Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
Areal de reflexões

de Maria

em 14 Ago 2012

   Considerar a montanha, a floresta, o mar e a praia como fonte de descanso e não como locais de contemplação e reflexão, seria um desperdício do tempo, no tempo de férias. Considerar também, lugares que possam dispor melhor a esses estados, depende das necessidades de Consciência de cada um. Portanto, a indicação de caminhos, que foram para alguns, motivo de felicidade, nem sempre é oportuno, pois pode não ter o mesmo impacto nos outros, sendo que, a melhor direcção, os meios e a forma de percorrer o caminho, segura e confortavelmente, deve ser da responsabilidade pessoal.

Na verdade, qualquer que seja o caminhar, deve ser sempre “em frente”. Caminhar sem certezas da direcção certa é como caminhar na areia - custa mais e as pegadas apagam-se: esvai-se o esforço.

Para a viagem, a bagagem a transportar são a determinação e a honestidade consigo mesmo, pois são insubstituíveis, para que alquimicamente se tornem no cristal que ilumina a Alma e faz brilhar a Consciência. Mesmo a austeridade, a económica, a que os tempos actuais nos obrigam, pode aplicar-se ao nível interior e pessoal, na medida em que não só qualifica humana e espiritualmente, como harmoniza e desencadeia pensamentos ousados e criativos. A falha na criatividade do pensamento é um fosso que pode levar à dispersão e ao descontentamento (passar o tempo sem lhe dar sentido) à busca constante de alguma fonte de prazer, contribuindo para o desvio das suas próprias forças, num desgastante consumo mental, sem qualquer propósito definido e concreto. Pensar elevado é criativo e leva ao altruísmo - abnegação por alguma causa, dedicação ao bem a si mesmo e aos outros – incentiva também as decisões pessoais no melhoramento de atitudes, de hábitos e de palavras.

A principal criatividade é a do pensamento no quotidiano, a que toma em atenção a atitude correcta (minuto a minuto) e esta direcciona sempre para “cima”: para o bem do universo. A mesquinhez, pensamento pequeno, embota a mente como obstáculo à claridade, à criatividade. A criatividade interior, surge no mais pequeno gesto, no ânimo para o momento presente, na atitude no aqui e agora: é um poder do viver perene. E qual será a melhor fonte de inspiração? Sem dúvida a Força Superior ou Inteligência Suprema. Todos a podem tocar.

Transpor o pensamento mesquinho para as alturas do pensamento superior é possibilitar a ampliação de Consciência e nesse estado toda a inspiração da vida surge na comunhão universal.

Desejamos a todos a regeneração mental, física e espiritual que os momentos de descanso podem proporcionar. Boas férias.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®