Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 3
Pensar Inteligente

de Maria

em 14 Mar 2011

   «A Terra rodopiou tanto que a Lua não resistiu à fúria dos ventos e, aos trambolhões começou a descida até à Terra, não sem os esforços dos Arcanjos e dos Anjos que em vão tentavam amortecer a queda com as suas asas. A queda foi tal e o redemoinho tanto, que a água transbordou dos oceanos para fora da Terra alagando o Cosmos. Aflitos os Senhores do Karma, aproveitando as águas, meteram-se num barco a toda a velocidade, cosmos fora, para segurar os restantes planetas com medo que também entrassem em colapso provocando um catastrófico desastre no Sistema Solar…»

Isto é pura ficção ou uma visão futurista? Na realidade, fazemos parte de mundos incontáveis e desconhecidos, onde tudo pode acontecer.

Estamos confinados a um ciclo de vida terrena dependentes de uma estrela que é o Sol, mas pertencemos a um ciclo maior que é o Sol na Via Láctea inserindo-nos numa grandiosa dimensão espacial, como ainda pertencemos a uma outra dimensão cósmica, que é a interacção com outras galáxias. Naturalmente que, a acompanhar o movimento celeste, estão também diversas dimensões de inteligência conforme as dimensões da existência espacial e atmosférica. A inteligência é assim, uma faculdade cósmica, uma medida de longo alcance, inerente também ao ser humano, que, se for desenvolvida no sentido expansivo de compreensão e entendimento para além das limitadas visões ou horizontes terrenos, dar-lhe-á um conhecimento dos elevados níveis existentes de inteligência cósmica. Desta forma, com a inteligência terrena mais desenvolvida, capacitamo-nos a abarcar outras dimensões de consciência-inteligência.
O que de infinidade nos oferece a nossa capacidade mental!...

Antigamente, tanto os filósofos como os teólogos conciliavam as suas ideias baseadas na observação da natureza (universo) e na sua relação com o homem –era um todo – hoje a ciência tenta isolar a natureza tendo-a como um mecanismo, não levando em conta que o homem faz parte intrínseca desse todo. Há uma estreita conexão, entre o homem e o Cosmos impossível de separar, em que a humanidade é influenciada pelo Cosmos e o Cosmos (natureza) é influenciada pela humanidade. Para compreender mais profundamente esta interacção, a ciência precisa duma análise mais profunda para poder definir com mais objectividade o papel do homem no Cosmos, na Terra e em si mesmo.

Ainda há muita incerteza, de facto, quanto ao que significa inteligência. Segundo os especialistas certas capacidades mentais do homem/mulher declinam com a idade, outras melhoram dependendo do uso que fazem da mente perante os desafios impostos pelo dia-a-dia, pelos quais a inteligência é a única responsável. Dizem também, que nas pessoas nas quais se integra mais inteligência é porque os neurónios estão mais interligados através das sinapses, permitindo uma comunicação mais rápida e eficiente. Diremos nós, que eficiência na comunicação é importante, mas a rapidez de resposta nem sempre é sinal de mais inteligência. A exposição clara de ideias, isso sim, é um dos pontos fundamentais que demonstra inteligência, mas também a interpretação dessas ideias quando assentam num nível superior de discernimento e de compreensão pode dizer-se inteligente. A inteligência depende do seu alcance no entendimento.

(Porém, convém esclarecer que a projecção de ideias e de acções com fins perversos e egoístas, resulta de esquemas mentais desviantes que, embora possa parecer que provêm de níveis especiais de inteligência, não passam de uma forma astuciosa de manipulação).

O que define Inteligência é o nível do pensar e actuar, em que a capacidade de inteligência depende do nível de expansão da Consciência. Assim, quando há um nível superior de pensamento é porque existe uma mentalidade aberta, avançada e espiritual – e, quando se integra já uma Consciência espiritual há um nível de inteligência diferente pelo alcance de outras dimensões. Deste modo, quando o homem chega a determinado ponto de evolução, tendo alcançado o seu aspecto criador, vendo-se conscientemente como um ser divino, a sua posição frente à vida e aos princípios mais primários muda, pois actua sob leis internas onde a ênfase do seu propósito é a criação mental e não nas percepções e nas emoções que dependem dos sentidos. Na evolução mais adiantada do reino humano a criação baseada na reprodução, tal como a conhecemos, fica suspensa. Fica emancipado totalmente do reino animal. (Todo o processo de reprodução é compartilhado com o reino animal).
   (... continua)  
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®