Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Em Especiais encontrarão temas que pela sua profundidade, merecem distinção e como tal são jóias preciosas para se guardar religiosamente no coração.

pág. 1 de 5
Como reconhecer os que servem à Hierarquia

de Torkom Saraydarian

em 02 Jan 2018

  Existem doze sinais fundamentais que permitem reconhecer aqueles que estão realmente ligados à Hierarquia: 1º - O primeiro sinal é a Nobreza. Quem serve à Hierarquia é nobre nos seus pensamentos, palavras e acções; é nobre em todos os seus relacionamentos. A nobreza é alcançada quando se vive segundo as regras e os princípios da Hierarquia, quando se vive na presença do "Olho Vigilante". Uma pessoa nobre é solene, serena, autocontrolada, precisa, sábia e educada. Quando se encontra uma pessoa nobre, sabe-se que está aqui na Terra, para irradiar - beleza, bondade, verdade, alegria e liberdade.

2º - O segundo sinal de quem serve à Hierarquia - que pode viver entre nós, ou ser membro de nossa família, igreja ou corporação - é o esforço na procura da perfeição. Evidencia um trabalho constante para aperfeiçoar a sua personalidade, criatividade, relacionamentos e o conhecimento. Tenta continuamente melhorar o seu estado de consciência. Ninguém que sirva à Hierarquia é preguiçoso. É tudo ritmo. Este ser é como uma corrente – está sempre ritmicamente activo.

3º - O terceiro sinal de quem serve à Hierarquia é sua atitude progressista. Pensa para o futuro; planifica para o futuro, sem ignorar as circunstâncias passadas e as presentes. A visão do futuro inspira-o para que planifique, decida e organize. Não está apegado a atitudes passadas. Não ignora os valores passados, mas procura sempre novos modos e meios para introduzir mais luz e amor e melhores relacionamentos em todos os âmbitos de actuação humana.
Vive com o pensamento na nova era. Não repete antigos hábitos, condutas e atitudes. Trata de criar algo novo que se adapte melhor à sua visão do futuro.
Pode ser encontrado em qualquer campo e aí eleva-se e projecta-se no futuro. Exerce pressão moral sobre o seu meio ambiente. Não força os demais, mas a sua presença faz com que trabalhem e tratem de avançar para o futuro.

4º - O próximo sinal de quem serve a Hierarquia é a inclusividade. Não é separatista nem divisionista. Não nos referimos somente à discriminação racial. Uma pessoa inclusiva não só respeita a existência dos demais como também está aberta a novas ideias, novas visões e novo conhecimento, e novas maneiras de fazer as coisas, que se adequem melhor às metas a atingir.
Não está cristalizada nas suas crenças e tradições. Enfoca respeitosamente todas as tradições e opiniões, o trabalho, a cultura e as tradições dos demais, e vê beleza, significado, futuro e utilidade neles. A Hierarquia defende a todos, a todas as sendas de investigação, a toda experiência genuína. Todo conhecimento, em qualquer campo, é precioso para quem serve à Hierarquia.
A Hierarquia advoga pela inclusividade. Quem serve à Hierarquia é como uma galinha que reúne os pintinhos debaixo das suas asas. Cada nação tem a sua bela cultura. Quem serve à Hierarquia respeita todas as culturas. Não somente as respeita como também tenta compreendê-las, amá-las e desfrutá-las. A inclusividade é o esforço progressista para brindar unidade e síntese.

5º - O sinal seguinte de quem serve à Hierarquia é a criatividade, criatividade em tudo: em ideias, pensamentos, palavras, atitudes, artes, negócios e no lar. Em todos esses âmbitos e em outros, quem serve à Hierarquia manifesta criatividade.
Criatividade significa construir os modos e os meios que possam satisfazer as crescentes necessidades da humanidade; que possam expandir o sentido de beleza da humanidade. Essas pessoas não se contentam com o que são e com o que podem fazer. Avançam continuamente e procuram novas ideias, visões, inspirações, impressões e revelações. Tentam concretizar essas coisas em formas, actividades e relacionamentos novos para satisfazer as crescentes necessidades da humanidade e oferecer uma visão nova para a consciência humana em expansão.

6º - O sexto sinal de quem serve à Hierarquia é a honestidade. Sem honestidade não é possível conduzir, inspirar, criar confiança ou irradiar luz. Qualquer acção que explore seres humanos através de ideias, propósitos ou atitudes cria horríveis consequências e destrói qualquer causa.
Ninguém se pode denominar servidor da Hierarquia se não se graduou em honestidade na Escola da Vida. Um servidor da Hierarquia é honesto nas influências do seu eu inferior e dos eus inferiores dos demais. Essa pessoa é honesta, não porque os outros sejam tortos ou honestos, mas sim porque sê-lo é a sua natureza.
A honestidade impõe harmonia e ritmo e faz com que a Hierarquia influencie os âmbitos nos quais as pessoas honestas se movimentam.
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2018, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®