Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
A Atitude Mental

de Maria Ferreira da Silva

em 08 Dez 2007

   Tudo depende da atitude mental. Um simples gesto de descascar de maçãs pode resultar numa acção benéfica para a mente. Uma corrida ou uma caminhada com a devida atitude mental tem um efeito mais poderoso na regeneração do corpo e da mente. O importante é o estado de alerta consciente, que se estabelece na acção entre o que executa e o que é executado; o caminho e o caminhante passando a ser um só, fundindo-se então o caminhante com o caminho.

Tudo o que se faça com plena atenção é um ganho para a expansão de consciência. Plena atenção representa sentido do dever – estar no momento presente, consciente da acção. Aqui e agora requer a concentração para o que quer que se faça, seja o mais perfeito possível. O exercício de observação atenta purifica a consciência e expande o coração, muitas vezes bloqueado pela própria mente, que de tão preocupada com pensamentos, a maior parte dos quais são superficiais, não estabelece o silêncio, nem refina as suas percepções subtis na verdadeira comunhão com a Alma. Portanto, elevar a mente mediante uma tomada de consciência permite a ampliação da Consciência e abre caminhos especiais ao coração.

No coração reina o auto-sacrifício pela dádiva, a acção heróica, a paciência, a criatividade e o contentamento. São estes requisitos benéficos, já fruto da expansão do coração e, quando em sintonia com a mente, podem conduzir às mais elevadas realizações espirituais.
Contrariamente ao que se poderia deduzir, a plena atenção não prende, mas liberta a mente dos condicionamentos mentais, contribuindo sem esforço para o desapego dos sentidos e emoções mais primárias e, por consequência, cria espaços para a vivência de valores mais elevados e especiais de comunhão com o Universo, no conhecimento do amor incondicional.

Diz no Aṣṭāvakra Gītā:
«Certamente que quem se considera livre e quem se considera a si próprio encadeado permanece aprisionado. Assim como é o pensamento, assim é o resultado, provérbio popular verdadeiro neste mundo».

Assim, o verdadeiro tesouro está em cada ser humano, em si mesmo, na harmonia da mente e coração, pronto a ser encontrado, momento a momento. O verdadeiro néctar (amṛta) produz-se no estado imperturbável de serenidade emergindo a pura felicidade, tal o cálice que transborda, deste modo, de beatitude.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®