Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Textos Sagrados são os registos que evocam o divino. Neste espaço eles irão testemunhar a reverência espiritual da humanidade, porque asseguraram e continuarão a assegurar, a herança que dirige o rumo da contínua evolução dos seres. A Sabedoria perene e a força espiritual irradiam através dos tempos, sob a égide de Escrituras Sagradas.


pág. 1 de 1
Mensagem de Natal

de Maria Ferreira da Silva

em 21 Dez 2006

  Que se erga o Graal, aquela Taça que resplandece com a Tua dádiva para que a vejam e compreendam que a finalidade de cada um é fazê-la transbordar de Amor, perpetuando essa irradiação num rasto de Luz eternamente visível, como Tu deixaste.

Caminha comigo,

Quero mostrar-Te como está este mundo tão sofredor, pois ainda não Te reconheceu e como cego resvala para o abismo.
Gostava de Te mostrar belas alamedas de caminhos planos e limpos, bordeados de exóticas árvores, cuja folhagem nos protegesse do cálido sol e, numa pedra nos sentássemos deliciosamente conversando ou mesmo no deleite do silêncio, apenas captando as nossas vibrações e as do universo envolvente. Mas o que vejo e quero partilhar Contigo são as ruas estreitas sinuosas, estranhas passagens que os pedregulhos do caminho nos impedem de caminhar lado a lado, onde o sofrimento dos seres como gritos abafados nos tolhe os passos e gela o coração.
São esses que Te quero mostrar, pois são esses que precisam de Ti. Os outros os que despertaram já removeram as pedras do caminho, ou pelo menos já compreenderam como o podem fazer – esses foram os que Te ouviram há já tantos milhares de anos e caminham seguros, tanto pelas alamedas luminosas, como pelas ruas empedradas e escuras, pois a Tua Luz os guia.
Vem, tropeçaremos na falsidade, no orgulho, no egoísmo, na vaidade quais pedras arrastadas pela enxurrada da tempestade atiradas pela perversão humana que assim desastrosamente determina o seu próprio fim. Porém, não nos deteremos, já que Tu podes salvar os que subordinados aos apelos dos sentidos, vivem só para comer, beber e dormir. Só Tu poderás abrir a Porta para a Luz a este mundo carente e empobrecido e acordá-lo desse longo sono.
Que se erga o Graal (§), aquela Taça que resplandece com a Tua dádiva para que a vejam e compreendam que a finalidade de cada um é fazê-la transbordar de Amor, perpetuando essa irradiação num rasto de Luz eternamente visível, como Tu deixaste.
Salvé, aos que erguendo os olhos Te encontram e Contigo caminham…
   


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®