Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Textos Sagrados são os registos que evocam o divino. Neste espaço eles irão testemunhar a reverência espiritual da humanidade, porque asseguraram e continuarão a assegurar, a herança que dirige o rumo da contínua evolução dos seres. A Sabedoria perene e a força espiritual irradiam através dos tempos, sob a égide de Escrituras Sagradas.


pág. 1 de 4
Galahad

de Kara L. McShane

em 30 Mar 2012

  Sir Galahad (var. Galaad), filho de Lancelot e Elaine de Corbenic, é mais conhecido como o cavaleiro que atinge o Santo Graal. Quando Galahad aparece, ele é o principal cavaleiro do Graal; nas tradições Francesas e Inglesas, ele substitui Perceval neste papel. Galahad aparece pela primeira vez no Ciclo Vulgata do século XIII. A peça de abertura do Ciclo, a*Estoire del saint Graal*, primeiro menciona Galahad; prediz o seu nascimento e sua eventual conquista do Graal. De acordo com esta secção do texto, Galahad é o nono na linhagem de Nascien, que foi baptizado por Josefo, filho de José de Arimatéia.

Esta linhagem liga Galahad àqueles que se diz terem trazido o cristianismo (e o próprio Graal (§)) para a Grã-Bretanha. A secção posterior,*La Queste del Saint Graal*, narra as aventuras de Galahad na busca que leva desde a corte de Artur até à cidade de Sarras, a casa do Graal na Terra e lugar onde Galahad morre ao contemplar o Graal.

As histórias das aventuras de Galahad são excepcionalmente consistentes; a descrição da demanda de Galahad na* Morte d'Arthur* de Malory,* "The Noble Tale of the Sankgreal"*, baseia-se nos principais eventos do Ciclo Vulgata. Malory preserva a profecia e prevê que a rodear Galahad, na busca do Santo Graal, estão eremitas e outras figuras religiosas que parecem continuamente interpretar sonhos e antever eventos futuros. O nascimento de Galahad e suas realizações são preconizados, tanto na Vulgata do Ciclo, como em Malory, o que dá à busca do Santo Graal todo um sentido de inevitabilidade.

Em ambos Malory e* La Queste del Saint Graal*, Galahad é armado cavaleiro por Lancelot num convento no bosque. Na festa de Pentecostes, ele chega a Camelot, onde consegue sentar-se no lugar Perigoso, um acto que demonstra ele ser o cavaleiro que vai atingir o Graal. Depois do Graal aparecer na festa de Pentecostes, os cavaleiros prometem passar um ano e um dia na busca do Graal. Galahad enceta a busca sem escudo algum. Acompanhado pelo rei Bademagu, pára numa abadia, e descobrem que a abadia abriga um escudo branco marcado com o sangue de Josefo, antepassado de Galahad. Quando Bademagu leva o escudo da abadia, um cavaleiro branco misterioso aparece e derruba-o de seu cavalo; o escudeiro do cavaleiro branco, traz de seguida o escudo para Galahad. O escudo é destinado exclusivamente a Galahad e irá proteger apenas a ele.

Em suas viagens, ele chega ao Castelo de Maidens, onde sete cavaleiros cruéis mantêm a filha de certo duque e todos os que passam pela região, cativos. Ele restabelece a ordem, derrotando os cavaleiros do mal em combate e fazendo os cavaleiros nativos do país jurarem fidelidade à filha do duque.

No entanto, Galahad não mata os sete cavaleiros cruéis. Os sete cavaleiros são mortos no dia seguinte, quando vários cavaleiros da Távola Redonda os encontram. Depois de sair do Castelo, Galahad viaja através da Floresta Waste até atinjir o mar. Lá, ele se reencontra com os companheiros do Graal cavaleiros Perceval e Bors. Os três cavaleiros viajam juntos para Logres, onde com outros nove cavaleiros estrangeiros assistem a uma missa onde têm uma visão do Graal. Nesta Missa, o próprio Cristo aparece a Galahad e diz-lhe que o Graal não é suficientemente respeitado na terra e que Galahad vai ver o Graal mais abertamente quando chegar a Sarras. Galahad, Percival e Bors, viajam de seguida para Sarras com o Graal num misterioso navio. Depois de algum tempo em Sarras, Galahad reza por sua própria morte e morre ao contemplar o Graal.

Ambos os textos explicam o nascimento de Galahad fora do casamento;
Lancelot é magicamente induzido a dormir com Elaine que é chamada Amite ou "a filha do Rei Pescador rico", e Galahad é o resultado dessa união.

Apesar das circunstâncias do seu nascimento, os textos enfatizam a virtude inerente de Galahad. O narrador na* Estoire del saint Graal* reconhece a concepção problemática de Galahad (sem explicitamente identificá-lo como um filho bastardo), mas elogia-o sobre as razões de sua linhagem digna, vida boa, e bom propósito. No Ciclo Vulgata, ele é muitas vezes referido apenas como "Bom Cavaleiro" (Lancelot-Grail 4:6, 4:20) ou o "homem digno" (LG 4:5). Malory parece ainda mais confortável com o status de Galahad como bastardo; na* Queste*, Galahad demonstra vergonha com respeito à sua paternidade numa conversa com Guinevere, mas Malory deixa essa conversa fora da sua versão (Watson 58-59).
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®