Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
Desvios

de Maria

em 14 Ago 2019

   O consumismo satisfaz cada vez mais os seres de certo nível de consciência. A grande massa humana tem um nível de entendimento básico guiado por uma mentalidade estreita, limitada e que infelizmente comanda a vida de milhões de pessoas. Ora, havendo na humanidade vários graus de consciência ou de evolução humana, também, na realidade, há os mais adiantados mental e espiritualmente, mas que se deixam absorver pela corrente de forças da grande massa menos evoluída, ou pensamento colectivo e assim, vemos autênticas aberrações na conduta de certas pessoas absolutamente fora de contexto.

A lei da economia leva à reacção perante certo estado de coisas, mas enfrentar o que está errado é um desafio de grande desgaste psíquico, ao qual muitos preferem poupar-se. O comércio, por exemplo, comanda muitas pessoas, nem que seja em detrimento do bem-estar de outros. E no Estado ou Governo Português, actualmente vêm-se abusos do poder nos favorecimentos familiares em ganhos financeiros, onde os políticos ocultam factos com mentiras e manipulações, tentando manter os cidadãos na ignorância.

Por outro lado, ao nível ecológico que hoje tanto se fala e pouco se faz, também se omitem responsabilidades e na Indústria, por exemplo, do plástico que está estabelecida, onde esta matéria abrange milhares e milhares de confecções nos mais variados padrões, tais; vestuário, peças de automóveis, electrodomésticos, brinquedos, etc., que causam, sem sombra de dúvida uma grande parte da poluição do planeta, mas apela-se ao mais óbvio, que são os plásticos do supermercado. É ridículo. Não são os sacos transparentes e leves onde se metem uns brócolos que afecta o planeta. São, sim, as grandes indústrias.

Outra das aberrações é a adopção dos animais dito domésticos, nomeadamente os cães que são metidos em andares pequenos, numa crueldade atroz para os próprios animais, que ficam com as patas atrofiadas por não terem espaços para correr, ou mesmo andar e, que ficam muitas vezes presos e sozinhos todo o dia, enquanto os donos vão trabalhar. Ora, tudo isto, porque um partido político, o Pan, incita as pessoas a conviver com animais. Isto é apenas manobra política de manipular os sentimentos e emoções das pessoas para ganho de votos. Assim, milhares se deixam levar pelas manipulações e hoje vivemos em prédios transformados em canis ou pior em jardim zoológico visto albergarem todo o tipo de animais.

Só a vibração dos animais provoca uma baixa de nível de mentalidade e de emoções que seria horripilante se as pessoas pudessem ver e compreender como a convivência tão estreita com animais é prejudicial à evolução humana. Esta convivência impede a mente de se elevar para níveis mais profundos de consciência e a ter a atitude de acordo com a evolução espiritual mais elevada. O que as pessoas podiam ganhar nas suas vidas em prol da sua evolução espiritual, se não fossem condicionadas pelas patranhas dos que querem controlar tudo e todos. São tempos inúteis num viver sem domínio e pouco desperto. O acordar para a realidade dá algum trabalho, pois pensar por si próprio provém de algum labor interno para obter a consciência superior de compreensão.
Outra incongruência é a ideia generalizada e absurda de que os portugueses são racistas. Ora os portugueses foram o povo que mais se cruzou por esse mundo fora… Como racistas? Esta ideia só serve àqueles que não se sentem bem com a sua pele. Há, determinadas características humanas que correspondem a determinados pontos ou regiões do planeta, formando continentes ou áreas distintas e seres distintos, portanto, há europeus, africanos, asiáticos, índios e indianos etc. é uma realidade a diferença de características humanas em correspondência com as suas respectivas raças.

Hoje em dia, infelizmente, qualquer gesto, um olhar ou uma frase pode desencadear numa acusação racistas da parte daqueles que ainda não se assumiram e orgulharam das suas características, ou seja, na sua cor de pele, no feitio dos olhos, etc. Pena que se propague este conceito absurdo e irreal de que os portugueses são racistas servindo apenas aqueles que ainda não aceitaram as condições naturais com que nasceram. Esta ideia de racismo é mais uma das muitas manipulações mentais que singram na sociedade em proveito de alguns.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2019, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®