Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sistemas Religiosos e Filosóficos
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Sistemas, tem a finalidade de contribuir para a divulgação das linhas de pensamento dentro das várias Religiões e Filosofias de todo o mundo, na compreensão de que todas partilham afinal uma linguagem comum.

pág. 1 de 1
Dadabari

de Sharat Sharma

em 15 Jan 2012

  No sul de Delhi, próximo de Qutub Minar, encontra-se o Dadabari, famoso templo jaina visitado por milhares de peregrinos oriundos tanto de perto como de longe. Esse santuário é venerado por pessoas de muitos credos, não só jainas, mas também hindus, muçulmanos e sikhs. Acredita-se que a pessoa que visita esse local com fé, qualquer que seja a sua religião, casta, credo, sexo ou nacionalidade, sente a paz de espírito e tranquilidade com a bênção de Dada Gurudev, a quem o templo foi dedicado.

O Templo Secular

O templo é conhecido pelo seu excelente trabalho de vidro e murais nas suas colunas. Na abóbada encontram-se murais feitos com espelhos e vidros coloridos dos 24 Tirthankaras, jainas. O templo, lindamente enfeitado com flores durante as celebrações do aniversário de Dada Gurudev, em Novembro, ocupa uma área de 10.000 metros quadrados.

Manidhari Shri Jinchandra Suriji, popularmente conhecido por Dada Gurudev nasceu em 1176 dC em Vikrampur, Jaisalmer, no estado do Rajastão. Ele se chamava Surya Kumar e era uma criança prodígio. Com simplicidade, clareza de pensamento e lógica, buscava soluções simples para os problemas complexos. Tendo renunciado ao mundo aos seis anos de idade, foi iniciado na vida de santo por Yugpradhan Acharya Jindutt Suriji que foi um grande propagador da religião jaina e promotor de reformas sociais.

Gurudev não apenas estudou textos e escrituras, mas também filosofia, astrologia, cosmologia, metafísica, teologia e muito mais. Como dominava essas disciplinas, foi nomeado Acharya aos oito anos de idade. Aos catorze, arcou, nas suas jovens costas, a onerosa responsabilidade de administrar os assuntos e orientar o destino da comunidade jaina. Grande intelectual, ele foi o autor de muitos livros e pela sua lógica e pragmatismo, foi capaz de esclarecer vários maus entendimentos e superstições que prevaleciam na sociedade. Propagou incansavelmente as reformas religiosas e sociais e foi a base fundamental da restaurar a honra e dignidade dos opressores e não privilegiados. Proclamou o ideal de ahimsa (não violência), tolerância religiosa e igualdade. O zelo pelos ideais universais e o respeito e a reverência prestada não apenas pelos jainas, mas também pelos hindus e muçulmanos, e usufruía de carinho e respeito de todas as camadas sociais.

Aos vinte e seis anos de idade, depois de viajar por diversas partes da Índia, chegou a Mehrauli, naquela altura conhecido por Yoginipur que era governado pelo Rajá Madanpal. Tendo ouvido falar sobre a sua natureza bondosa, poderes excepcionais e vida pura e santa, o Rajá Madanpal convidou-o a passar sua chaturmasa (quatro meses de estação chuvosa que os santos peregrinos passam num local) em Yoginipur para receber conhecimento espiritual, orientação e paz para o seu povo. Foi aqui que Gurudev morreu na jovem idade de vinte e seis anos e onde o templo foi construído para perpetuar a sua memória.

Cortesia da Revista India Perspectives
   


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®