Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 1
O Som Sagrado

de Maria

em 28 Out 2019

   O som emitido pelo Criador (começo do Universo) tem diferentes formas, mas na realidade constitui uma só palavra que possui várias sílabas. Juntas formam uma frase solar; separadas formam certas palavras de poder e produzem diferentes efeitos. De cada silaba que compõe a palavra sagrada ou letra, podem-se construir palavras consecutivas de poder. Também é significativa a entoação dada às palavras. A melhor explicação da função do som, encontra-se no sânscrito, em que o valor e poder da palavra ou mantra estão na sua pronunciação, pois obedece a leis de proporção, tal aritmética e geometria.

Uma só substância do som básico simbolizado pelo OM (reportando à tradição do Veda), divide-se necessariamente em três primários e as sete combinações vocais, logo em sete notas e em três básicas e finalmente em hinos. A grande Palavra que ressoa durante cem anos de Brahma (tempo de duração deste ciclo de manifestação de vida) e, cuja reverberação persiste durante um Sistema Solar é o Som Sagrado AUM. Diferenciadas (letra a letra) ouvidas no espaço-tempo, cada uma destas três letras representa a inicial frase subsidiária que consiste em vários sons.

Podem-se formar tríades, pentágonos, septenários ou oitavas de letras, que entoadas dão a chave da natureza interna da matéria e também seu controlo. Este controlo adquire-se pela correcta interpretação da Lei Cósmica ou de Economia, lei que rege esta manifestação solar.

A repetição de Ecos. Eles surgem do ritmo chave ou Som de algum grupo particular criativo, que compõe um determinado aspecto de construção de forma na matéria. Tende a criar uma série de circunstâncias, repetindo o som, atraindo algum factor animador de forças vitalizadoras e, evocará um som específico, o qual, se manifestará objectivamente criando determinadas circunstâncias ambientais.

Assim, certos sons emitidos nos níveis astrais ou mesmo superiores produzem uma vibração na matéria que detém a sua tendência em dissiparem-se.

Eles são contidos pelos construtores das formas e adaptam pela entoação correcta, total ou parcial e sua reverberação completa ou incompleta. A Lei de Atracção é que completa e une esta interacção entre matéria e Espírito. Quando um ser humano se tenha aperfeiçoado no seu interior e, consequentemente, apurado o sentido do ouvir, vai conhecendo os sons de outros planos e conhecerá as principais Palavras e frases sagradas. Este conhecedor as pronunciará com o seu próprio som e tom, fundindo-os com todas as vibrações, obtendo assim a compreensão da sua identidade essencial, com Aquele que no princípio emitiu a Palavra.

As notas que cada pessoa emite quando fala, serão menos ou mais cristalinas dependendo da depuração do seu interior pela evolução espiritual que integra – que confere o poder de dominar o ambiente, seu e à sua volta – e assim ajusta matéria e Espírito numa vibração cada vez mais elevada.

É, de facto, com a nota chave do foro interior de cada Ser, que este pode captar outros sons que compõem a natureza e, os que são compostos por ex., pela música, onde cada nota pode fazer vibrar em simultâneo, tocando principalmente no coração. As notas musicais têm o poder de vibrar a vários níveis e assim tocar muitas pessoas de acordo com certas notas. Quanto mais evoluída espiritualmente, melhor absorve as notas mais puras fazendo soar harmonia em todo o seu Ser.
     


topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2019, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®