Homepage
Spiritus Site
Início A Fundação Contactos Mapa do Site
Bem-vindo
   Missão
   Agenda
   Notícias
   Loja
   Directório
   Pesquisa
   Marco Histórico §
   Guia de Sânscrito
   NEW: English Texts
Religião e Filosofia
Saúde
Literatura Espiritual
Meditação
Arte
Vários temas
Mosteiro Budista
Dificuldades na leitura? Experimente a versão não acentuada.
pág. 1 de 2
Amor Incondicional

de Maria

em 21 Jul 2014

   Todos aqueles que aceitam participar num Retiro de Meditação acabam por tomar uma decisão importante: olhar para o seu próprio interior. Cada um ao fazer esta escolha, está a ser responsavelmente consciente pela sua própria vida espiritual. A oportunidade de olhar para si mesmo contribuirá para que flua internamente mais amor e se estabeleça uma corrente forte de ligação superior, ao Divino. Somente desta ligação que parte do interior de cada um, pode então irradiar o Amor incondicional sem qualquer esforço ou preocupação em direccioná-lo para alguém em especial, pois fluirá entre todos. Aqui deixa de ser um amor exclusivamente humano, apenas amando o próximo, mas o eterno, perene, incondicional, que abarca tudo.

O amor humano, etapa necessária e pela qual todos passamos e sem o qual não evoluiríamos, passa depois para uma dimensão superior que é amar o, e no, divino. Não há mais sentimento de posse; infelizmente, o amor humano funciona neste registo de que o ser que alguém ama lhe pertence. Para ser livre no amar, é preciso fazê-lo sem condições dos directos adquiridos, ou seja, porque é o marido, a esposa ou os filhos.

Para tanto, convém deixar de lado conceitos e preconceitos, que criam ilusões, não só materiais, sociais como espirituais para que se processe o desapego a si mesmo. Parece uma contradição, mas olhar para dentro ajuda a encontrar e a lembrar a ligação ao Divino, e essa dimensão, contribui para fomentar o desapego. O silêncio da meditação vai permitir que essa memória transcendente esteja mais presente.

Devemos, então, deixar de lado as ilusões espirituais – querer de imediato a iluminação – o problema é que muitas pessoas não têm o conhecimento sobre como ela se alcança e geralmente, elaboram grandes projecções egóicas. Outras que não é preciso qualquer esforço no investimento do seu próprio caminho espiritual: Acontece! Dizem.
Contudo, a iluminação não acontece por um passe de mágica, mas por trabalho persistente num caminho de disciplina. Assim se ultrapassam os obstáculos à ilusão que começam em si próprio e oscilam entre:
Ego em alta – a pessoa comporta-se como se fosse o centro do mundo, um ser especial, diferente – o que dá ORGULHO.

Ego em baixa – o oposto onde é VITÍMA de tudo e de todos. Nunca está bem com nada porque é a sua mente que fabrica problemas.

Outros obstáculos: MINIMIZAR-SE – é uma ou, um coitadinho, não é capaz de se superar. O oposto disto é sentir-se especial, um SALVADOR do mundo.

Portanto, será necessário deixar de lado as ilusões, os quereres pelas experiências fáceis e centrar-se no seu interior. Então pode acontecer a grande experiência do Amor Incondicional.
E como se encontra o Amor Incondicional? No nosso coração em ligação com o Coração de Deus. Porém, para se ganhar este Amor incondicional tem de se trabalhar a mente usando a inteligência, pois o Divino é sem dúvida, Inteligência. No entanto, existe nas pessoas muita preguiça mental o que as leva a polarizarem-se apenas no coração e com essa felicidade se contentam. Não obstante, a evolução espiritual, precisa fazer-se com inteligência usando também a mente, pondo em movimento todo o sistema cerebral e corporal, desbloqueando então, a mente e o coração para que se expanda ao Amor Incondicional.

Esta é a grande experiência que pode acontecer a quem estiver preparado e que pode ocorrer a qualquer momento e em qualquer lugar. Contudo, o ambiente de um retiro espiritual, onde o propósito é despertar as energias de cada um para a ligação ao Divino, pode propiciar momentos especiais de elevação mais transcendente.

Deste modo, as experiências espirituais, provenientes da Consciência – êxtases de felicidade – influenciam a mente. É a Consciência que conduz a mente e contribui para o Ser, ser cada vez mais consciente de si. Quando há uma experiência espiritual, que envolve naturalmente uma expansão do amor no coração, ela tem repercussões no cérebro e na mente, onde ocorrem movimentos e mutações ao nível das ligações neuronais pelos impulsos eléctricos, que desencadeiam determinadas vivências ao nível do coração. Essas áreas do cérebro impulsionam as restantes e sobressai uma mente mais consciente, serena e lúcida ou inteligente. Há um novo estado de consciência que contribui para nova etapa de vida e assim, sucessivamente, vamos construindo e realizando a caminhada pessoal da nossa espiritualidade.

Portanto, a mente e o coração devem alinhar-se para a autêntica realização espiritual consciente. É educando a mente, pela prática da meditação que se consegue libertar o cérebro dos pensamentos invasivos. Na realidade, o propósito de um retiro de meditação é tornar os seres (participantes) mais conscientes de si.
   (... continua)  
topo
questões ao autor sugerir imprimir pesquisa
 
 
Flor de Lótus
Copyright © 2004-2017, Fundação Maitreya ® Todos os direitos reservados.
Consulte os Termos de Utilização do Spiritus Site ®