Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
O Sábio

de Maria

em 24 Fev 2018

   A aspiração de qualquer ser humano é atingir a sabedoria, estado que só se compreende o que é, quando se percorre um caminho mais espiritual ou de autoconhecimento. Na realidade, sábio é aquele que se domina a si mesmo; quem conscientemente busca a independência interna afastando os escolhos dos sentidos primários, dando lugar então a valores mais elevados. A verdadeira sabedoria reside em saber viver na sua essência espiritual, com fundamento no aperfeiçoamento para o encontro com a Unidade. Isto pode ser protagonizado tanto por pessoas jovens, tanto por pessoas mais maduras. Nem sempre a idade avançada é prenúncio de sabedoria, já que ela se ganha ou adquire no viver diário, e não num instante ao chegar ao fim da vida.


A sabedoria engloba, não só a atitude perante si, como perante os outros e dos suportes necessários, tais como os alimentos - saber alimentar-se é uma mestria - nas acções, nas emoções e sentimentos. Requer sem dúvida uma postura elaborada inteligente num cadinho interno de auto-realização no encontro com o Divino. Por todas estas razões tem de começar cedo aquele que quer ser sábio, porque esse estado de ser, só se alcança pelo trabalho interior, gradualmente, integrando toda a vivência humana e espiritual de uma vida.

Dominar a mente é de facto a grande mestria para a sabedoria, pois a qualidade do pensar, depende do estado de consciência que se vai aprimorando e expandindo pelo esforço corajoso no sentido certo, para assim obter a clareza mental. Uma mente confusa é uma mente fraca à mercê da dispersão. Especializar a mente é torná-la objectiva e útil, devendo-se para isso tomar consciência no que se pensa, pois há muitos hábitos mentais, acomodados, bem difíceis de remover. Deve haver uma constante vigilância - até que a mente fique educada no pensar - naquilo que é necessário, tornando-se numa mente concreta, calma e transparente. Neste espelho de mente sobressai então, naturalmente, a sabedoria.

Sabedoria, porém, não é saber tudo como uma enciclopédia, pois não se trata do saber intelectual ou teórico, mas o saber pela compreensão. Compreensão sobre si mesmo, como ser humano e espiritual, compreender os outros, bem como o que o rodeia. A compreensão é o mote da integridade ou essência pura espiritual, o tesouro de onde brota a sabedoria.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2018, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®