIUSEPPE
VERDI QUE NOS LEVAM PARA TÍTULOS COMO MEDIDA POR MEDIDA, ROMEU E
JULIETA, HAMLET, O MERCADOR DE VENEZA E AS ALEGRES COMADRES DE WINDSOR

Para os restantes concertos consultar a Agenda CCB - www.ccb.pt

Local: Centro Cultural de Belém

De 24 Abr 2019  a  27 Abr 2019

Horário:

sugerir imprimir


Três Embaixadas Europeias à China

Inauguração | 8 Novembro | 18.30

Até 21 Abril ‘19

Comissário Jorge dos Santos Alves

A exposição Três Embaixadas Europeias à China possui como tema central a história dos contactos político-diplomáticos entre a Europa e a China ao longo de cinco séculos (de meados do século XIII a medos do século XVIII). Essa história teve múltiplos ciclos, avanços e recuos, entendimentos e rupturas, mas teve como constante o protagonismo de vários portugueses. Protagonistas que representavam o Estado português, outros estados europeus, o Papado, ou a cidade de Macau. São três destes protagonistas, Frei Lourenço de Portugal, Tomé Pires e Francisco Pacheco de Sampaio, que escolhemos para ilustrar a temática central da exposição. É em torno destes três protagonistas que se estrutura a exposição, por isso dividida em três núcleos.

Teremos assim o primeiro núcleo dedicado a Frei Lourenço de Portugal, nomeado embaixador ao Império Mongol pelo Papa Inocêncio IV, em 1245; o segundo núcleo dedicado a Tomé Pires e à sua embaixada à China Ming, (em 1515); o terceiro núcleo centrado na embaixada de Francisco Pacheco de Sampaio ao imperador Qianlong, da dinastia Qing, em 1752.
Em cada um dos três núcleos, o percurso biográfico de cada um dos três diplomatas portugueses é entendido no seu tempo e contexto, no quadro nacional, mas também europeu. O quadro europeu sempre entendido na sua articulação com a mundividência e os desígnios expansionistas iniciados pelas Cruzadas e continuados e fortemente amplificados depois do século XVI e com fortes marcas de continuidade até ao século XVIII. Num outro plano, procura-se contextualizar o desenvolvimento destas três missões diplomáticas, tanto do ponto de vista da história política interna da China, quanto do ponto de vista da política externa chinesa para o Mar da China, a Ásia do Sueste e mesmo o Oceano Índico na sua globalidade.


Local: Museu do oriente

De 07 Nov 2018  a  20 Abr 2021

Horário:

sugerir imprimir
topo
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2019, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®