Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Em Especiais encontrarão temas que pela sua profundidade, merecem distinção e como tal são jóias preciosas para se guardar religiosamente no coração.

pág. 1 de 9
A Evolução Espiritual em Portugal

de Maria

em 02 Jan 2016

  "Maitreya vem com a Ordem Espiritual, Ordem de Mariz" foi a primeira obra a ser publicada em Portugal (em 1989), escrita por uma portuguesa sobre a auto-realização espiritual. Foram narradas vivências de cariz místico, que tocaram os leitores mais sensíveis e preparados espiritualmente numa empática identificação. Esta obra devolveu a muitas pessoas a auto-confiança no caminho, espelhando a realização espiritual como uma realidade interna e externa da vida humana. Foram expressas experiências, sem medos nem vergonha, abertamente assumindo Deus. Tive então, o privilégio da identificação de milhares de seres e abri o caminho para maior responsabilidade, principalmente, a de cada um para consigo mesmo e para com Portugal. O que sensibiliza neste livro (tal como no “O Avatāra”) é o fogo invisível que contém, que estimula e acende os corações mais latentes espiritualmente. Na sua leitura, há uma atmosfera especial vibratória que convoca à elevação e, pode catalisar para uma imediata comunhão com o Divino. É uma centelha de fogo que se aviva e ilumina. Muitas outras contribuições foram sendo dadas, por tantos outros seres, com impulsos notáveis; este espaço de tempo (vinte anos) é suficiente para se notar já a mudança de mentalidade do que comportava um ambiente fechado, baseado em conceitos mais materialistas ou em certo fanatismo religioso, para uma maior abertura a novas ideias e à liberdade espiritual. Afinal, estas duas realidades, material e espiritual, quando intrinsecamente ligadas e bem integradas, permitem assumir com maior consciência a própria vida, mais de acordo com a própria natureza humana e com a Natureza que nos rodeia.

Registam-se melhorias em muitos campos, especialmente na área da saúde, já baseadas nos cuidados alimentares, tanto para a conservação do equilíbrio físico, como para a prevenção de doenças. Muitos são os que têm feito opção vegetariana. Também são notórios os cuidados na área da educação e na preservação ambiental e ecológica do planeta.
Mas, sem dúvida, muito se deve ao florescimento e divulgação de movimentos espiritualistas, principalmente, baseados nas filosofias e religiões orientais, como o Hinduísmo e o Budismo, que se têm espalhado no ocidente e dado um grande contributo, nomeadamente, na prática da meditação, tornando a vida mais saudável, mais equilibrada e mais espiritual.

O Yoga (§), proveniente das filosofias da Índia, tem sido de fácil aceitação para os ocidentais, pela diversidade de práticas de auto-suficiência e de bem-estar, pela concentração e meditação. O Budismo, disseminado por toda a Ásia, além de conter a prática fundamental, a meditação, enfatiza a auto-investigação para se encontrar a atitude mental correcta e descobrir não só as causas que levam ao desequilíbrio, ao sofrimento, mas principalmente as que levam à harmonia.
Ao longo destes últimos vinte anos, que marcam a sua publicação, até hoje, a minha vida “levou muitas voltas”, como costumo dizer, algumas de 360 graus, mas sempre com a seta apontado na direcção de Deus. Neste percurso espiritual, de auto-realização, sofri muitas “mortes”, mas em cada uma delas, renascia a força para a vida, aceitando sempre mais uma tarefa para cumprir, designada pelos Mestres. Até para estar aqui, hoje, “sou sobrevivente” de mais uma, para aceitar e assumir novos passos no cumprimento de Portugal e da Ordem de Mariz.

Mas, muitos perguntarão o que é a auto realização?
É o resultado da busca de Deus de forma individual e livre, pelo esforço pessoal.
Porque só será feita esta realização com o percurso espiritual?
Primeiro, porque é necessária a devoção e a aspiração a Deus, dados registadas no próprio cérebro do homem, como explicarei mais adiante e, sem estes valores, o caminho, não só é árido como inútil. Segundo, porque é preciso ser consciente! Se assim não for não há mérito próprio, porque o mote que impulsiona a inteligência – consciência é o esforço pessoal consciente. A Consciência representa um estado de alerta da mente, enquanto à inteligência cabe ser eficiente no uso da mente. Despertar a Consciência espiritual de forma consciente, implica o uso da Vontade.
Naturalmente, que uma nova consciência exige mudança de hábitos e contribui para uma nova atitude de vida. A pureza, a sublimação, a fé, a aspiração, a devoção são valores adquiridos e assimilados, tanto noutras vidas como nesta, e constituem a realização espiritual que leva, cada vez mais, à integração em Deus, para chegar então, um dia, à identificação total. Na realidade, quanto mais conhecemos Deus, mais inteligentes somos, porque penetramos cada vez mais na Sua Inteligência.

Geralmente, há julgamento da parte dos que não conhecem Deus, sobre aqueles que expressam a sua veneração, como uma pessoa pouco esclarecida ou desequilibrada, ou que se agarram a algo para viver, pensando que falar em Deus é preencher tempo ocioso, para outros é tabu. Mas Deus é tão natural e científico nas nossas existências como o respirar. Quando o ser humano desenvolver mais a inteligência superior, adquirirá o conhecimento directo de Deus, não só com a mente-inteligência como com o coração. Chegar a esta certeza de Deus, só é possível pela ligação directa de experiência espiritual numa união com Ele e isso é científico e portanto explicável. Não há mistério. O cérebro humano contém todos os códigos da nossa ligação a Deus, aguardando apenas a sua descoberta para serem comprovados cientificamente. Contudo, é em cada ser, individualmente, no seu íntimo, que Deus se desvenda. Um dia Ele estará tão integrado nos seres, que falar em espiritualidade será já inútil.
  (... continua) 


1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9  [Pág. Seguinte]
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®