Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Vários temas
Peregrinações
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
As viagens, quando empreendidas com o sentido de peregrinação contribuem para a elevação de Consciência, e o seu efeito espiritual começa, a partir dos primeiros passos, até ao local, ao objectivo.

pág. 1 de 4
Fluxos de Felicidade

de India Perspectives

em 23 Abr 2013

  Emergindo como uma gota e continuando sua longa jornada por toda a Índia, os rios são como uma tábua de salvação para multidões. Perspectives da Índia embarca numa viagem com os seis rios mais importantes do país. A longa viagem de 2.600 quilómetros pelo rio Ganges possui muitos riscos e imprevistos. O rio nasce na cidade de Devprayag localizada no distrito Tehri Garhwal em Uttarakhand. É aqui que a união sagrada dos seus dois principais afluentes – os rios Bhagirathi e Alaknanda – acontece. Considerada a principal origem do Ganges, Gangotri é na verdade a fonte para o rio Bhagirathi. O santuário Badrinath representa a origem do seu outro principal afluente Alaknanda. Enquanto o rio Alaknanda corre pelo distrito de Chamoli, ele encontra o rio Mandakini descendo as montanhas Nanda. Com mais de 7.800 metros, Nanda Devi é a segunda montanha mais alta da Índia. Esta jornada continua até à cidade Rudraprayag, onde o calmo rio Mandakini com a sua cor verde resplandecente pode ser visto convergindo nas águas brancas de rápido fluído do Alaknanda.

Ganges - O Abençoado

A longa viagem de 2.600 quilómetros pelo rio Ganges possui muitos riscos e imprevistos. O rio nasce na cidade de Devprayag localizada no distrito Tehri Garhwal em Uttarakhand. É aqui que a união sagrada dos seus dois principais afluentes – os rios Bhagirathi e Alaknanda – acontece. Considerada a principal origem do Ganges, Gangotri é na verdade a fonte para o rio Bhagirathi. O santuário Badrinath representa a origem do seu outro principal afluente Alaknanda. Enquanto o rio Alaknanda corre pelo distrito de Chamoli, ele encontra o rio Mandakini descendo as montanhas Nanda. Com mais de 7.800 metros, Nanda Devi é a segunda montanha mais alta da Índia. Esta jornada continua até à cidade Rudraprayag, onde o calmo rio Mandakini com a sua cor verde resplandecente pode ser visto convergindo nas águas brancas de rápido fluído do Alaknanda.

Viajar pelo rio Mandakini leva até á cidade santa Kedarnath. É neste momento que o rio Alaknanda encontra o rio Bhagirathi na cidade de Devprayag. De Devprayag adiante, o rio Ganges dirige-se primeiro à cidade de Rishikesh, que fica próxima à cidade de peregrinos Haridwar, famosa tanto por seus ermitérios espirituais, quanto pelas práticas de rafting por aventureiros. O rio Ganges entra nas planícies e transforma-se num rio tranquilo em Haridwar. O encontro entre-os-rios Ganges e Yamuna é uma das maiores peregrinações para os hindus. O encontro desses rios chama-se Sangam. A cidade de Allahabad – também conhecida como Triveni – é o lugar em que os rios Saraswati e Ganges se encontram.

A viagem pelo Ganges continua daqui para a cidade de Kashi (também conhecida como Varanasi), cuja localização se infiltrou num passado antigo. Sinónimo do pensamento, religião, templo, música, arte e cultura Hindu, a cidade também é famosa por suas inúmeras passagens que levam ao rio (cerca de 100). Conforme o Ganges se move de Uttar Pradesh para Bihar, vários se juntam a ele. Alguns deles são os rios Ramganga, Kosi, Gandak e Ghaghra. Conforme o rio vai em direcção a Bengala Ocidental, ele vai se tornando lento e tranquilo. Depois disso, o rio entra em Bengala Ocidental, na cidade Hooghly e move-se para Ganga Sagar, onde se dissolve na imensidão do oceano.
A lenda diz que…
O Senhor Shiva recompensou o Rei Bhagirath após a sua penitência e então, o rio Ganga apareceu na Terra. Entretanto, devido ao seu orgulho e ao facto de que a Terra seria destruída se o Ganges executasse toda a sua força, o Senhor Shiva pegou-a pelo cabelo. Proclamou-se então que a Deusa Uma ou Parvati se banhariam no Ganges todos os dias e só então ela poderia descer até à Terra. A pedra sagrada perto do templo representa o lugar onde o Ganges apareceu pela primeira vez.
Autor: Deepankar Aron

Yamuna – O Curso da Consciência

O pico Bundarpunch (6.316m) é o berço do rio Yamuna, um lago cintilante que fica acima e ao norte do santuário Yamunotri que fica na região sagrada Kund Saptrishi. Na verdade, o rio nasce na geleira Champasar, cujas águas primeiramente se acumulam ao pé do pico Bundaparpunch como um lago. O rio tem fortes associações com o Senhor Krishna. Acredita-se que quando o seu pai Vasudeva estava atravessando o rio com o bebé Krishna em seus braços em busca de refúgio na cidade de Gokul – que faz parte da cidade de Mathura – o bebé caiu na água. A poeira dos seus pés de lótus imediatamente purificou o rio e tornou as suas águas sagradas. Yamuna tem um templo a ele dedicado. Chamado de Yamunotri é um dos quatro locais de moradia sagrada para os devotos hindus. Os outros três lugares sagrados são os templos de Gangotri, Badrinath e Kedarnath. Em Yamunotri, a água de uma das fontes termais é desviada para os tanques de banho, onde é misturada com águas glaciais para deixá-la na temperatura certa.

Aqui, peregrinos tomam um banho como parte de um ritual, fazem reverência antes de entrar no templo de Yamunotri para rezar à Deusa Yamuna, a divindade.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®