Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Em Especiais encontrarão temas que pela sua profundidade, merecem distinção e como tal são jóias preciosas para se guardar religiosamente no coração.

pág. 1 de 8
A Missão de Jesus

de Maria

em 09 Abr 2009

  Para alguns Cristãos a grande mensagem de Jesus foi dada através do sacrifício da sua morte, pois acreditam que Cristo veio para redimir os pecados do mundo. Assim, a crucificação não foi o culminar do sacrifício de Jesus vir à manifestação, mas foi este o modo mais directo e evidente de consciencializar os seres para o mais importante, que era, após a morte, a sua Ressurreição em Espírito. Com efeito, esta não se tratou de uma presença em forma física, mas uma imagem ou aparição em forma etérica, que mostrou como a vida se prolonga após a morte, ficando a Ressurreição como uma das crenças cruciais do Cristianismo.

A Missão de Jesus

Ela representa o prolongamento da vida em Espírito e, na realidade, a imagem de Jesus Cristo tem-nos acompanhado ao longo dos séculos, pois é nos planos etéricos e no seu corpo subtil espiritual, que Ele se tem mostrado aos seres que se preparam para o ver nesses níveis. Jesus impulsionou a humanidade através daqueles que desenvolvem as suas capacidades de clarividência, e O vêem e sentem nos planos espirituais, como tantos místicos e místicas O viram e ainda hoje, as pessoas mais sensíveis, beneficiam da Sua Presença ou Irradiação energética.
A imortalidade, sempre foi uma condição do homem desde o começo da evolução humana. Ela representa naturalmente a realidade do Espírito que sobrevive depois da morte em planos invisíveis, desfrutando da liberdade da matéria física após cada incarnação no plano terrestre. Contudo, não foi o Cristo que a legou à humanidade. Ele apenas a revelou e demonstrou com a Ressurreição (que sucedeu apenas no seu corpo espiritual), a realidade da imortalidade, ou seja, que depois da morte do corpo físico, continua a existência noutros planos menos limitadores, já sem o veículo denso material.
Esta foi pois uma das mensagens de Jesus: dar a conhecer a imortalidade ou a existência do Espírito. A Ressurreição de Jesus demarcou a linha entre o reino espiritual e o material, ou entre o mundo visível e o invisível. Mesmo os Fariseus que tinham tendências mais espirituais, embora acreditassem na Ressurreição, tinham a ideia de que ela envolvia uma transformação ou transmigração e não como uma reanimação física.
Enquanto o homem não está preparado para saber certas verdades, elas não lhe são reveladas, embora ele viva nelas inconscientemente, mas o que marca e impulsiona o crescimento mental e espiritual do homem é exactamente a tomada de Consciência e o Conhecimento. No Ocidente generalizou-se a ideia, de que a imortalidade é apenas para aqueles homens que por actos de bravura ou de bondade marcam a História. Porém, a imortalidade pertence a todos os seres, pois sendo o homem, corpo e Espírito, é no Espírito, que efectivamente se perpetua a vida noutros mundos para além deste, da manifestação da matéria. A verdadeira condição original do Espírito é nos mundos sem matéria. Assim a Ressurreição quer dizer imortalidade, pois ela é a sobrevivência do Espírito após a morte física, e seria absurdo pensar-se ainda hoje, que são os mesmos corpos físicos que um dia ressuscitarão ou terão vida de novo. Antigamente, pela falta de conhecimento e de evolução espiritual, era natural que o homem se quisesse perpetuar através dos tempos, com os mitos da Ressurreição, mas actualmente, o conhecimento científico demonstra a impossibilidade de se recuperarem corpos mortos (como ainda alguns acreditam), apontando para a imortalidade e ressurreição sob prismas mais lógicos e evidentes.
A capacidade de inteligência do homem depende da sua evolução espiritual e mental e, cada corpo que adquire para uma nova vida na Terra, está obviamente, mais apto e evoluído que o anterior. Jesus veio mostrar que o objectivo dos homens é o Reino dos Céus ou a libertação terrena. Que sentido teria estar-se agarrado a cadáveres? Palavras de Jesus: «O Espírito é que dá vida, a carne não serve para nada». Evang. S. João.
Sobre a Ressurreição dos mortos em S. Mateus encontrámos: «Os Saduceus, que não acreditavam na Ressurreição, foram ter com Jesus e interrogaram-no: Mestre, Moisés disse: Se algum homem morrer sem filhos, o seu irmão casará com a viúva, sua cunhada, para suscitar descendência ao irmão. Ora entre nós, havia sete irmãos. O primeiro casou e morreu sem descendência, deixando a mulher a seu irmão; sucedeu o mesmo ao segundo, depois ao terceiro, e assim até ao sétimo. Depois de todos eles, morreu a mulher. Na Ressurreição, de qual dos sete será ela mulher, visto tê-lo sido de todos? Jesus respondeu: Estais enganados, porque desconheceis as Escrituras e o Poder de Deus.
  (... continua) 


1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8  [Pág. Seguinte]
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®