Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
O que se passa com a meditação?

de Maria

em 02 Jun 2019

   Graças ao decidido empenho na atenção que se presta numa prática e nas regras de concentração que levam à meditação, o aspirante consegue ao fim de algum tempo pôr-se em contacto com a matéria mais subtil (etérica) do que aquele que diária e normalmente vive. Na persistência da prática acaba por elevar a sua vibração e fazer contacto com o plano búdico e devido a isso a sua própria vibração se acelera momentânea e brevemente de início, mas depois conforme se vai integrando causa um efeito mais permanente e, estimulando esta capacidade chega a um estado de Ser.
Na verdade, quanto mais purificado se tornar o corpo físico mais refinada se tornará a mente como receptora da vibração que emana como resposta desses planos mais subtis, bem como, oferecerá menos resistência à ascensão da kundalinī e na recepção de prāna. A falta de saúde, geralmente, provem da escassez de prāna, que pode ser devido a uma vida desordenada e desequilibrada baseada em vibrações menores, que resulta em atrofiamento e reduz a entrada do prāna nos centros receptores cujos principais são: as omoplatas (ombros), diafragma e o baço.


Cada Espírito (0 Ser) tem um ponto diminuto focal (átomo), pequeno centro de forças que constitui o factor central e o agente ao redor do qual, se formam as envolturas da Mónada reencarnante. Este átomo serve de núcleo para distribuir força, conservar as faculdades, assimilar experiência e preservar a memória.

A Mónada expressa-se por meio de Ātman, Búdhi e Manas.
Ser-Consciência-Inteligência.
A cabeça está vinculada ao átmico (Espírito). O coração tem a sua fonte especialmente no plano búdico. No seu aspecto inferior, Manas constitui o corpo egoico ou causal, o Ego. O Ego expressa-se pelo mental, emocional e etérico, reflexo da Tríade superior originando a manifestação física densa.

Deste modo, mediante a aplicação inteligente da faculdade mental levará à actividade a latente qualidade do amor. Usando inteligentemente a mente não só se estabelece o equilíbrio psíquico como abre o coração ao amor; factor principal na actual evolução para o perfeito amor e perfeita inteligência e que vai resultar em expansão de consciência.

A Consciência define-se como faculdade para captar. Concerne à capacidade de descriminar entre o Eu e o não Eu e a diferença na dualidade em definir entre o bem e o mal.

Portanto, a meditação designa o propósito da vida que ajuda a desenvolver a consciência ou despertar a faculdade de percepção, a obter em certa medida a capacidade de permanecer e expandir o corpo causal e a controlar a actividade (karma), que produz certos efeitos inevitáveis.
O Espírito através do corpo causal, o qual contem manas (mente), ilumina (influência) o seu tabernáculo carnal (corpo físico) proporcionando ideias, desejos e memória. A mente contem a estrutura do pensamento e que permite desenvolver ou ampliar a consciência. Representa a vontade inteligente. A mente define a faculdade de deduzir, raciocinar de forma lógica e actividade racional o qual distingue o homem do animal. A razão é o factor da existência do homem através da vontade e da objectividade.

Para uma prática de meditação mais séria (hoje em dia há muitas actividades que aplicam erradamente ao termo meditação) deve crer que existe algo mais do que a matéria; o Espírito e Deus. É sempre válida a pergunta, se existe Deus? O problema é que cada um deve obter por si a resposta.

Na realidade, todos buscam esta resposta; uns por meio da moral e da ética, outros pela biologia, pela matemática e astronomia e outros pelas religiões, e todos concordam que existe uma fonte de energia de vida, de inteligência e, que no fundo, toda a existência de vida obedece a certos parâmetros como se Alguém geometrizasse.

Contudo, toda a limitação na obtenção de respostas se deve à falta de desenvolvimento do mecanismo mental do cérebro físico, meio pelo qual se pode conhecer o espiritual e vir a conhecer e a estabelecer, esse contacto com o seu Criador.

Portanto, quando o homem atingir certo grau de maturidade espiritual (a meditação é o meio) encontrará a razão inteligente dessa Verdade no seu interior derrubando barreiras erguidas pela falta do conhecimento dessa poderosa Inteligência.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2019, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®