Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Nutrição
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Manter o equilíbrio psicossomático é possível através de certos requisitos, e de entre eles, a alimentação. A solução de doenças quando em curso, bem como a sua prevenção, passa por regras de nutrição, que afinal, deveriam já estar incluídas como imprescindíveis, ao bom funcionamento do organismo físico do ser humano.



pág. 1 de 1
Quinoa

de Maria Ferreira da Silva

em 30 Out 2013

  A Quinoa é uma planta nativa da Bolívia, Colômbia, Peru e Chile, que produz um grão considerado muito importante à alimentação e à vida do homem andino. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, a quinoa é um dos alimentos mais completos que existem.
Organicamente a quinoa não pertence à família das gramíneas como os outros cereais, porém, inclui-se neste tipo de alimentos pelo seu alto valor em hidratos de carbono, embora a quinoa tenha um perfil nutricional mais completo e equilibrado do que os cereais. Destaca-se o seu elevado teor em proteínas e a excelente qualidade das mesmas, visto serem completas ao conter todos os aminoácidos essenciais, entre os quais, em grandes quantidades de metionina e lisina, sendo esta escassa nos cereais, que reforça o sistema imunológico, a capacidade de aprendizagem e a memória.


Sua proteína de alto valor biológico faz com que a quinoa seja um bom substituto da proteína animal e um alimento fundamental para equilibrar a dieta vegetariana. Outro aspecto valioso na proteína da quinoa é a ausência de glúten, o qual faz com que o seu consumo seja apropriado para celíacos e pessoas com intolerância a esta substância. A quinoa é uma boa fonte de triptofano, aminoácido ligado à produção de serotonina no cérebro responsável pelo humor e bem-estar
A quinoa também tem um carácter lipídico tanto a nível quantitativo quanto qualificativo. A prevalência dos ácidos grasos polinsaturados e monoinsaturados em relação aos saturados ajuda a preservar a saúde cardiovascular. A elevada concentração de ácido linoleico permite ao organismo a bio-síntese de outros ácidos grasos essenciais úteis na prevenção da hipercolesterolemia e da esclerose.
Os seus hidratos de carbono de baixo índice glicémico e a elevada presença de fibra fazem da quinoa um alimento ideal em dietas de emagrecimento e diabetes. A quinoa é uma óptima fonte de minerais e oleogimentos entre os quais se destaca o cálcio, presente em maiores quantidades do que no leite de vaca. Contém também quantidades importantes de magnésio, ferro, fósforo e manganésio. Entre as vitaminais contam-se: a E, B1, B2. B3 e cálcio fólico.
A grande concentração de flavonoides na quinoa de quercetina e kaempferol, confere propriedades anti-oxidantes, anti-inflamatórias e anti-cancerígenas.
Antes de cozinhar a quinoa recomenda-se passar por água para eliminar restos de saponinas, uns alcalóides que lhe confere um sabor ligeiramente amargo e que pode alterar a permeabilidade da mucosa intestinal. Uma vez lavada põe-se numa panela, com uma medida de grãos por dois de água e deve ferver uns 15 minutos. É indicada para casos de debilidade digestiva, sobretudo para acidez do estômago, inchaços e gases. Também misturar quinoa com outros cereais, como por exemplo arroz tem um efeito energético, reconstituinte e tonificante no sistema digestivo. Ela traz benefícios para os músculos e para a saúde cardiovascular, reduz o colesterol, regula a hipertensão e fortalece os ossos.
   


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®