Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Introdução
Sagrados
Sugestões de Leitura
Especiais
Agenda
Notícias
Loja
Directório
Pesquisa
Marco Histórico §
Guia de Sânscrito
NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
pág. 5 de 8
Arcanjo Solar

de Manuel Cavaco Nunes

em 21 Out 2021

  (...anterior)

Da união santa e divina, Ísis concebe (Divina Mãe (§) Kundalini), que é Virgem antes do parto, no parto e depois do parto, pela Sagrada Concepção. Então advém Hórus (Jesus-Jeshua, o Cristo) que descende do Segundo Logos, e agora humanizado, com o título de Filho do Homem (homem e mulher divinos).

Acerca do Cristo Íntimo e Universal o V.M. S.A.W. dá-nos a seguinte explicação:

O Cristo Cósmico ou Cristo Íntimo Universal (Chokhmah) é impessoal, universal e está para além da individualidade, da personalidade e do Eu; é uma força cósmica que se expressa através de qualquer homem que esteja devidamente preparado, como o fez por meio de Jesus, Hórus, Hermes Trismegisto, Buda Gautama Shakyamuni, Quetzalcoatl, Krishna, etc, descende das esferas superiores, da Coroa Sephirótica, pelas vias do ventre de uma virgem conhecida como Ísis, Maria, Tonantzín, Insoberta, Maia, Cibeles, etc.

A adorável Mãe Kundalini é o fogo abrasador do Espírito Santo. Ela tem milhares de nomes adoráveis. Ela é Amor. Devemos buscar a Mãe Divina no Templo-Coração. Quando a mente está quieta e em silêncio, então a Divina Mãe se alegra em nós. Essa é a bem-aventurança. A paz só se consegue com o controle da mente, no silêncio da Alma e ouvindo o som insonoro.

10 - A TRIMURTI

Na Trimurti hindu, Brahman, o Absoluto emana: Brahmâ, o Pai, o Criador, Vishnu, o Cristo Cósmico e Shiva, o Espírito Santo. Kether – o Pai. Chokmah – o Filho. Binah – o Espírito Santo.

A Trimurti ‘Atman-Budhi-Manas’ no homem relaciona-se com o triângulo invertido da Árvore da Vida ‘Chesed-Geburah-Tiphereth’ respectivamente, ou seja, o Cristo Interno com as suas duas almas: a Alma Espiritual (feminina) com a Alma Humana (masculina). Buddhi (Chesed) e Manas (Geburah) são as Almas Gémeas dentro de nós próprios (ainda que não se as tenha encarnado), são as duas adoradas filhas de Atman (Daath).

A 6ª sephira Tifereth funciona como o Antahkarana, ligando as sephiroth superiores com as inferiores. Corresponde ao 4º Raio também relacionado com a Beleza da Arte e este Raio também tem como função ligar os Raios menores do Atributo com os Raios maiores do Aspecto (Torna-se muito interessante poder fazer estas analogias).
Além da Tríada Teosófica (Atman, Budhi, Manas) há um Raio que nos une com o ABSOLUTO. Esse Raio, dentro de cada homem é o resplandecente DRAGÃO DA SABEDORIA, O CRISTO INTERNO, A COROA SEPHIRÓTICA, A KABALA assim o define:
KETHER: Ancião dos Dias. CHOCMAH: O Filho, o Cristo. BINAH: O Espírito Santo. O ser humano vulgar da Terra não possui todos os princípios Sefiróticos activados.
ATAMAN se desdobra na ALMA ESPIRITUAL, e esta desdobra-se na ALMA HUMANA ou MANAS SUPERIOR. A ALMA HUMANA desdobra-se, se encarna com os seus quatro corpos, veste-se com eles, ficando presa no EGO.
11. A ACTUAÇÃO CONJUNTA DOS QUATRO ARCANJOS - Rudolf Steiner (§)

“ (…) Passando agora para o Outono, temos o semblante de Michael; eu não diria um semblante ordenador, mas sim um semblante orientador. Observando esse semblante de Michael, corretamente, poderemos reconhecer aí algo, como um dedo apontado.
Sugerindo, como que um olhar que não se ocupa consigo próprio, mas sim com o mundo, para fora. O olhar de Michael é positivo e activo. E a sua espada forjada de ferro cósmico é empunhada de tal forma que a mão indica, em simultâneo, o caminho para os seres humanos. Essa é a imagem nas alturas.

Mas mesmo assim, isso é recebido com pouca compreensão. É assim que na primeira parte do “Fausto” de Goethe surge de maneira maravilhosa um texto que só muito raramente é compreendido, mesmo que seja frequentemente citado. Trata-se da passagem em que a personalidade Fausto, após abrir o livro de Nostradamus, encontra o signo do macrocosmos:

Ó, como tudo se entrelaça para formar o todo,
Cada um actuando e vivendo nos demais!
Ó, como as forças celestiais ascendem e descendem,
Oferecendo entre si os seus cântaros dourados,
Com asas de bênçãos perfumadas,
Vindas do céu e trespassando a terra,
Ressoando com harmonia por todo o cosmos!
  (... continua) 
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2021, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®