Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Textos Sagrados são os registos que evocam o divino. Neste espaço eles irão testemunhar a reverência espiritual da humanidade, porque asseguraram e continuarão a assegurar, a herança que dirige o rumo da contínua evolução dos seres. A Sabedoria perene e a força espiritual irradiam através dos tempos, sob a égide de Escrituras Sagradas.


pág. 1 de 3
Festival de Wesak

de Teosofia

em 03 Mai 2015

  Aproxima-se a data 04 de Maio de 2015, a celebração do Festival de Wesak. Wesak em sânscrito significa mês de Maio - momento propício para uma preparação adequada, purificando o nosso subconsciente, que tem uma ligação lunar, e de nos sintonizarmos com o nosso Cristo Interno, o Eu Superior, onde as energias Solares podem ser encontradas. A Lua pertence ao nosso passado, agora o nosso Lar é a Terra, mas o nosso devir está no Sol, o corpo físico do nosso Pai Celestial. Este sagrado momento favorece a avaliação das nossas imperfeições, mergulhando nos registos do subconsciente para descobrir e transmutar, padrões rígidos e escravizantes que ainda possuímos, em Liberdade, Felicidade e Iluminação.

“Nenhum preço que nos seja exigido será demasiadamente alto para sermos útil à Hierarquia no momento da Lua Cheia de Touro, o Festival de Wesak. Nenhum preço é demasiadamente alto para obtermos a iluminação espiritual possível, particularmente neste momento.” Djwhal Khul.


Quando o Sol ilumina plenamente a Lua, existe o alinhamento entre o nosso Planeta - o Sol - e o "Logos Solar", a fonte de toda a energia da Terra. Iluminada pelo Sol, a Lua deixa de transmitir qualquer energia negativa para a Terra, tornando-se, portanto, o momento ideal para a meditação do Plenilúnio de Touro. Momento favorável para procurarmos iluminar a nossa consciência.
Nota chave de Touro " Eu vejo, e quando o olho está aberto, tudo é Luz". Extracto de um texto antigo: "O que foi um mistério não o será jamais, o que esteve velado será agora desvelado. O que foi ocultado agora emergirá para a Luz, aumentará esta Luz e todos os homens a verão, e rejubilarão".

O Festival de Wesak celebra o nascimento, a iluminação e a morte de Gautama, o Buda e é o grande Festival de Encontro Espiritual do Oriente com o Ocidente. Este Festival define, uma consciência grupal, o caminho espiritual da humanidade que inicia, colectivamente, um despertar espiritual; despertar que se caracteriza mundialmente por uma busca e aproximação, à natureza divina do Homem e a volta à Unidade de DEUS, simbolizada nas Escrituras Cristãs pela parábola do filho pródigo, de retorno à Casa do Pai. Este ano não procuraremos descrever o cerimonial em si, algo que já nos ocupámos, detalhadamente o ano passado, seguindo as orientações contidas no livro "Os Mestres e a Senda" do Senhor Leadbeater (§), conhecido teósofo, grande ocultista e discípulo do Mestre K.H. Iremos sim, procurar o âmago, o substrato, a essência do ensinamento para que ele se matize e perdure dentro do nosso Santuário Interno. Esta Lua Cheia ocorre durante a noite, o que, possibilitará às pessoas mais preparadas se conectarem e trazerem vivências deste cerimonial. Existem alguns testemunhos deste facto.

Pensamos que, os ocidentais ao celebrarem o Festival de Wesak, contribuíram fortemente, para um alinhamento entre o Oriente - a Luz veio do Oriente - e o Ocidente, a Sabedoria de Buda e o Amor de Cristo. Dentro de nós a união do coração espiritual, onde a nossa Alma está ancorada, com a cabeça, sede do Espírito. Do Lótus da cabeça brota a flor da bem-aventurança, do Lótus do coração brota a flor do amor.

Festa sagrada ao Senhor Buda - Lua Cheia de Touro

Vale de Wesak - Himalaias tibetanos
Esta é a Festa do Senhor Buda, o Pontífice entre Shamballa, na pessoa do Senhor do Mundo e a Hierarquia Planetária, representada pelo Senhor Maitreya. Buda é a expressão da Sabedoria de Deus, a personificação do Pai, do 1.º Raio da Vontade ou Poder, e exprime inteiramente o Plano Divino para a Era de Aquário. Nele se manifesta o Senhor Sanat Kumara, o ancião dos Dias. Chefe da Hierarquia Planetária que, emite a Sua Bênção anual recebida por Cristo que a transmite à Hierarquia dos Mestres, por sua vez irradiando-a para todos os Discípulos e para a Humanidade. Realizada durante muitos séculos, desde a passagem ao Nirvana de Sidharta Sakyamuni Gautama, no Vale de Wesak ou Maio, no Tibete. Esta celebração de alcance planetário constitui a principal festividade espiritual e religiosa do Oriente.

Uma figura gloriosa toma parte central neste festival, de natureza mundial, a qual é chamada por vários nomes: Senhor Maitreya, Bodhisattva, Cristo, Senhor da Paz e do Amor. É o Mestre de todos os Mestres, que formam a Hierarquia Planetária para levar a cabo o propósito divino deste planeta. Este é o momento mais sagrado do ano, momento em que a humanidade e a divindade, tomam contacto. No momento exacto da Lua Cheia, o Buda passa a Cristo a energia do primeiro raio – Vontade – que Cristo recebe e transforma em Vontade, Amor-Sabedoria.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®